fbpx

Os melhores filmes do século no Dia Mundial do Cinema

Eu confesso que não sabia, mas hoje, 5 de novembro, é o Dia Mundial do Cinema. Então, é claro, a gente tem que dar umas dicas para você comemorar a data em grande estilo. Então, resolvi fazer uma lista de ganhadores do Oscar de melhor filme. A regra da escolha são as vezes que eu concordei (rs) com a Academia de Artes e Ciências de Hollywood neste século. É bem provável que você até ache que não são os melhores filmes do século, mas são reconhecidos pelo Oscar como tal. Então,  faça a sua escolha para o programa desse Dia do Cinema.

Um grupo de jornalistas investiga o abuso de crianças por padres católicos, acobertados pela Igreja. Eles conseguem reunir documentos que podem provar os crimes cometidos e o envolvimento de líderes religiosos que tentaram ocultar os casos. Além do Oscar de melhor filme, Spotlight também levou o prêmio de roteiro. Outras indicações foram na categorias de coadjuvantes (Mark Ruffalo e Rachel McAdams), diretor (Tom McCarthy) e edição.

  • Argo (2013) – HBO Go e Now

Durante a crise do Irã em 1980, seis americanos ficaram refugiados na embaixada canadense em Teerã. Para tirá-los de lá, um agente da CIA decide fazer um filme fictício como estratégia para resgatá-los. O filme levou o Oscar de filme, roteiro e edição. Concorreu ainda nas categorias de coadjuvante (Alan Arkin), trilha sonora, edição de som e mixagem de som.

  • O Artista (2012) – Amazon Prime Vídeo

Na década de 1920, o ator George Valentin é uma estrela do cinema mudo, mas sua carreira está ameaçada pela chegada do cinema sonoro. Enquanto ele luta para manter seus filmes, Peppy Miller, uma coadjuvante, alcança a fama. O filme venceu 5 Oscars: filme, ator (Jean Dujardim), diretor (Michel Hazanavicius), trilha sonora e figurino. Concorreu também com atriz coadjuvante (Berenice Bejo), roteiro original, direção de arte, fotografia e edição.

  • Os Infiltrados (2007) – Google Play, Looke, Microsoft e Apple TV (aluguel ou compra)

Billy Costigan, um jovem policial, recebe a missão de se infiltrar na máfia, no grupo comandado por Frank Costello. Billy conquista sua confiança ao mesmo tempo em que Colin Sullivan, um criminoso que atuou na polícia como informante de Costello, também ascende dentro da corporação. Tanto Billy quanto Colin se sentem aflitos devido à vida dupla que levam. Mas, quando a máfia e a polícia descobrem que há um espião entre eles, a vida de ambos passa a correr perigo. Esse foi o filme que finalmente deu o Oscar de diretor para Martin Scorsese. Venceu ainda nas categorias filme, roteiro adaptado e edição. E Mark Wahlberg concorreu como coadjuvante.

  • O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei  (2004)- Netflix e Telecine

O confronto final entre as forças do bem e do mal que lutam pelo controle do futuro da Terra Média se aproxima. Sauron planeja um grande ataque a Minas Tirith, capital de Gondor, o que faz com que Gandalf e Pippin partam para o local na intenção de ajudar a resistência. Um exército é reunido por Theoden em Rohan, em mais uma tentativa de deter as forças de Sauron. Enquanto isso, Frodo, Sam e Gollum seguem sua viagem rumo à Montanha da Perdição para destruir o anel. Uma das maiores bilheterias da história, foi vencedor de 11 Oscars. Além do melhor filme e direção (Peter Jackson), venceu em todas as outras categorias em que foi indicado. Roteiro adaptado, Direção de Arte, Efeitos Visuais, Edição, Figurino, Maquiagem, Mixagem de Som, Trilha Sonora, e Canção. 

  • Chicago (2003) – Telecine

Versão para o cinema do musical de grande sucesso da Broadway. Velma, a sensação de um clube noturno, assassina seu marido mulherengo. Então Billy Flyn, o advogado mais esperto de Chicago, é o escolhido para defendê-la. A novata cantora Roxie também acaba na prisão por matar seu namorado, e Billy também pega seu caso, transformando tudo em um circo da mídia. Agora, elas disputam entre si pelo topo do estrelato. Chicago levou 6 Oscars. Filme, atriz coadjuvante (Catherine Zeta-Jones), edição, figurino, direção de arte e mixagem de som. Concorreu ainda a outros 7. Atriz (Renee Zellweger), ator coadjuvante (John C. Reilly), Atriz coadjuvante (Queen Latifah), roteiro adaptado, fotografia e mixagem de som.

  • Gladiador (2000) – Netflix, Amazon e Now

Commodus toma o poder e se livra de Maximus, um dos generais favoritos de seu predecessor e pai, o grande filósofo, rei e imperador Marcus Aurelius. O bravo guerreiro é forçado a se tornar gladiador nas arenas e precisa lutar pela vida. Venceu cinco Oscars: filme, ator (Russell Crowe), figurino, efeitos visuais e som. Concorreu também a ator coadjuvante (Joaquin Phoenix), direção (Ridley Scott), design de produção, fotografia, trilha sonora, edição e roteiro original.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *