fbpx

Emilia Clarke é a razão para ver Crime e Desejo

Crime e Desejo foi feito há um bom tempo! É uma produção de 2017, quando Emilia Clarke estava no auge de seu momento como a Daenerys Targaryen, de Game of Thrones. Mas, por causa daqueles meandros contratuais que acontecem em Hollywood, ele acabou ficando na prateleira até agora. O filme, que é baseado em uma história real, estreou no último fim de semana nas plataformas digitais. Está disponível na Claro Now, Vivo Play, iTunes, Apple TV e Sky Play, para compra e locação. E também no Google Play e YouTube Filmes, apenas para compra.

No filme, Emilia Clarke interpreta Susan Smith. Ela é uma jovem dependente de drogas que sonha em sair de seu pequeno vilarejo nas montanhas. Quando Mark Putnam (Jack Huston), um atraente – e casado – agente do FBI, chega à cidade para investigar uma série de roubos a banco, ele a recruta como informante. Ela vê então a possibilidade de um recomeço. Logo os dois se envolvem num perigoso relacionamento afetivo com graves consequências para ambos.

A história é baseada no livro de Joe Sharkey sobre a chocante história real do primeiro agente do FBI a ser condenado por assassinato. Só que o livro se concentra principalmente na decadência de Putnam. Mas o diretor Phillip Noyce, que fez um filme que eu adoro, O Colecionador de Ossos, preferiu outro caminho.  Ele disse em entrevista que ficou particularmente fascinado com a história e a perspectiva de Susan Smith, a mãe solteira.

A crítica

O interessante é ver que ele surpreendentemente escolheu Emilia para o papel. Achei surpreendente porque a inglesa Emilia não seria a atriz que se pensaria para fazer uma drogada do meio oeste americano.  Mas é fácil ver o que a atraiu. É o tipo de papel muito diferente, do tipo que as atrizes adoram já que não é identificado com suas escolhas anteriores. Diversifica assim o potencial de sua carreira. E Emilia agarrou a opção com unhas e dentes. Ela se entrega totalmente, e se torna o grande atrativo do filme. Seja na parte do sexo, das drogas, dos momentos enlouquecidos. Sim, pois Susan passa por tudo isso!

Crime e Desejo tem uma inspiração de Crepúsculo dos Deuses, ao ter a narração de Susan, já avisando que está morta. Ou seja, mesmo quem não conhece a história real, já sabe que o desfecho será trágico. O filme me lembra um pouco aqueles dos anos 90 que a gente sempre via em home vídeo, sobre assassinatos da vida real. Conta a história com pouca inventividade. Mas, de qualquer maneira, é interessantíssimo ver a atuação corajosa de Emilia. Ao seu lado, Jack Huston – que eu adoro – não tem muito o que fazer, mas mantém uma boa química com a atriz. E ainda há um surpreendente Johnny Knoxville como o ex-marido de Susan. Quem diria que ele poderia ser tão bom como ator quando fazia aquelas bobagens de Jackass?

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *