fbpx

Um belo e sincero romance, O Amor é Estranho está em cartaz nos cinemas.

data-srcset

O Amor é Estranho é um belo filme que estreou no último fim de semana nos cinemas. Tem dois grandes atores – John Lithgow e Alfred Molina e uma emocionante história, do brasileiro Mauricio Zacharias e do diretor Ira Sachs. Um problema é que a direção acaba se perdendo no final. De qualquer maneira, é um filme difícil, que fala sobre amor na terceira idade entre dois homens. E como problemas financeiros, provocados ainda hoje por puro preconceito, podem afetar a vida de várias pessoas. Por isso mesmo, é atual e obrigatório.

O filme teve quatro indicações ao prêmio Spirit, o Oscar independente (filme, ator (Lithgow), coadjuvante (Molina) e roteiro. Conta a história de Ben (John Lithgow) e George (Alfred Molina), que formam um casal há quatro décadas. Quando finalmente decidem se casar, a cerimônia é aprovada por amigos e familiares, mas acaba levando George a perder o seu emprego. Sem dinheiro, os dois são obrigados a viver separadamente até conseguirem vender a casa e comprar outra, mais barata. A nova vida em lares provisórios torna-se bastante desgastante para o casal e para os amigos envolvidos.

Não há vilões em O Amor é Estranho, somente situações do dia a dia, com pessoas que veem seu estilo de vida sofrer grandes mudanças independente de sua vontade. O filme tem várias cenas emocionantes, a maior talvez seja o reencontro depois da chuva. Impossível não se emocionar. Mas no final, e aqui não tem spoiler algum, o tempo perdido em uma cena com o garoto Joey na escada, é absolutamente incompreensível.

De qualquer maneira, o amor de Ben e George é tâo bonito e emocionante, que vale a pena relevar estes pequenos defeitos. 

Abaixo o elenco no festival de Sundance de 2014: John Lithgow,Alfred Molina, Marisa Tomei, Cheyenne Jackson e Darren E. Burrows

style
style

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *