fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Parasita e mais 9 vencedores do Oscar para ver no streaming

No Oscar desse ano, Parasita fez história ao vencer tanto o Oscar de filme estrangeiro quanto o de melhor filme. Isso porque foi o primeiro filme em língua não-inglesa ganhar o prêmio principal do cinema. Agora, o filme estreia hoje (6) no Telecine, e já está disponível no streaming do Telecine. A crítica está aqui. Vale conhecer! Mas há outros ganhadores do Oscar de melhor filme disponíveis no streaming. Veja só:

Spotlight  – Segredos Revelados – Globoplay

Em 2016, havia dois grandes favoritos ao Oscar de melhor filme: O Regresso e Spotlight. Spotlight acabou levando o melhor filme e também o melhor roteiro. Eu acho o filme poderoso, importante, e brilhante. Baseado em um fato real, mostra um grupo de jornalistas do Boston Globe que investiga o abuso de crianças por padres católicos, acobertados pela Igreja. Eles conseguem reunir documentos que podem provar os crimes cometidos e o envolvimento de líderes religiosos que tentaram ocultar os casos. Mark Ruffalo e Rachel McAdams concorreram ao Oscar de coadjuvante.

O Discurso do Rei – Amazon/ HBO Go

No Oscar de 2011, O Discurso do Rei foi o grande vencedor so ano no Oscar. Além do prêmio de melhor filme, levou os de direção (Tom Hooper), roteiro e ator para Colin Firth. Também é baseado em um fato  real, vivido pelo rei George, pai da rainha Elizabeth, que todo o mundo conhece. O Príncipe Albert da Inglaterra deve ascender ao trono como Rei George VI, mas ele tem um problema de gagueira. Sabendo que o país precisa que seu marido seja capaz de se comunicar perfeitamente,  sua esposa Elizabeth (mãe da atual rainha) contrata Lionel Logue, um ator australiano e fonoaudiólogo, para ajudar o Príncipe a superar a gagueira. Uma extraordinária amizade desenvolve-se entre os dois homens, e Logue usa meios não convencionais para ensinar o monarca a falar com segurança. Geoffrey Rush (Lionel) e Helena Bonham- Carter (Elizabeth) concorreram ao prêmio como coadjuvantes.

Gladiador – Netflix /Amazon

Dirigido por Ridley Scott, o filme levou cinco Oscars. Além de melhor filme, foram premiados Russell Crowe como melhor ator, figurino, som e efeitos visuais. A história se passa nos dias finais do reinado do imperador Marcus Aurelius (Richard Harris). Ele desperta a ira de seu filho Commodus (Joaquin Phoenix, indicado como coadjuvante) ao tornar pública sua predileção em deixar o trono para Maximus (Russell Crowe), o comandante do exército romano. Sedento pelo poder, Commodus mata seu pai, assume a coroa e ordena a morte de Maximus, que consegue fugir antes de ser pego e passa a se esconder sob a identidade de um escravo e gladiador do Império Romano.

12 Anos de Escravidão – Netflix

Em 2013, 12 Anos de Escravidão se tornou o primeiro vencedor de melhor filme a ser produzido, dirigido e roteirizado por profissionais negros na história do Oscar. O filme deu ainda o prêmio de coadjuvante para Lupita Nyong’o.  Conta a história real de Solomon Northup é um  homem negro livre em 1841, que vive em paz ao lado da esposa e filhos. Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver. Ao longo de doze anos, ele passa por dois senhores, Ford e Edwin Epps, que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços. Chiwetel Ejiofor concorreu ao Oscar de melhor ator e Michael Fassbender como coadjuvante.

A Lista de Schindler – Telecine

Além do prêmio de melhor filme, A Lista de Schindler  levou os de roteiro fotografia, direção de arte, montagem, trilha sonora e diretor para Steven Spielberg. Foi o primeiro Oscar de Steven, num projeto que lhe era muito querido, e que demorou 10 anos para sair do papel. O  filme é baseado numa história real.

Na época da II Guerra, o alemão Oskar Schindler (Liam Neeson) viu na mão de obra judia uma solução barata e viável para lucrar com negócios. Com sua forte influência dentro do partido nazista, foi fácil conseguir as autorizações e abrir uma fábrica. O que poderia parecer uma atitude de um homem não muito bondoso, transformou-se em um dos maiores casos de amor à vida da História. Este alemão abdicou de toda sua fortuna para salvar a vida de mais de mil judeus em plena luta contra o extermínio alemão. Liam Neeson e Ralph Fiennes concorreram ao prêmio, respectivamente como melhor ator e como coadjuvante.

O Paciente Inglês  – Amazon

Ralph Fiennes conseguiu outra indicação, dessa vez como ator principal quatro anos depois, com O Paciente Inglês. Mas mais uma vez não levou. O filme entretanto ganhou noe prêmio ao todo. Além de melhor filme, também diretor (Anthony Minghella), fotografia, direção de arte, figurino, som, montagem, trilha sonora e coadjuvante para Juliette Binoche.

No final da Segunda Guerra Mundial, um desconhecido, que teve queimaduras generalizadas quando seu avião foi abatido e ficou conhecido apenas como o paciente inglês, acaba recebendo os cuidados de uma enfermeira canadense. Gradativamente, ele começa a narrar o grande envolvimento que teve com a mulher do seu melhor amigo e como esse amor foi fortemente correspondido. Porém, outros detalhes parecem não vir à sua lembrança, como se ele quisesse que tais fatos continuassem enterrados e esquecidos.

Chicago – Amazon

Bela adaptação do musical da Broadway, o filme ganhou seis Oscars: Filme, direção de arte, figurino, montagem, som e atriz coadjuvante para Catherine Zeta-Jones. Ela é Velma  Kelly, a sensação de um clube noturno, assassina seu marido mulherengo. Então Billy Flynn (Richard Gere), o advogado mais esperto de Chicago, é o escolhido para defendê-la. A novata cantora Roxie Hart (Renee Zelwegger) também acaba na prisão por matar seu namorado, e Billy  pega seu caso, transformando tudo em um circo da mídia. Agora, elas disputam entre si pelo topo do estrelato. Renee concorreu como melhor atriz, enquanto Queen Latifah e John C. Reilly disputavam as categorias de coadjuvantes.

O Artista – Amazon

Antes de Parasita, houve O Artista. Ele foi a primeira produção francesa a ganhar o prêmio de melhor filme, mas como era mudo (sem diálogos), não é ser considerado um filme de língua não-inglesa. Foi um grande desafio fazer um filme preto e branco e mudo, que homenageava Hollywood. A história se passa na década de 1920, quando o ator George Valentin (Jean Dujardin) é uma estrela do cinema mudo. Mas sua carreira está ameaçada pela chegada do cinema sonoro. Enquanto ele luta para manter seus filmes, Peppy Miller (Berenice Bejo), uma coadjuvante, alcança a fama. O Artista ganhou os prêmios de melhor filme, direção (Michel Hazanavicius), figurino e trilha sonora, além de ator para Jean Dujardin. Com isso, ele se tornou o primeiro – e até agora único – atore francês a receber a honraria.

Green Book – O Guia – Amazon / HBO Go

Eu adoro esse filme! Foi o vencedor inesperado do Oscar 2019, levando as estatuetas de filme, roteiro e coadjuvante (Mahershala Ali). Ele é o Dr. Don Shirley é um pianista negro de renome mundial, prestes a embarcar em uma turnê pelo sul dos Estados Unidos, em 1962. Como precisa de um motorista e guarda-costas, Shirley recruta Tony Lip (Viggo Mortensen, indicado como melhor ator), um fanfarrão do Bronx. Apesar de suas diferenças, os dois homens desenvolvem uma ligação inesperada ao enfrentar o racismo e os perigos de uma era de segregação racial.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Filmes de fantasia, que pretendem atingir crianças e adultos, podem acertar no tom, ou não. Várias versões erraram no tom. É o caso de...

Streaming

Bridgerton é uma delícia. Gosto muito das duas primeiras temporadas. A primeira tem cenas bem quentes, a segunda é mais sensual, com um jogo...

Cinema

Admiro muito as canções de Amy Winehouse. E, como sempre, fico triste de ver gente com tanto talento que acaba não conseguindo suportar o...

Cinema

Há uma infinidade de filmes de terror sobre grupos de jovens que se juntam em algum lugar e resolvem mexer com coisas que não...

Cinema

Belo Desastre, atualmente disponível na Prime Vídeo, é divertidíssimo. E o melhor, é um romance teen que não se leva a sério. Até mesmo...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Provavelmente você já ouviu falar da minissérie inglesa Bebê Rena, que está na Netflix. Muita gente tem me perguntado sobre ela nas redes sociais...

Streaming

Sabe aquela situação em que você acompanha filmes e séries que tem uma certa similaridade? Pois foi o que aconteceu com meu amigo José...

Streaming

Há muito tempo, eu assisti o filme clássico francês O Salário do Medo. Dirigido por Henri Georges Clouzot, tinha Yves Montand no papel principal....

Streaming

Ultimamente tenho visto vários filmes – e uma série – com personagens reais em acontecimentos da II Guerra Mundial. Esse é o caso dos...

Cinema

A gente não conhece nem uma parte desses grandes heróis que mudaram a história, salvando tantas pessoas durante várias guerras. E Hollywood, ainda bem,...

Moda

A Temporada de Premiações terminou – e Margot Robbie não ai usar mais rosa, rsrs. E como eu acompanhei de perto cada um dos...

Premiações

O oscar 2024 teve poucas surpresas. Como se esperava, Oppenheimer foi o grande vencedor da noite com sete estatuetas, inclusive filme, diretor (Christopher Nolan)...

Moda

O red carpet do Oscar teve um claro predomínio da cor preta nos vestidos. Muita gente resolveu ir pelo caminho mais certo da elegância....