fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Duetto, que chega aos cinemas, poderia ter sido um grande filme

Duetto me chamou a atenção por ter boa parte de sua trama passada na Itália. Mais especificamente na região da Puglia, em Bari. Tive a oportunidade de conhecer tanto a cidade quanto a região, e fiquei curiosa para saber sobre o que se tratava. Além disso, o filme tem as participações de Marietta Severo, Giancarlo Gianini e até o galã de 365 Dias, Michelle Morrone. O filme estreia nessa quinta nos cinemas.

Primeiro, a história. Depois da morte de seu pai (uma micro participação de Rodrigo Lombardi) em um trágico acidente de carro, Cora (Luisa Arraes) viaja com sua avó, Lúcia (Marieta Severo,) para a região da Puglia, na Itália. Lúcia está indo encontrar Sofia (Elisabetta de Palo), sua irmã,  com quem não fala há muito tempo. A desculpa é que é para falar sobre a venda de algumas terras da família. As duas não se veem há quase 40 anos porque Sofia casou com Gino (Giancarlo Giannini), ex-noivo de Lúcia. Nesta viagem ao passado familiar cheio de questões mal resolvidas, Cora trilhará seu caminho para a maturidade. Principalmente através de suas relações com Carlo (Gabriel Leone) e Marcello Bianchini (Michelle Morrone).

O que achei de Duetto?

A roteirista Rita Buzzar diz que a história “é sobre a possibilidade de seguir em frente com todas as dificuldades que nós temos na vida. A possibilidade do perdão, a questão de o amor ser egoísta e isso levar a conflitos entre as relações…. O filme tem essa simplicidade de ser sobre os dramas que todo mundo vive”. Pena que o grande problema seja justamente o roteiro.

A parte da história de Lucia, Sofia e Gino é interessante, e tem um bom desenvolvimento. Além, é claro, do talento de todos os envolvidos: Marietta, Giancarlo Giannini e Elizabetta de Palo (da série Suburra). Mas a história de Cora é surreal, rsrs! Primeiro porque a personagem é enervante. Ela tem atitudes de uma garota de 12 anos. Além disso, toda a sua história é totalmente sem explicações. E o roteiro ainda resolve enfiar uma história de detetive no meio, que fica totalmente perdida! O personagem de Gabriel Leone parece uma barata tonta sem  ter muito o que fazer. O mesmo acontece com a pobre Maeve Jenkins, que parece que recita seus diálogos para a parede. Já Michelle Morrone se sai melhor aqui do que em 365 dias, pelo menos na cena da praia. Entretanto, o destino de seus personagem é um tanto inexplicável. Será que pretendiam fazer uma sequência? Rsrsrs.

Ou seja, Duetto poderia ter sido um belo filme sobre resoluções do passado. Isso se deixasse a história de Cora , e suas descobertas, num segundo plano. No final, vale ver Duetto somente pelas locações e pelo trabalho dos atores veteranos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

Nessa quinta, o mundo perdeu Donald Sutherland. Era um grande vilão (ficou famoso para toda uma nova geração com Jogos Vorazes. Mas sabia ser...

Streaming

O inverno está começando, mas na maioria do país nem parece. Então, se você , como eu, também sente falta do frio, e não...

Cinema

Eu sei que a maioria adora Divertidamente, animação da Pixar  que ganhou o Oscar de melhor animação em 2015. Eu gosto, mas não amo....

Streaming

Sob as Águas do Sena teve um grande sucesso em sua estreia na Netflix. Muita gente gostou. Eu achei muito fraco. História absurda, roteiro...

Premiações

O povo de Hollywood fez a festa em Nova York na entrega do Tony, o prêmio maior do teatro. Nessa edição de 2024, The...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Muita gente deve se lembrar do filme Avassaladoras, com Giovanna Antonelli. Era uma comédia romântica lá de 2002, que fez muito sucesso nos cinemas...

Cinema

Desde menina adoro as canções de Sidney Magal. E mesmo hoje é impossível não querer sair dançando ao som de Sandra Rosa Madalena, Meu...

Streaming

Hoje me despeço mais uma vez de Roma (sempre ótimo vir aqui, mas amo voltar pra casa). E fiquei pensando sobre o fascínio que...

Cinema

A música Evidências é uma daquelas raras unanimidades. Mesmo que não goste do estilo dela, com certeza você cantarola de vez em quando, isso...

Cinema

O gênero suspense psicológico, que já rendeu tantos clássicos no cinema americano, não é muito popular entre os diretores brasileiros. Por isso foi uma...

Cinema

Há alguns anos, fui assistir O Mágico de Oz no Vivo Open Air. E antes do filme, foi exibido um curta-metragem chamado Dá Licença...

Cinema

A data para o lançamento de Apaixonada no cinema é bem fácil de entender. O filme chega nessa 5ª nos cinemas, ou seja, na...

Cinema

Michael Mann é um aficionado por corrida de carros. Já tinha produzido o ótimo Ford vs Ferrari ( disponível no Star Plus) . E...