fbpx

Wesley Snipes está de volta em The Player

Houve uma época, nos distantes anos 90, que Wesley Snipes era um astro de primeira grandeza. Dessa época são filmes como Febre da Selva (1991), Sol Nascente (1993), O Demolidor (1993), Por Uma Noite Apenas (1997), que eu adoro, US Marshalls – Os Federais (1998) e, é claro, os três filmes de Blade, o vampiro. Mas em 2006, teve problemas com o imposto de renda, devido a fraudes comprovadas, e chegou a ser preso. O retorno começou em 2013, com Os Mercenários 3, e agora está na série The Player, que estreia hoje (5), às 22 horas no Canal Universal.

No piloto, somos apresentados ao consultor de segurança Alexander Kane (Philip Winchester), designado para verificar se o milionário Daoud Raqib (Carlo Rota), e sua família estão recebendo a segurança necessária dos agentes policiais de Las Vegas. Só que ao protegê-los, Kane acaba sendo responsável indireto pela morte de alguém próximo a ele, sendo injustamente acusado de assassinato e preso. Mas consegue fugir com a ajuda de Cassandra King (Charity Wakefield) que tem uma exigência: ele deverá participar de uma organização secreta onde ela é a negociante, chamada The Player. O “chefe”, Mr. Johnson (Wesley Snipes), explica que a The Player consegue prever o momento em que os mais variados crimes acontecerão na cidade, antes que eles ocorram, numa linha similar à Person of Interest.  Kane é então “convidado” para ser o jogador da organização e impedir sequestros e assassinatos, enquanto os homens mais ricos do mundo apostam se ele irá conseguir.

Você deve já conhecer o rosto de Philip Winchester, o ator principal. Ele já esteve em várias séries, como Crusoe, Fringe, Camelot, 24 Horas: Viva um Novo Dia e principalmente Strike Back, do Cinemax, que teve cinco temporadas. Já Charity Wakefield foi vista recentemente como Ana Bolena, na premiada minissérie Wolf Hall.

A premissa interessante, cenas de ação bem produzidas, e ainda o bom elenco deveriam ser certeza de sucesso e provável renovação para uma segunda temporada.  Infelizmente, as notícias não parecem boas. Devido à concorrência com jogos de baseball e futebol americano nos Estados Unidos, os números de audiência estão sendo considerados baixos. E, por consequência, o pedido inicial de episódios foi reduzido de 13 para 9. Isso, na maioria das vezes, significa um passo em direção ao cancelamento.

Portanto, minha sugestão é para assistir, mas não virar fã, pois o futuro não parece promissor…

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *