fbpx

Uggie e os cãezinhos mais fofos do cinema

 data-srcset

Ontem (12) chegou a notícia que o cãozinho Uggie, o fofo e lindo  mascote de O Artista havia morrido. Ele tinha câncer  e teve que ser sacrificado aos 13 anos. Muito triste! Uggie era a alma de O Artista, e provocava sorrisos toda a vez que aparecia em cena.  Foi inclusive premiado com o Palm Dog Award em Cannes e o Golden Collar, além de ter sido imortalizado na Calçada da Fama do Teatro Chinês. Ele chegou a aparecer em outros filmes como Os Candidatos, com Will Ferrell  em 2012 e Água para os Elefantes (2011), com Reese Whiterpoon. E, é claro,  impossível esquecer sua aparição no Globo de Ouro, quando O Artista ganhou o prêmio de melhor filme. Lembra?

Outros cãezinhos lindos também marcaram  em cena no cinema desde os tempos de Rin-Tim- Tim e Lassie. Então, resolvi relembrar os meus favoritos, estes fofíssimos  que inspiraram vários Ohhh! ‘s nas telas.

Beethoven

Nos anos 90, os filmes do São Bernardo Beethoven foram um grande sucesso. Pelo menos os dois primeiros, que foram lançados nos cinemas. Os outros seis (sim, seis!) foram direto para vídeo. O primeiro especialmente, com Charles Grodin, de 1992. Babão e desengonçado, o cão era adorável. Curiosidade: ele foi treinado por Eleanor Keaton, ninguém menos do que a viúva de Buster Keaton, um dos grandes nomes do cinema mudo.

Marley e Eu

Quem tem um Labrador, sabe que eles podem ser impossíveis. Mas não há cães mais carinhosos, queridos e lindos! O filme, estrelado por Jennifer Aniston e Owen Wilson, foi baseado no livro best-seller e teve enorme sucesso em 2008. Tenho que admitir que nunca tive coragem de ver o filme até o fim. Achei que não ia aguentar a parte triste da história. 22 cães foram usados durante a filmagem. Um mais lindo e fofo que o outro.

O Máskara

Um de meus preferidos de todos os tempos é o Milo de O Máskara (1994). O nome verdadeiro de Milo era Max, e ele quase roubou o filme de Jim Carrey. Bem , no final ele acabou até ficando com a máscara né?

Perdido pra Cachorro

Chloe é uma chihuahua com a voz de Drew Barrymore, que sempre teve uma vida de rica junto à Tia Viv (Jamie Lee Curtis). Mas durante uma viagem ao México,  a cachorrinha acaba perdida no meio da rua. E vai precisar de toda a ajuda possível para tentar voltar para a sua casa. Os cães são fofíssimos e Chloe é simplesmente linda! O filme teve ainda mais duas sequências.

Benji- O Filme

Eu era pequena quando assisti Benji (1974). Era um daqueles filmes da sessão da tarde, onde um cãozinho de rua salva crianças raptadas. Foi o último filme do lindo Benji, que depois foi substituído por sua filha, Benjean, nos subsequentes. É possível resistir a esse olhar? Claro que não!

Sempre ao seu Lado

Até hoje nunca tive coragem de assistir esse filme, com Richard Gere e dirigido por Lasse Hallstron,  em 2009. Ainda mais que é baseado em uma história real de um professor  e seu cachorro Hachi, que o acompanha sempre até o trem quando ele vai trabalhar. Só que o professor morre, mas o cão volta todos os dias para esperá-lo na mesma estação, atraindo a atenção do habitantes locais. Só de ver o trailer já dá vontade  de chorar.

As Aventuras de Tintim

Sempre adorei os quadrinhos com a histórias de Tintim. Pena que quando Steven Spielberg resolveu fazer o filme com a técnica de captura de movimentos, o resultado não foi dos melhores. Mas Milou, o cachorrinho, sempre o meu personagem favorito, continuava apaixonante!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *