fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Vale assistir Bacurau, independente de sua posição política!

E claro que todo mundo já ouviu falar de Bacurau. O filme vai estrear essa semana nos cinemas. E é é um dos favoritos para ser o indicado do Brasil ao Oscar 2020, que será anunciado hoje (27) – aguarde o update mais tarde por aqui. Além disso, já recebeu o prêmio especial do Júri do Festival de Cannes este ano, além de também ter sido reconhecido pelo Festival de Munique. É claro que têm muita gente que pode ter uma certa resistência contra o filme. Especialmente por causa da posição política de seus diretores, Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, os mesmos de Aquarius. Mas, o filme , apesar de político, não tem nada a ver com a divisão existente hoje no pais. É um filme bom, muito bem dirigido, que faz homenagens a diversos gêneros do cinema. Independente do que você acredita, vale conhecer!

Os diretores Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles,, premiados em Cannes

A história

Ele começa com o momento logo após a morte de dona Carmelita, aos 94 anos. Os moradores de um pequeno povoado localizado no sertão brasileiro, chamado Bacurau, descobrem que a comunidade não consta mais em qualquer mapa. Aos poucos, percebem algo estranho na região: enquanto drones passeiam pelos céus, estrangeiros chegam à cidade pela primeira vez. Quando carros se tornam vítimas de tiros e cadáveres começam a aparecer, todos percebem que há algo estranho acontecendo ali. Teresa (Bárbara Colen), Domingas (Sônia Braga), Acácio (Thomas Aquino), Plínio (Wilson Rabelo), Lunga (Silvero Pereira) e outros habitantes num determinado momento chegam à conclusão de que estão sendo atacados. Falta identificar o inimigo e criar coletivamente um meio de defesa.

A crítica

No início, você pensa que Teresa será a figura central do filme. Afinal, ela é a primeira personagem que vemos, retornando à cidade de Bacurau. Mas depois é perceptível que não há figuras centrais. o todo, o coletivo, é o mais importante nessa luta contra os invasores. Com um elenco sem grandes estrelas, além de Sonia Braga, todos estão no “mesmo barco”. E mesmo Sonia, com um personagem forte e inspirador, é apenas mais uma na história.
O filme têm várias inspirações, de Tarantino aos grandes faroestes. Mas é preciso avisar que o filme têm cenas bem gráficas de violência. Também  têm momentos inesperados, daquele tipo eles não vão fazer isso. Mas entretém, lembrando aquelas perseguições de mocinhos e bandidos que todo viu quando era pequeno.  Mesmo que os mocinhos não sejam tão mocinhos assim, como é o caso de Pacote/Acácio e Lunga.
No final, mais uma vez o cinema nos ensina que não podemos ter preconceitos. Arte é arte, e independente de sua posição política, deve-se reconhecer que Bacurau é um dos melhores filmes brasileiros do ano. Eu embarquei totalmente.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Cinema

O final de semana está chegando e o grande acontecimento é a estreia de Venom: Tempo de Carnificina no cinemas. Ele é o destaque...

Cinema

Lembro que quando Venom  estreou em 2018, todo mundo esperava pelo pior. Mas o filme tinha um bom ritmo, e ainda os diálogos divertidos...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...

Cinema

Eu gosto dos filmes de James Bond da fase de Daniel Craig. Menos Spectre, que é bem fraco, especialmente no que diz respeito à...