fbpx

Mais um capítulo da briga de Johnny Depp e Amber Heard!

Muitas vezes você pensa que uma história está morta e enterrada. E, de repente, ela ressurge das cinzas. Esse é o caso do casamento de Johnny Depp e Amber Heard. Depois de todas as confusões, acusação de agressões, agora vem mais um capítulo dessa história. Johnny está processando Amber por difamação. Isso por causa de uma matéria que ela escreveu no  Washington Post em dezembro. Nela, a atriz detalhava suas alegadas experiências com violência doméstica, mas sem mencionar o nome de Johnny Depp.

Só para relembrar, os dois se casaram em 2015 após se conhecerem em 2011 no set do filme Diário de um Jornalista Bêbado. Amber entrou com um pedido de divórcio em 2016, depois de acusar Depp de violência contra ela. Os 7 milhões do acordo do divórcio que ela recebeu foram entregues à caridade.

O processo, que tem um valor de 50 milhões de dólares, diz que Amber “não é vítima de abuso doméstico, ela é a agressora”. Ainda nega que Depp abusou da atriz, e diz que as alegações dela são parte “de uma farsa elaborada para gerar publicidade positiva. A matéria defende a premissa central que a srta. Heard foi uma vítima de abuso doméstico. E que o Sr. Depp perpetrou violência doméstica contra ela.”

Do lado de Amber, o advogado dela declarou: “Essa ação frívola é apenas a última entre os esforços de Johnny Depp para silenciar Amber Heard. As ações do sr. Depp provam que ele é incapaz de aceitar a verdade do seu comportamento abusivo constante. Entretanto, enquanto ele parece estar firme em alcançar a auto-destruição, nós continuaremos vencendo essa ação infundada. E nós colocaremos um fim nesse assédio vil que minha cliente sofre por parte do Sr. Depp e seu time legal.”

Fotos de divulgação e Getty Images.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *