fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Séries

As 10 interpretações mais marcantes de séries em 2020

Sempre digo que é impossível escolher as melhores interpretações em séries do ano, já que é impossível ver todas as séries que são produzidas anualmente. Não tem como! Eu, por exemplo,  em 2020 acabei não vendo – ainda – as badaladas O Gambito da Rainha e The Morning Show. Infelizmente, não deu tempo! Mas entre todas que assisti, vi algumas atuações extraordinárias, todas dignas de premiações. Então, na minha opinião, estão aqui as melhores atuações que vi em séries em 2020. Não estão em ordem, nem divididas em atores, atrizes e coadjuvantes. Tem aqueles que realmente mais me impressionaram. E aguarde minhas listas de séries do ano, atuações em filmes e, é claro, os filmes do ano.

Melissa McBride – The Walking Dead

Talvez porque a série é de terror, ela é pouco lembrada nas premiações. Mas desde o início de The Walking Dead, Melissa McBride tem nos brindado com uma das melhores atuações que já vi como Carol. Nessa 10ª temporada da série, não foi diferente. Ela brilhou intensamente, especialmente na cena em que se sente culpada pelo desabamento da caverna. Aguardando ansiosamente pela nova série, que terá as aventuras Carol e Daryl (Norman Reedus).

Cate Blanchett – Mrs. America

Pouca gente viu essa série já que ela ficou disponível somente no Fox Premium, que tem poucos assinantes. Mas o elenco todo é um deslumbre. Rose Byrne, Uso Aduba (premiada com o Emmy), Tracey Ullman. Mas é claro que a personagem principal, a ultra direitista Phyllis Schlafly é um prato cheio para Cate Blanchett brilhar.

Mark Ruffalo – I know this much is true

A série, disponível na HBO Go, não era lá essas coisas. Chatinha mesmo. Mas Mark Ruffalo está um assombro como os irmãos gêmeos, completamente dependentes um do outro. Ele também ganhou o Emmy em 2020.

Jurnee Smollett – Lovecraft Country

Jurnee já tinha arrasado em Aves de Rapina. Mas ela brilhou mesmo como Leti Lewis em Lovecraft Country, também disponível na HBO Go. Tanto na parte de comédia como de drama, ela funcionou perfeitamente.

Zendaya – Euphoria

Ela fez história ao se tornar a mulher mais jovem a ganhar um prêmio de melhor atriz de série dramática em 2020. E Zendaya surpreende mesmo como Rue, uma jovem viciada em drogas. O episódio especial de Natal foi outro arraso, com a câmera dividida entre ela e Colman Domingo, que faz o seu conselheiro.

Dylan McDermott – Hollywood

Dylan McDermott é aquele ator muito bonito que está por aí desde os anos 90 (lembra do filme Na Linha de Fogo?). Mas foi uma enorme surpresa ver sua atuação em Hollywood, de Ryan Murphy, como o dono de um posto de gasolina que também tem um negócio de acompanhantes masculinos. Ele e a série são o máximo!

 

Al Pacino – Hunters

Falar das atuações de Al Pacino é chover no molhado. Ele é sempre maravilhoso nos filmes. E ao estrelar sua primeira série para a Amazon, não foi diferente. Como o caçador de nazistas Meyer Offerman, ele foi indicado ao Emmy, e é um assombro, mesmo com as restrições físicas da idade.

Shira Haas – Nada Ortodoxa

Que bela surpresa é a atuação da jovem Shira Haas como a garota judia foge de seu casamento arranjado. Repare na cena em que seu cabelo é raspado, ou ainda no momento em que finalmente consegue fugir. É inesquecível! A série está na Netflix.

Judy Davis – Ratched

É claro que todo mundo falou de Sarah Paulson no papel principal na série da Netflix. Mas nem acho que Nurse Ratched é uma de suas melhores atuações. Quem realmente me conquistou – outra vez – foi Judy Davis como a chefe das enfermeiras. Uma grande atriz – como esquecê-la em George e Frederic?

Reese Witherspoon – Big Little Lies/ Little Fires Everywhere

Como disse, eu não vi The Morning Show. Mas que ano para Reese Witherspoon em séries, hein? Na segunda temporada de Big Little Lies (HBO Go), ela foi a melhor do elenco. E, apesar de Kerry Washington ter sido indicada ao Emmy por Little Fires Everywhere (Amazon), Reese merecia muito mais. Aplausos para ela!

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

No sábado, a internet em casa ficou meio capenga então resolvi dar uma olhadinha em dois filmes da Amazon Prime que eu tinha baixado...

Streaming

Carnival Row estreou há uns três anos na Amazon Prime. Era uma daquelas séries que eu sempre pensava em começar a ver, mas acabava...

Streaming

Todo mundo estava esperando esses dois últimos episódios da quarta temporada de Stranger Things. Havia a preocupação de que um personagem principal morreria. E...

Streaming

O Star Plus não tem a quantidade de lançamentos novos como Netflix ou HBO Max. Mas tem umas coisas bem interessantes chegando.  Todas nesse...

Streaming

Chris Pratt tem duas grandes franquias pra chamar de suas – Jurassic World e Guardiões da Galáxia. E nesse ano, estará por aí nas...

Você também pode gostar de ler

Streaming

A lista da Netflix para esse mês de julho está bem boa. Tem um monte de coisas, mas eu separei aqueles 10 filmes e...

Streaming

Nas últimas semanas tive a sorte descobrir ótimas séries no streaming. No Disney Plus, foram Obi-Wan Kenobi e Ms Marvel (essa ainda tem alguns...

Cinema

A Reese Witherspoon é uma mulher de negócios e tanto. A maioria das produções que ela estrela também são produzidas por ela. Tudo através...

Streaming

Como sempre, saio à procura de filmes não muito badalados que estão disponíveis no streaming. Outra noite me deparei com Estranho, Mas Verdade, que...

Streaming

Quando li a sinopse de Toscana, que está na Netflix, logo me lembrei de Um Bom Ano. Pra quem nunca viu, o filme traz...

Streaming

Escrevi ontem uma matéria sobre as cinquentonas maravilhosas.  E, em seguida, várias pessoas me lembraram de outras que tinha esquecido. Então resolvi fazer uma...

Cinema

Com todo aquele amor que Hollywood dedicou ao filme Parasita (com todos os prêmios), era natural que o diretor Bong Joon Ho logo fosse...

Streaming

A minha dica especial da semana de cinema é O Peso do Talento, com Nicolas Cage, que está estreando nessa quinta. Surpresa: um filme...