fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Prepare-se para se emocionar com A Culpa é das Estrelas!

Não se engane! Você vai chorar assistindo A Culpa é das Estrelas, baseado no best-seller de John Green, que estreia este fim de semana nos cinemas. Por isso sugiro que o assista com amigos/amigas e não num encontro romântico (você vai sair com o nariz vermelho e isso não é recomendável). O filme é considerado corretamente um romance entre adolescentes. Só que são adolescentes com câncer. Este princípio já faz com que o drama seja maior ainda. Mas, surpreendentemente, o roteiro não apela para pena e a história de amor e superação de Hazel Grace e Augustus fala de perto com pessoas de todas as idades.

No começo, Hazel Grace (Shailene Woodley) já diz para a audiência que sua história não tem nada a ver com um romance feliz de garotas da sua idade. Ela tem 16 anos e tem câncer no pulmão. Graças a um tratamento especial ou milagre, ela ainda sobrevive, mas pode morrer a qualquer momento. Numa reunião com um grupo de apoio, ela conhece Augustus (Ansel Elgort), um ex-atleta, que também perdeu uma perna para o câncer. Logo no início os dois tem uma identificação, ambos têm senso de humor e uma forma muito especial de aceitar os problemas de seu dia a dia.

Este relacionamento tem belos momentos, especialmente quando Augustus a leva para conhecer o autor de seu livro preferido (Willem Dafoe) e falam sobre si mesmos num jantar romântico. Ambos são inteligentes e não se parecem nem um pouco com os adolescentes que nos acostumamos a ver em filmes para este público. E isso também se deve muito à química entre os atores principais, Shailene Woodley e Ansel Elgort. Shailene já havia demonstrado seu talento em filmes como Os Descendentes e na série A Vida Secreta de uma Adolescente Americana, portanto sua atuação emocionante não me surpreende. Mas fiquei extremamente impressionada com Ansel Elgort. Ele que parecia “um nada” em Divergente, onde faz o irmão de Tris, personagem de Shailene, aqui se torna um jovem apaixonante. Ele “segura” bem o papel tanto nos momentos felizes quanto nos mais tristes.

O elenco de apoio também não fica atrás, com o destaque óbvio para Laura Dern como a mãe de Hazel Grace. Além dela, Sam Trammel, que conhecemos de True Blood como Sam, tem uma atuação de destaque como o pai amoroso.

Confesso que no início não achei que o filme me marcaria tanto. Mas o fez. E no final, você nunca mais vai falar a palavra OK sem lembrar desta bela aventura sobre dois apaixonados.

Eliane Munhoz

2 Comentários

2 Comments

  1. Liliane Coelho

    5 de junho de 2014 às 1:47 am

    Parece ser um raro caso de um filme jovem e popular, mas tbm fino e realmente bonito.

  2. Leanda Livia

    10 de junho de 2014 às 3:55 am

    Acho que o filme vai muito além da tristeza de doenças ou algo feito para jovens se encorajarem.
    Ao meu ver o mais importante neste filme é mostrar o amor em sua mais bela forma, a que não é egoísta! além de mostrar as pessoas como é importante viver cada dia buscando a felicidade, pois, o amor e os sorrisos são o pedaço de você que deixará no mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Vincent Cassel e Berenice Bejo estão arrasando no red carpet do Festival de Cannes 2022 promovendo suas novas produções. Mas hoje (25) está estreando...

Séries

O tempo passa e coisas que a gente espera que nunca mais voltem a acontecer, acontecem. Lembro bem de um episódio de Buffy –...

Cinema

Eu adoro ver que Rita Moreno, do alto de seus 90 anos, continua com grande energia para o trabalho. Ela fez uma participação fantástica...

Streaming

A Netflix vem adorando fazer esses filmes-evento. Recentemente teve enorme sucesso ao juntar Dwayne Johnson, Gal Gadot e Ryan Reynolds em Alerta Vermelho. E...

Cinema

Top Gun: Ases Indomáveis, de 1986, é um daqueles filmes que ficaram no coração das pessoas. Nem era tão bom, mas tinha muito estilo....

Você também pode gostar de ler

Cinema

Confesso que admiro esses diretores consagrados que resolvem mexer no vespeiro de fazer uma refilmagem de sucessos incontestáveis. E principalmente, que estão completamente arraigados...

Cinema

O filme só chega em 2022. Mas hoje (23), a Universal disponibilizou os cinco primeiros minutos de Jurassic World:  Domínio. É chamado de prólogo....

Cinema

Eu me lembro de ter ouvido falar sobre Amor a Três no fim de 2019, por causa da atuação de Shailene Woodley. Chegavam até...

Cinema

Há uma coisa que sempre me emociona quando vejo filmes românticos. É o “e se…”. Ou seja, caminhos que poderiam ter sido seguidos e...

Cinema

Sexta-feira é dia de estreias. A Netflix tem três que chegaram hoje (23) e para mim são imperdíveis. Tem terror, suspense, e um romance...

Streaming

É sempre a mesma coisa. A gente nem consegue dar conta dos lançamentos de streaming do mês, e lá vem os destaques do mês...

Cinema

Mais uma princesa da Disney já está pronta para virar live action. E ela é a mais importante de todas. Não custa lembrar que...

Cinema

Todo mundo sabe que eu adoro um filme bem romântico. E com cartas de amor, mais ainda! Acho tão romântico! Eu adorei o trailer...