fbpx

A ótima Mr. Robot chega à TV

As primeiras cenas de Mr. Robot (no Brasil será lançado como Sociedade Hacker) já dão para ver a razão porque a série foi tão badalada nos Estados Unidos e considerada uma das melhores do ano. Tem cara de cinema, e um roteiro que já de cara deixa o espectador envolvido com o personagem principal, o hacker anti-social Elliot (o ótimo Rami Malek, de Uma Noite no Museu). A série estreia hoje (2) no Space, às 21 horas, com um episódio duplo, e você não deve perder!

A série é contada exclusivamente pelo ponto de vista dele. Elliot odeia seu trabalho, sua vida, tem alguns problemas com drogas, e ainda é claramente apaixonado por sua colega de trabalho, Angela (Portia Doubleday), apesar de não ter coragem de assumir isso nem para si mesmo. Seu objetivo é buscar pontos fracos das pessoas que se envolvem tanto com ela quanto com sua psicóloga, e assim tirá-los de suas vidas. Mas, no final, ele sempre tenta usar “seus poderes” de hacker para ajudar as pessoas, afastando os vilões da história. No primeiro episódio é fácil achar similaridades com outro transgressor que todo mundo adorava, o Dexter de Michael C. Hall na série de sucesso de oito temporadas.

https://www.youtube.com/watch?v=tXs-FSI6ZrM

O principal arco desta primeira temporada é o que envolve o Mr. Robot do título original. À primeira vista, o personagem, feito pelo veterano Christian Slater, é um misterioso anarquista que recruta os serviços de Elliot para ajudá-lo em seus planos. Outros personagens que aparecem pouco neste primeiro episódio, mas que ganharão importância no decorrer dos outros nove , são o executivo Tyrrell Wellick (o sueco Martin Wollstron) e a hacker Darlene (a quase irreconhecível atriz de Suburgatory, Carly Chaikin).

Alguns termos podem ser um tanto difíceis de entender para quem não está muito acostumado com a linguagem técnica de computadores. Mas a história é extremamente envolvente e já foi renovada para uma segunda temporada. Um fato que chamou a atenção no final da primeira nos Estados Unidos, foi que o episódio iria ao ar no mesmo dia em que aconteceu um atentado no estado da Virginia, com algumas semelhanças com o que aconteceria na história. Ele foi então adiado e exibido na semana seguinte. Só com esse fator, e a importância atribuída à exibição de Mr.Robot, já deu para ter uma ideia de como a série adquiriu um status de cult por lá. Provavelmente o mesmo deverá acontecer por aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *