fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A coragem de fazer a nova versão de Amor Sublime Amor

Confesso que admiro esses diretores consagrados que resolvem mexer no vespeiro de fazer uma refilmagem de sucessos incontestáveis. E principalmente, que estão completamente arraigados na memória afetiva de muitos. Foi o caso de Tim Burton com A Fantástica Fábrica de Chocolate . E agora é o caso de Steven Spielberg com Amor Sublime Amor. O filme está nos cinemas, e vem constando em diversas listas de melhores do ano, inclusive do Critics Choice e do Globo de Ouro.

Trata-se de uma adaptação de um musical da Broadway. Amor, Sublime Amor conta uma história de amor e rivalidade entre gangues que se passa na Nova Iorque de 1957. Os Jets são brancos, e os Sharks, descendentes e/ou porto-riquenhos. O motivo da rivalidade é o preconceito e o desejo de controlar o bairro de Upper West Side. Maria (Rachel Zegler) acaba de chegar à cidade. A ideia é que ela comece um namoro com Chino (Josh Andrés Rivera), algo ao qual ela não está muito animada. Ainda mais que durante uma festa a jovem se apaixona por Tony (Ansel Elgort). E o jovem casal precisará enfrentar um grande problema, pois ambos fazem parte de gangues rivais. Nesta história inspirada por Romeu e Julieta, os dois enamorados precisarão enfrentar a tudo e todos se quiserem celebrar este romance proibido.

O que achei desse novo Amor Sublime Amor?

É preciso que se fale que o filme é muito bom! Há momentos realmente brilhantes. A solução de Spielberg para o número de America é excelente. Melhor inclusive que o original. Faz um bom tempo que vi o original de 1961. Ele está disponível no Telecine. O filme ganhou 10 Oscars, é um dos maiores vencedores de todos os tempos. Na época, ele mudou o conceito dos musicais, saindo dos estúdios , saindo para rua, com histórias que refletiam a vida das ruas. É, ainda hoje, superlativo.

Eu vi a refilmagem numa sessão normal no cinema, já que estava viajando quando ocorreu a sessão para a imprensa. Só estávamos em quatro pessoas! Para mim, é bem clara a situação. O filme não é fácil. Há o problema do preconceito que muitos tem com os musicais. E além do mais Amor Sublime Amor tem duas horas e meia de duração. Poderia ter menos.

O elenco e as canções

Mas o que realmente se sobressai são as canções. O filme está cheio delas: Somewhere, Maria, America, Tonight. Spielberg escolheu uma jovem atriz estreante para o papel de Maria, Rachel Zegler . Está imprime uma atuação bem mais voluntariosa que a Maria de Natalie Wood – que era maravilhosa. Angel Elgort um ator que sabe ser doce e eficiente , como já vimos em A Culpa é das Estrelas e Em Ritmo de Fuga, não está tão vem aqui. Acho que faltou uma direção mais presente de Spielberg. Entretanto, ele tem uma bela voz, e é um Tony apaixonante.

O filme ainda homenageia a Anita do filme original, Rita Moreno. Mudaram o gênero do dono do armazém. Ele virou ela , Valentina. E inclusive deram a música mais clássica da história , Somewhere, para ela, que também é produtora. A Anita da vez é feita por Ariana de Bose, que tem uma atuação arrasadora – é inclusive forte candidata ao Oscar.

No final, o Amor Sublime Amor de 2021 é um belo filme, com maravilhosos momentos aqui e ali. Talvez eu estivesse esperando demais. Mas ele não me arrebatou, como achava que iria. !

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Premiações

É um choque para quem acompanha a entrega do Globo de Ouro todos os anos há muito, muito tempo. Hoje (dia 9) o prêmio...

Streaming

Assim como Hitchcock e Tarantino, Steven Spielberg é uma grife de direção. Ao contrário dos outros dois, ele tenta diversificar  os gêneros de seus...

Cinema

Você já deve ter ouvido falar do EGOT. São aqueles que venceram todos os principais prêmios da indústria do entretenimento. O Emmy (TV), Grammy...

Streaming

O streaming facilitou bastante a vida de quem quer ver os filmes que tem chances no Oscar. Lembra quando no passado a gente tinha...

Streaming

O teatro musical, o cinema, a música como um todo ficaram mais pobres. Isso porque faleceu Stephen Sondheim, aos 91 anos. Talvez o nome...

Cinema

Mais uma princesa da Disney já está pronta para virar live action. E ela é a mais importante de todas. Não custa lembrar que...

Cinema

Steven Spielberg já disse em várias entrevistas que boa parte da inspiração de seus filmes vieram de fatos que aconteceram na sua infância. E...

Cinema

Tenho em mente que o passado existe e não é possível apagar. Sou veementemente contra essa cultura de cancelamento de filmes que temos visto...