fbpx

Os destaques do cinema em 2015

2015 teve de tudo um pouco no cinema. Alguns foram sucessos sem precedentes. Os que ultrapassaram um bilhão nas bilheterias mundiais foram Star Wars: O Despertar da Força, Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros,Velozes e Furiosos 7, Vingadores: Era de Ultron e Minions. Em compensação, outros foram um desastre completo como O Sétimo Filho, Sob o Mesmo Céu, O Último Caçador de Bruxas (que foi um grande sucesso no Brasil), o insuportável Chappie (para mim, o pior filme do ano), Peter Pan e O Quarteto Fantástico.

Antes de falar sobre a minha lista dos melhores do ano, tenho alguns destaques para mencionar:

– Charlize Theron

Entre todas a s interpretações que vi, a que mais me marcou foi a de Charlize Theron como Furiosa em Mad Max: Estrada da Fúria. Linda e excelente atriz, Charlize não tem medo de se enfeiar (como se isso fosse possível), raspar a cabeça e esconder um braço. Nada disso importa. Seu olhar é que é impossível de esquecer. Para mim, é a melhor atriz do ano disparada. Isso sem contar sua outra atuação poderosa, no pouco visto Lugares Escuros, que eu gostei muito.

Shaun, o Carneiro

Eu nunca havia ouvido falar do desenho para crianças pequenas, que era exibido na TV Cultura. Fui então sem grandes expectativas assistir ao longa do carneiro esperto, seus amigos e o fazendeiro amoroso. Não há diálogos em seus 85 minutos. Eles tampouco são necessários. Toda a emoção está nos olhos destas figuras feitas de massinha. Para mim, foi a melhor animação do ano,  reconhecida pelo Festival de Toronto. Concordo plenamente.

O Agente da U.N.C.L.E.

O filme esteve entre os grandes fracassos do ano. Mas acho que foi uma grande injustiça. Na época, escrevi que talvez o filme fosse muito refinado para o gosto do público em geral. Os atores estão ótimos, a aventura é constante e a trilha sonora e o figurino são uma atração à parte. Quase entrou na minha lista de melhores do ano. Pena que não deu certo!

– O Poder das Franquias

O Agente da U.N.C.L.E. pode não ter funcionado, mas as franquias comprovaram que continuam firmes e fortes. Entre as 10 maiores bilheterias mundiais, somente dois filmes não fazem parte de uma franquia: Divertida Mente e Perdido em Marte. Foi um prazer ver que, em alguns casos, a franquia de tantos anos foi rejuvenescida. Jurassic World, Missão Impossível e, é claro, Star Wars são uma prova irrefutável disso.

Dito isso, vem o mais difícil: escolher os melhores do ano. E a minha lista em geral é bem diferente da maioria. Você não vai achar aqui, por exemplo, Mad Max: Estrada da Fúria. É um bom filme, claro, mas na minha lista ficaria num 15°. Também não há filmes nacionais. Não vi muitas das produções brasileiras, e afinal…o Blog é de Hollywood. Acabei selecionando dez, partindo de um conceito simples. filmes que me deixaram surpresa, com vontade de aplaudir, que me emocionaram, que trouxeram a menina dentro de mim para fora. Ou seja, experiências cinematográficas que mexeram com meus sentimentos. Afinal, este é o princípio do cinema, certo?

10 – A Incrível História de Adaline

Quando escrevi sobre o filme aqui, comecei o texto com “Faz tempo que não via um filme de” menina” tão gostoso. Daqueles que você sai com um sorriso no rosto depois de assistir com as amigas (ou sozinha)”. E A Incrível História de Adaline é bem isso, um filme como não se faz mais hoje em dia. E é tão bonito, romântico, com belas cenas, grandes atores, um romance inesquecível.  Foi pouco visto nos cinemas aqui no Brasil mas vale muuuito ser descoberto. Está disponível  em DVD e na Netflix.

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/o-adoravel-a-incrivel-historia-de-adaline-chega-aos-cinemas/

9 – Missão: Impossível: Nação Secreta

Desde que J.J.Abrams revitalizou a franquia (para quem não sabe, era uma série de TV nos anos 60), este é para mim o melhor filme da série. Tem Tom Cruise em muito boa forma, uma mocinha/vilã excelente (Rebecca Fergunson, já contratada para o próximo filme), uma boa história, grandes cenas de ação (o avião, a ópera). Enfim , um excelente filme do gênero.

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/tom-cruise-e-o-sucesso-de-missao-impossivel-de-novo/

8 – No Coração do Mar

O diretor Ron Howard está em plena forma aqui. Seu trabalho nas cenas do mar, na reconstituição de época, no direcionamento dos atores (só Benjamin Walker não jeito mesmo), tudo está perfeito. Inexplicavelmente, o filme  foi um fracasso de bilheteria nos Estados Unidos. No Brasil vai bem, continua entre os 10 mais vistos desde sua estreia no início de dezembro.

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/vale-a-pena-assistir-o-otimo-no-coracao-do-mar-nos-cinemas/

7 – Cinderela

Como não adorar? Kenneth Branagh, que geralmente tem a mão pesada em outras produções, tem aqui um momento delicioso como diretor. Fez um daqueles filmes para sair sorrindo, todos são lindos, o figurino deverá ser indicado ao Oscar, tem uma vilã elegantérrima (Cate Blanchett está o máximo!). E que príncipe, hein? Quando o via como Robb Stark  em Game of Thrones, nunca poderia supor que Richard Madden poderia se transformar no príncipe dos meus sonhos de menina…

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/corra-para-o-cinema-para-assistir-cinderela-tao-lindo/

6 – Um Pouco de Caos

Uma ótima história, um romance com liberdades históricas, uma delícia de filme, dirigido pelo ator Alan Rickman. Além disso, tem sempre o prazer de ver Kate Winslet atuando. As cenas dela com Rickman (que também faz o papel de Luis XIV) são maravilhosas. Além disso, esse foi o filme que me fez descobrir o ótimo Matthias Schoenaerts, charmoso ator belga, que também está em Longe deste Insensato Mundo e Suite Francesa. Vale muuuuito!

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/para-descobrir-um-pouco-de-caos-nos-cinemas/

5 – Ponte de Espiões

Steven Spielberg demonstra que continua em boa forma com este filme sobre um caso real (com algumas liberdades, é claro). Ao contrário de seu anterior, Lincoln, tem uma edição ágil (a sequencia inicial é brilhante),  personagens interessantes, bons atores (Tom Hanks é sempre ótimo) e uma grande história. Bem-vindo de volta, Mr. Spielberg.!

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/tom-hanks-steven-spielberg-e-uma-boa-historia-precisa-mais/

4 – Longe deste Insensato Mundo

Estranhamente este filme não foi exibido no circuito normal de cinemas, passou somente no Festival do Rio. Eu o assisti no avião e mesmo naquela telinha mínima, me impressionou. Baseado na famosa obra de Thomas Hardy, traz uma heroína espirituosa (uma surpreendente Carey Mulligan), que é disputada por três homens: o fazendeiro Gabriel (Matthias Schoenaerts), o sargento Frank ( Tom Sturridge) e o rico William (Michael Sheen). 100 anos depois de sua primeira adaptação para o cinema, este filme envolve, é extremamente bem feito e romântico.

3 – A Travessia

Desde as primeiras cenas, com a alternância do uso do colorido e do preto e branco, A Travessia se mostra um filme diferente. E se você tem medo de altura como eu, vai achá-lo ainda mais instigante especialmente na meia hora final. O diretor Robert Zemeckis teve muita coragem de transformar em filme a história de um documentário elogiado e vencedor do Oscar. Foi um fracasso nos cinemas americanos,mas conseguiu se pagar com as bilheterias do resto do mundo. E é ótimo!

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/o-incrivel-a-travessia-estreia-nos-cinemas/ 

2 – Whiplash: Em Busca da Perfeição

Lançado na primeira semana do ano, Whiplash entrou na lista dos indicados ao Oscar e ganhou três prêmios: som, edição de som e ator coadjuvante para J.K.Simmons, que foi uma unanimidade na temporada de premiações. Merecido. Para mim, entre os filmes indicados ao Oscar, este era o melhor. Disparado!

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/desde-ja-um-dos-melhores-filmes-do-ano-whiplash-em-busca-da-perfeicao-estreia-nos-cinemas/

1 – Star Wars: O Despertar da Força

E J.J. Abrams fez novamente. Rejuvenesceu outra franquia como já havia feito com Missão Impossível e Star Trek. Nós, os fãs, esperamos 30 anos por este filme e ele não desapontou. Trazer de volta Mark Hamill, Harrison Ford e Carrie Fisher, homenageando toda a história, foi uma jogada de mestre. Os novos heróis, Rey , Finn e Poe conquistam, os efeitos são ótimos, BB-8 é apaixonante e…é tudo simplesmente incrível! O melhor filme do ano!

http://www.blogdehollywood.com.br/cinema/valeu-a-pena-a-espera-por-star-wars-sem-spoilers/

Agora é esperar pelos grandes do ano que vem. Logo tem matéria sobre isso aqui no Blog de Hollywood.

 

Existem 1 comentários

  1. Mandou bem, Eliane. Não vi alguns dos filmes. Como Star Wars (mas é JJ Abrams, um gênio) e incluiria o filme do Bogdanovich, Um amor em cada esquina. Gostei de ver o menosprezado Missão Impossível 5 na lista. E Charlize , só vi em Lugares Escuros, está realmente fantástica. Hoje, vou assistir Cinderela ou O agente do Uncle

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *