fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Séries

O fim e o legado de The Crown

É sempre difícil quando uma série que você acompanha há muito tempo termina. Fica uma sensação de vazio de não poder esperar mais por novas aventuras e desafios de personagens que, boa parte das vezes, parecem se tornar íntimos. Sinto que essa será a situação comigo quando for assistir a  parte 2 da sexta temporada de The Crown, que estreou este fim de semana na Netflix. Ainda não tive coragem de assistir, porque sinto que vou sentir saudade de Elizabeth. Vai entender…

Agora, Elizabeth tenta entender o seu legado e também preparar ainda mais Charles e William para assumirem o trono quando ela se for. Nós acompanhamos todas as fases , todo o caminho, dessa mulher sensacional. Tudo começou em 2016, com a estreia da primeira temporada da série. The Crown foi uma das mais caras já produzidas – cada episódio custava por volta de 5 milhões de libras. E tudo começou com a abdicação do tio da rainha, o rei Edward VIII, o que mudou completamente a história de Elizabeth e da Inglaterra.

O caminho

A série teve grupos de intérpretes diferentes a cada duas temporadas. Claire Foy, se transformou em estrela, ao viver Elizabeth nas duas primeiras. Este também foi o caso de Vanessa Kirby, que fez a princesa Margaret. Claire ganhou um Emmy como melhor atriz (e depois ganharia outro, como atriz convidada na 3ª temporada). John Lithgow, como Winston Churchill também foi premiado como coadjuvante.

Em 2021, com o novo elenco, mais prêmios. Olivia Colman ganhou o Emmy de melhor atriz, e Josh O’ Connor  (príncipe Charles) como melhor ator. Já  Gillian Anderson (Margaret Tatcher) e Tobias Menzies (Príncipe Phillip) receberam os prêmios de coadjuvante. Este foi também o ano em que a série foi eleita a melhor do ano.

As últimas temporadas

Nas quinta e sexta temporadas, Imelda Staunton assumiu o papel de Elizabeth. Ela é sempre excelente, mas não há como não fiar fascinada com a atuação de Elizabeth Debicki como Diana. Ela concorre em todas as premiações deste ano, inclusive o Emmy.  Eu destaquei aqui o Emmy, mas  a série esteve em muitas outras premiações : Globo de Ouro, Critics Choice, SAG Awards. No caso do SAG’s, chegaram a ganhar o prêmio de melhor elenco. Somente o BAFTA, o Oscar inglês demonstrou pouco carinho pela série. É claro que isso é perfeitamente entendível, afinal eles são britânicos, e a família real está sempre presente nos evento do BAFTA. Somente Vanessa  Kirby foi premiada entre todos do elenco.

O último episódio se passa em 2005. Ou seja 17 anos antes da rainha falecer. O criador da série, Peter Morgan, explicou em entrevista à Variety, que “eu creio que parar quase 20 anos antes do tempo presente é uma coisa digna. Ele adicionou ainda, que com essa decisão, ele mantém a série como “histórica, e não jornalística.” Há, entretanto, rumores de que a Netflix já estaria discutindo uma nova série – que seria um prelúdio – sob o guarda-chuva de The Crown. Em tese, tudo se passaria 50 anos antes da abdicação de Edward, ou seja na época da Rainha Victoria. E vamos combinar que  essa também teria muita história pra contar…

 

2 Comentários

2 Comments

  1. Rita

    17 de dezembro de 2023 às 10:11 am

    Realmente o final desta série deixou um gostinho de quero mais. De todos os personagens, os mais fantásticos foram a Rainha Elizabeth e Diana. As duas já partiram, mas seus legados continuam e continuarão presentes, talvez pelo resto de nossas vidas, isso para quem é apaixonado pela monarquia inglesa. Dois personagens que para mim não combinaram com a série, Harry e a mãe de Kate. Não gostei! The Crow pra mim, uma das série mais lindas que já vi!

    • Eliane Munhoz

      19 de dezembro de 2023 às 10:30 pm

      Adorei a série!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Premiações

Acredito que todos esses eventos da Temporada de Premiações precisam se reinventar. O politicamente correto acaba se tornando mais importante do que a melhor...

Moda

Normalmente, eu acho que é no SAG Awards que as atrizes estão mais elegantes. Não foi diferente dessa vez. Claro, há sempre os “erros...

Streaming

Eu tentei ver o primeiro episódio de Glamorous, que está na Netflix, mas achei tudo muito chato. Assim, desisti. Mas o meu amigo José...

Premiações

Neste sábado, dia 24, vai acontecer o SAG Awards 2024. Para quem não sabe, o SAG Awards é o prêmio do Sindicato dos Atores,...

Cinema

Antes da pandemia, em 2019, todo mundo estava falando sobre um “jogo” chamado Baleia Azul. Ele era um conjunto de 50 desafios diários e...

Você também pode gostar de ler

Séries

Foram tantas séries que estrearam em 2023, e eu vi tão poucas… Dá até frustração. Mas entre as que vi, fiz aqui a minha...

Cinema

O clássico A Fantástica Fábrica de Chocolate, de 1971, é um de meus filmes preferidos da vida. Mas tentei manter a cabeça aberta quando...

Streaming

A Netflix tem algumas coisas imperdíveis nesse mês de dezembro. Tem filme de Oscar, Julia Roberts, o fim de The Crown, e o novo...

Cinema

Eu admiro muito a versatilidade de Ridley Scott. Ele vai de ficção-científica (Alien o 8º Passageiro), passando pelo romance (Um Bom Ano)até um filme...

Streaming

Pois é,  novembro chegou – já começou a comprar panetone, rsrs? E a Netflix melhorou o número de lançamentos interessantes para o mês. Tem...

Cinema

Outro dia, Steven Spielberg foi filmado dizendo a Tom Cruise que ele era o responsável por salvar o cinema pós-pandemia. Tudo graças ao resultado...

Streaming

Vários grandes diretores já fizeram seus filmes considerados grandes homenagens ao cinema. Entre eles, Kenneth Branagh (Belfast), Quentin Tarantino (Era uma Vez em Hollywood),...

Streaming

Com a estreia da última temporada de Succession hoje ( a crítica está aqui), fiquei pensando sobre diversas séries sobre famílias bem poderosas –...