fbpx

Adeus, Anita Ekberg!

Anita Ekberg não era uma grande atriz. Mas como era linda! E é interessante ver como conseguiu um papel no cinema que ficou para sempre na memória de todos aqueles que já assistiram um dos maiores clássicos da história, La Dolce Vita, de Federico Fellini. A atriz sueca tinha 83 anos e morreu hoje (11) na cidade de Rocca Di Pappa, perto de Roma. Justamente a cidade onde viveu seu maior momento no cinema.

Depois de ter ganhado o título de Miss Suécia em 1951, ela foi para Hollywood e logo conseguiu um Globo de Ouro por um de seus primeiros filmes no cinema americano, como a mais promissora atriz em 1955 por Rota Sangrenta, com John Wayne e Lauren Bacall. Que ironia que ela veio a falecer no mesmo dia que o prêmio é entregue. Logo vieram aqueles que são os que mais me lembro da atriz, Artistas e Modelos, com Jerry Lewis e o clássico Guerra e Paz.

Depois fazer Sylvia em La Dolce Vita, Anita fez vários filmes de vários filmes mais ou menos esquecidos. Ela voltou a trabalhar com Fellini na comédia em episódios, Boccaccio 70. O de Anita era A Tentação do Dr. Antonio. A partir de então, ela resolveu ficar na Itália. A situação de sua carreira entretanto não  melhorou. Depois que se aposentou em 2002, chegou a ser noticiado que a atriz estava sem dinheiro e havia pedido uma ajuda à Fundação Fellini. Muito triste!

Mas a imagem de Anita como Sylvia fica pra sempre. No final do ano passado, o belo Elsa e Fred prestou uma bela homenagem à atriz, com Shirley MacLaine (com quem Anita trabalhou em Artistas e Modelos) fazendo uma senhora obcecada pela cena da Fontana di Trevi de La Dolce Vita. Imperdível!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *