fbpx

Charlize e seu time de imortais de The Old Guard

A Netflix passou a ser muito atraente para alguns projetos de super astros de cinema. Mark Wahlberg ( Troco em Dobro), Chris Hemsworth (O Resgate) e Ryan Reynolds (Esquadrão 6). Isso sem contar os pioneiros Will Smith (Bright) e Adam Sandler (Mistério no Mediterrâneo, entre outros). E agora foi a vez de Charlize Theron, que adora fazer filme de ação, entrar na lista. The Old Guard estreou nessa sexta, e traz a atriz juntamente com Matthias Schoenaerts e Chiwetel Ejiofor em outro filme que deve ter um grande sucesso da Netflix. 

Ele é baseado nas histórias em quadrinhos de Greg Rucka e Leandro Fernandez. A trama mistura passado e presente para contar a história de um grupo de imortais que, há séculos, usam seu dom para proteger a humanidade. Só que agora, ao mesmo tempo em que uma nova imortal aparece, eles têm que lutar contra aqueles que os perseguem.  Charlize é a líder e a mais velha deles, que ainda têm Matthias, Marwan Kenzari (o Jafar de Aladim) e Luca Marinelli, da série Trust. A nova imortal, Nile, é feita por Kiki Layne, que esteve ótima em Se a Rua Beale Falasse

A crítica

Essa é uma história de origem, portanto tem a tarefa sempre difícil de apresentar todos esses personagens e ainda desenvolver o conflito da história. Nesse caso, o filme começa já apresentando o conflito da história que é a perseguição aos imortais, para depois trazer a mais nova para a história. Além disso, é preciso dar profundidade a todos eles. Com isso são mostradas cenas do passado e do futuro. Os imortais são todos muito interessantes. Você quer saber mais sobre eles, mas me incomodou um pouco uma certa enrolação quando  a história deixa os quatro. A própria história de Nile têm todos os ingredientes que você já viu em vários filmes, e se torna cansativa. 

O filme também pretende apresentar um grande vilão, feito pelo ator de Harry Potter, Harry Melling, que tem um rosto que parece realmente saído de uma história em quadrinhos. É meio exagerado demais quando comparado com os demais personagens, o que se torna um problema para a história. Entretanto, quando as cenas incluem Charlize e Matthias principalmente, você não consegue tirar os olhos da tela. Adoro esses dois! Vale ressaltar também o trabalho das sequências de ação, todas muito bem coreografadas.

O filme já mostra a determinação de ter uma sequência, inclusive com uma cena adicional logo após o início dos créditos finais, com um retorno de um personagem. Será uma grande surpresa se em 2021 não tivermos um novo filme de The Old Guard. É aguardar pra ver!

PS. Numa das cenas iniciais, Charlize vem andando pela rua, de óculos escuros. Não pude deixar de lembrar de Chris Hemsworth na mesma posição em outro filme da Netflix, Resgate. Rsrs! Já imaginou esse dois juntos num filme de ação?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *