fbpx

5 filmes para conhecer o talento de Neil Simon

Talvez você nunca tenha ouvido falar dele. Mas Neil Simon, que faleceu neste domingo, aos 91 anos, foi um dos maiores escritores de peças e de roteiros de cinema da história. Ele começou sua carreira escrevendo séries e filmes para a TV nos anos 50. Trabalhou ao lado de Mel Brooks, escrevendo para Sid Ceasar. Mas foi no teatro que ele se tornou o teatrólogo mais importante dos anos 60. Descalços no Parque, Um Estranho Casal, pelos quais ganhou o Tony, Minha Doce Charity, A Garota do Adeus, Confissões de um Adolescente, e tantos outros. Vários deles foram transformados em filme, boa parte deles roteirizado pelo próprio Neil. Em alguns casos, ele escreveu roteiros a partir de material original.

@Associated Press

Alguns  de seus filmes/histórias estão entre meus favoritos da vida, como é o caso de Assassinato por Morte e A Garota do Adeus. Outros tiveram papel importante em um determinado momento da vida, como O Doce Sabor de um Sorriso. O certo é que o teatro e o cinema devem muito a Neil. Então, aqui estão os 5 filmes indispensáveis que você tem que ver para conhecer um pouco do gênio que foi Neil Simon. Que textos incríveis!!

Assassinato por Morte (1976)

Para todos aqueles que gostam de histórias de detetives, ainda mais as clássicas, essa comédia de humor negro é uma delícia. Cinco detetives famosos e seus assistentes são presos em uma casa para solucionar um assassinato. O elenco é um assombro: Peter Sellers, David Niven, Maggie Smith, Alec Guinness, Peter Falk, James Cromwell, Elsa Lanchester e até  o escritor Truman Capote.

@Divulgação

A Garota do Adeus (1977)

A Garota do Adeus concorreu a cinco Oscars: filme, o roteiro de Neil, atriz (Marsha Mason, que era casada com neil na época), atriz coadjuvante (Quinn Cummings) e ator para Richard Dreyfuss, que acabou sendo o único premiado. O filme também foi a primeira comédia romântica a faturar mais de 100 milhões de dólares, contando a história de uma dançarina desempregada, com uma filha de 10 anos, que é forçada a dividir o apartamento com um ator em início de carreira.

@Divulgação

Descalços no Parque (1967)

Robert Redford  (que já tinha feito o personagem na Broadway) e Jane Fonda  fizeram história ao protagonizar essa história sobre um casal muito diferente que acabou de se casar, e os problemas do início de convivência. Esse é o terceiro dos cinco filmes que Robert e Jane  fizeram juntos. É também um dos favoritos  de Jane. Está disponível na Netflix.

@Divulgação

Charity, meu Amor (1969)

A história de Charity era baseada em Noites de Cabiria de Fellini. Charity procura sempre ver o lado positivo da vida, apesar de trabalhar em um salão de baile decadente e enfrentar uma série de encontros românticos ruins que parecem não ter fim. Mas, quando ela se vê presa em um elevador com o tímido Oscar, parece que finalmente encontrou sua alma gêmea. Junte o roteiro de Neil, a direção de Bob Fosse, e o talento explosivo de Shirley MacLaine, e você vai encontrar um musical inesquecível.

Um Estranho Casal (1968)

O filme foi um enorme sucesso na época, mostrando Walter Matthau e Jack Lemmon como dois amigos que dividem um apartamento, mas as formas de ambos de ver a forma de cuidar da casa e estilo de vida são bem diferentes. Neil concorreu ao Oscar de roteiro, e essa acabou se tornando uma de suas histórias mais populares. Se tornou uma série de sucesso nos anos 70, com Tony Randall e Jack Klungman, que foi refeita em 2015, com Matthew Perry, e durou três temporadas.

@Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *