fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

Honesto e bem cuidado, Vale ver Boy Erased – Um Verdade Anulada

Boy Erased – Uma Verdade Anulada tem uma história controversa aqui no Brasil. Quando o estúdio escolheu não lançar o filme nos cinemas, falou-se que seria um problema político. Na época, escrevi que não se tratava  de nada disso. Simplesmente, é o tipo de filme que não vai resultar em grandes bilheterias. Mesmo tendo Nicole Kidman e Russell Crowe no elenco. Com toda a confusão da época, acabei não assistindo o filme. Mas, meu amigo José Augusto Paulo o assistiu lá na Europa, e escreveu sobre ele. A crítica está abaixo. Se você quiser ver Boy Erased, ele está disponível por aqui nas plataformas digitais, como Apple TV e Google Play, para aluguel ou compra.

Boy Erased – Uma Verdade Anulada

O que me levou a assistir esse filme foi ter gostado do trabalho de Lucas Hedge em Saída à Francesa. Mas, confesso que estava esperando um drama angustiante, uma exposição de preconceitos  e inverdades, e muitos sentimentos negativos. Na verdade, o filme reflete bem a personalidade do personagem principal. Ele é honesto, correto, obediente, sem maiores arroubos emocionais. Sendo assim, diferente, agradou.

A história

A história é parecida com a que já foi contada em outros filmes e documentários. Jared, filho (Lucas Hedges) de uma família classe média, de certa forma ‘sai do armário’ por uma certa pressão dos pais (Nicole Kidman e Russell Crowe) quando algo acontece no colégio. Ele concorda (naquela de ser obediente) em participar de um ‘programa de conversão’. Assim se chamam esses seminários e retiros para ‘transformar’ homossexuais em heterossexuais. A diferença de historias semelhantes é que o pai nesta é um pastor batista. Embora seja também dono de uma revendedora de automóveis (ou seja, não vive da igreja e nem enriqueceu com esta).

A análise

Por esse resumo foi que eu esperei mais tensão e drama do que encontrei no filme. Isso se dá talvez porque a história se baseia em fatos verídicos (autobiografia de Garrard Conley). Mas também pela direção de Joel Edgerton (excelente ator,   também nesse filme, e que adaptou o livro de Conley para a tela). Mas, no fim, compreendi que houve muito cuidado para que vivêssemos a história como o personagem principal. Este enfrenta quase tudo com calma, e por que não dizer, com fé. Boy Erased, ao não puxar muito pelo debate sobre o quanto a religião tem a ver com tudo que o jovem passa, também traz para o roteiro muitos dos sentimentos cristãos que ele tem. Tudo sem exageros, sem recitar dogmas, sem fanatismo. Jared demonstra, com naturalidade, compaixão, capacidade de perdão, amor ao próximo, respeito pelos pais, e fé em seu progresso como ser humano.

Porém, o filme tem seus momentos mais intensos, e um deles traz algumas observações interessantes sobre o personagem e a trama. É um ato de violência sexual. Mas até isso se mostra de forma cuidadosa, sem apelação, e a cena é, felizmente, bem rápida.

O que acontece no tal ‘programa’ chega a irritar, mas não chega a extremos. Mais parece uma terapia de grupo mal conduzida. No fim, lamentamos que esses programas existam. Fica claro que não são liderados por profissionais de saúde. E há ainda uma surpresa no final  sobre o principal conselheiro no programa, também um personagem real. Só achei que o titulo original do filme dá a impressão de que algo foi anulado. Na verdade, eu diria que coisas foram alteradas, mas não anuladas.

A produção

A produção é bem cuidada. A ponto de nos passar uma certa calma que paira sobre o relacionamento equilibrado da família central, a normalidade que se vive em uma pequena cidade dos EUA, sem exageros. A direção é refinada, cuidadosa, apaziguadora até. A fotografia é gentil, sem maiores arremessos de criatividade. Mas sem deixar que o filme se transforme em uma peça de teatro filmada.

E no final…

Bem, no final, aparecem fotos da família real de Garrard Conley. É como se equiparasse com os personagens, o que agrada. Afinal, por várias formas, acabamos sentindo simpatia por essa família, quase como outra qualquer, mas nem tanto.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

A HBO Max se transformou em MAX, mas para mim, o apelo não tem nada a ver com o conteúdo de futebol ou da...

Cinema

Francis Ford Coppola ´uma figura ímpar no cinema. Ele é simplesmente o cara que fez O Poderoso Chefão. Mas não só isso, também foi...

Cinema

A música Evidências é uma daquelas raras unanimidades. Mesmo que não goste do estilo dela, com certeza você cantarola de vez em quando, isso...

Séries

Hoje. (7), Michael Weatherly participa de um especial do Entertainment Tonight, chamado NCIS-Verse: The First 1,000 special. Sim, NCIS vai chegar a 1000 episódios...

Streaming

O vencedor do Oscar, Oppenheimer, estreou na Prime Video e no Telecine hoje (7), e agora todo mundo pode ver e dizer se o...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Gostei bastante  da programação de estreias da Prime Video em janeiro. Separei aqui 12 destaques. Tem filmes que já vi no cinema – alguns...

Streaming

Quando uma série chega com Zoe Saldana e Nicole Kidman (ambas produtoras também), é claro que a gente fica curiosa para ver. Mas já...

Streaming

Em Jogo Perfeito, que ficou disponível ontem (22) na Prime Video, Russell Crowe tenta ser muitas coisas. Ele é diretor, roteirista, e ator principal....

Cinema

Cada vez mais quem tem preconceito contra mulheres mais velhas em Hollywood tem que engolir sua revolta, rsrs. Isso porque elas estão cada vez...

Streaming

Lembro-me que nessa época da Páscoa, a Sessão da Tarde oferecia sempre uma programação de filmes religiosos. Costumo dizer que minha educação religiosa em...

Cinema

Russell Crowe é um grande ator. Tem dois Oscars para comprovar (Gladiador e Uma Mente Brilhante). Mas, nos últimos tempos tem se envolvido em...

Moda

O SAG Awards, que acontece neste domingo (26) é o meu prêmio favorito. Talvez porque, além de ser curto (2 horas) só tem atores....

Streaming

O Homem do Norte foi muito elogiado em 2022 quando estreou nos cinemas. Eu acabei perdendo o seu lançamento e só fui ver muito...