fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O filme do Brasil no Oscar, Deserto Particular, chega ao cinema

Já faz muito tempo que o Brasil tenta, tenta, e não chega lá entre os finalistas do Oscar. A última vez foi no século passado, em 1999, com Central do Brasil. Agora em 2021, a comissão que escolhe o representante do país escolheu Deserto Particular de Aly Muritiba. Espero morder a língua, mas creio que mais uma vez nosso cinema ficará de fora da lista de finalistas. Deserto Particular estreia nessa quinta nos cinemas.

Daniel (Antonio Saboia, de Bacurau) é um policial que foi  afastado do trabalho depois de cometer um erro. Ele mora em Curitiba, com um pai doente, de quem cuida com devoção. Taciturno, Daniel fala pouco, e sorri menos ainda. Seu único motivo de alegria é a misteriosa Sara, uma moça que mora no sertão nordestino. Eles se correspondem por aplicativo de celular. Mas, de repente, Sara some. E Daniel resolva cruzar o país em busca de seu amor, deixando tudo para trás, e sem saber o que encontrará.

Deserto Particular vem sendo reconhecido em festivais internacionais. Ganhou um prêmio de público no Festival de Veneza. Nessa semana recebeu outros diversos. Foi o melhor filme e Pedro Fasanaro foi o melhor ator no Festival Mix Brasil. Também foi escolhido como Melhor Filme Internacional no  TLVFest 2021 – The Tel Aviv Internacional LGBTQ Film Festival. E ainda recebeu o Prêmio Camilo (conferido ao melhor longa com temática LGBTQ), no Festival de Huelva – Cine Ibero-americano.

O que achei de Deserto Particular?

Como se pode ver a temática LGBTQ está presente no filme. Então se você tem preconceitos, é melhor nem ir. A história se divide em duas partes. A primeira é a apresentação dos problemas de Daniel, e como Sara é importante para ele. Numa fuga de tudo o que o aborrece, ele resolve ir de encontro à única coisa que lhe parece positiva. A segunda parte começa a partir do momento em que Daniel encontra Sara. A partir daí, a trama contemplativa passa a ter um pouco mais de vida. Especialmente quando acompanhamos o encontro dos dois, e a subsequente descoberta da verdade sobre Sara.

Não quero entrar em detalhes para não estragar a experiência da descoberta que o filme propõe. O que posso dizer é que Deserto Particular cresce a partir do momento que sabemos mais sobre a realidade de Sara. E ainda mais como ela sabe que o seu ideal romântico da relação com Daniel não sobreviveria à realidade. E por isso mesmo, ela se esconde. É uma bela e triste história de amor.

Minha consideração sobre a provável falta de chance de ser finalista no Oscar é que o filme tem altos e baixos. Na verdade, parecem dois filmes diferentes. Com suas duas horas, há diversos momentos em que ele parece excessivamente longo. Mas é uma bela história, inclusive com atuações irretocáveis dos dois atores principais. É um filme para conhecer.

 

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Cinema

O diretor e roteirista Rafael Gomes é claramente um romântico. Seus dois filmes anteriores,  45 Dias Sem Você (2018) e Música Para Morrer de Amor (2020),...

Streaming

Quem dá dicas e filmes de séries também adora receber dicas – especialmente as boas. Um amigo me indicou um filme policial da Netflix...

Cinema

45 do segundo tempo é um filme sobre futebol e amizades. Sobre sonhos que foram deixados pelo meio do caminho, sobre o reiniciar sempre....

Streaming

Uncoupled chegou há pouco tempo na Netflix, e é uma dessas séries que eu tinha intenção de ver, mas acabei deixando pra trás. Outras...

Streaming

Já disse aqui algumas vezes que não sou uma pessoa religiosa. Por causa disso, evito entrar em conversas sobre o assunto. Mas, é meio...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Eu não vejo boa parte dos filmes nacionais que estreiam no cinema e no streaming. Afinal, o Blog  é de Hollywood! Mas, ocasionalmente, vejo...

Cinema

Talvez os mais jovens não saibam, mas nos anos 50, Celly Campello e seu irmão Tony, foram alguns dos primeiros talentos a popularizar o...

Cinema

Morbius era para ter chegado nos cinemas em 2020. Mas, como vários outros casos, a pandemia acabou adiando, e adiando, e adiando. O filme,...

Cinema

Outro dia, conversando com um gamer, perguntei se ele tinha vontade de ver o filme Uncharted: Fora do Mapa. O filme é baseado num...

Cinema

Todos os anos a Temporada de Premiações escolhe suas “modinhas”. Alguns filmes que eu confesso que não entendo o que estão fazendo ali. Com...

Cinema

Tem muita gente que eu conheço que odeia terror. Eu gosto muito. Mas, quando já se viu tantos filmes do gênero como é o...

Cinema

Sou fã dos livros de Agatha Christie, especialmente aqueles com o detetive Hercule Poirot. Sempre gostei de sua ironia, da perceber a forma como...

Cinema

Eu gosto muito de filmes catástrofe – ou disaster movies. Talvez porque cresci vendo produções muito boas como Inferno na Torre ou Terremoto. Mas,...