fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

O cinema agradece a Orson Welles e Rodolfo Valentino!

Talvez você não tenha a menor ideia de quem são estes dois. Ou como fã de cinema, pelo menos já tenha ouvido falar deles. E um número ainda menor talvez tenha tido a oportunidade de assistir a alguns de seu filmes. Mas o cinema tem muito a agradecer a dois aniversariantes deste dia. Orson Welles completaria 100 anos hoje enquanto Rodolfo Valentino faria 120. A influência de ambos na história do cinema é inegável.

Rodolfo ficou conhecido como o primeiro símbolo sexual da história, ainda na época do cinema mudo. Estrelou vários filmes como  Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, A Dama das Camélias e Paixão de Bárbaro , todos de 1921. Mas ele realmente conquistou as mulheres com personagens sensuais  e arrebatadores em Sangue e Areia (1922) e O Filho do Sheik (1926),  lançado na época de sua morte, aos 31 anos, devido a uma infecção generalizada após uma operação. Hoje em dia , o tipo de atuação  dele, comum na época, com gestos exagerados  e muita maquiagem, pode até parecer engraçada. Mas naquele tempo, as mulheres simplesmente enlouqueceram. Mais de 80 mil pessoas  (em 1926!!!) estiveram em seu funeral em Nova York e foi seguido de uma série de suicídios de mulheres desesperadas.

Ele teve duas biografias importantes no cinema. A primeira de 1951 com Anthony Dexter,  muito parecido mas que depois nunca fez mais nada importante, chamada Rodolfo Valentino. A segunda é de 1977, chamada Valentino – O Idolo, o Homem, foi dirigida por Ken Russell. No papel principal estava o bailarino Rudolph Nureyev.

Já Orson Welles, foi sem sombra de dúvida, o homem mais brilhante do cinema. Com todos os prós e contras que este título pode sugerir. Tinha um gênio terrível mas um talento enooorme. Depois de chocar o mundo com uma transmissão pelo rádio de A Guerra dos Mundos de H.G.Wells, quando as pessoas realmente pensaram que a terra estava sendo invadida por marcianos,  estreou no cinema com seu primeiro longa, dirigido e estrelado por ele, Cidadão Kane (1941). Até hoje é considerado o melhor filme já feito. É realmente uma lição de cinema, impecável .

Depois de dirigir o também brilhante Soberba (1942), ele fez aquele que eu acho ser o seu ponto alto como ator, Jane Eyre (1943). Também gosto muito de sua atuação em O Amanhã é Eterno(1946), especialmente nas cenas com a garotinha Natalie Wood. Como ator/diretor também teve outros grandes momentos como em A Dama de Shangai, ao lado de sua esposa na época, Rita Hayworth, e A Marca da Maldade (1958).

Também adoro sua atuação como Big Daddy em O mercador de Almas (1958),  com Paul Newman. No ano seguinte, ele chegou a dividir o prêmio de melhor ator em Cannes com Bradford Dillman e  Dean Stockwell por Estranha Compulsão (ótimo!). Depois disso, fez  muitos filmes mas pouca coisa significativa. Se dedicava a seus shows de mágica e a emprestar sua voz inigualável a narrações. Pena!

Não conheço uma biografia de cinema  sobre a vida completa de Orson Welles (teria que ser uma minissérie!!). Mas existem alguns filmes sobre episódios específicos, tendo Welles como personagem. Gosto muito de Eu e Orson Welles (2008), com Zac Efron, Claire Danes e Christian McKay , perfeito como Orson. Mas há ainda Fade to Black (2008), onde Orson (Danny Huston) banca o detetive em Roma; O Poder vai Dançar (1999), dirigido por Tim Robbins, sobre a tentativa de Orson (Angus MacFadyen) de montar um musical contra tudo e todos; o telefilme The Night that Panicked America (1975) sobre o episódio de A Guerra dos Mundos, com Paul Shenar como Orson  e ainda RKO 281, que conta os bastidores sobre a luta de Orson (Liev Schreiber, de Ray Donavan) para fazer Cidadão Kane a sua maneira.

E os fãs de cinema continuam agradecendo!

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Streaming

Escrevi ontem uma matéria sobre as cinquentonas maravilhosas.  E, em seguida, várias pessoas me lembraram de outras que tinha esquecido. Então resolvi fazer uma...

Cinema

Com todo aquele amor que Hollywood dedicou ao filme Parasita (com todos os prêmios), era natural que o diretor Bong Joon Ho logo fosse...

Streaming

Essa semana Julia Roberts arrasou no red carpet do Festival de Cannes. Há algumas semanas, Sandra Bullock encantou a todos nas entrevistas para o...

Séries

Essa semana veio o anúncio do cancelamento da série Naomi , da HBO Max, produzida por Ava DuVernay. Mas ela nem teve tempo de...

Cinema

Quando saiu a notícia do remake de Chamas da Vingança, muita gente achou que era o filme de Denzel Washington, de 2004. Quando eu...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Ray Donovan teve sete temporadas. E durante esse tempo teve várias indicações a prêmios, além de uma legião de fãs apaixonada. O fim da...

Cinema

Todo o fã de cinema que conhece a obra de Peter Bogdanovich está de luto com a morte dele hoje (6), aos 82 anos....

Cinema

Quando você se depara com um filme com um elenco incrível, é lógico que você se interessa em assistí-lo, não é? Assim que li...

Cinema

É preciso avisar para todos aqueles que forem assistir Mank na Netflix que ele não é um filme fácil. Primeiro porque ele tem um...

Cinema

Cidadão Kane é um dos filmes mais famosos da história do cinema. Durante anos, foi considerado o melhor de todos os tempos. É realmente...

Cinema

Dá pra acreditar que já faz 20 anos que o primeiro filme dos X-Men estreou? A data mesmo é 14 de julho, mas alguns...

Streaming

Todo mundo sabe que filmes antigos, em especial em preto e branco, são difíceis de achar nas plataformas de streaming. Mas ultimamente achei alguns...

Streaming

Provavelmente, há muita gente por aí que não ouviu falar de Orson Welles. É interessante analisar sua carreira hoje em dia. Ele era um...