fbpx

O retorno de Reese Whiterspoon às comédias românticas

Eu adoro uma boa comédia romântica. Acabo sempre vendo as reprises de algumas como O Diário de Bridget Jones, Sintonia de Amor, Um Lugar chamado Notting Hill, A Proposta, entre vários outros. Então, quando fiquei sabendo que Reese Whiterspoon iria fazer uma nova incursão no gênero, fiquei muito animada. Afinal, Doce Lar e E se Fosse Verdade, ambas estreladas por ela, também estão na minha lista de reprises imperdíveis. Mas De Volta pra Casa, que estreou essa semana nos cinemas, não vale uma nova visita.

Resultado de imagem para home again gif

Não é que o filme seja ruim. Ele apenas não é bom. Tem alguns momentos divertidinhos, e qualquer coisa que tenha Reese, Michael Sheen e Candice Bergen nunca pode ser totalmente ruim. Mas o mais surpreendente é que Reese está longe de sua melhor forma como comediante ou atriz no filme. Aqui ela é Alice Kinney, que se mudou para em Los Angeles com as filhas, depois da separação do marido (Michael Sheen) Agora, no dia de seu aniversário de 40 anos, Alice vê a sua vida sofrer uma grande reviravolta quando acaba resolvendo permitir que três jovens (Pico Alexander, Nat Wolff e Jon Rudnitsky) que estão tentando sua grande chance no cinema, venham viver temporariamente em sua casa.

Resultado de imagem para home again

Os rapazes acabam se envolvendo no dia a dia da família e um deles começa um romance com Alice. Tudo fica ainda mais complicado quando o ex-marido resolve aparecer para tentar uma reconciliação.

O humor é escasso, Reese não tem a menor química com o rapaz (ele até está melhor que ela), e a cena da briga no jardim é extremamente ridícula. Mas as meninas que fazem as filhas, especialmente a mais velha, Lola Flannery, são ótimas. A direção  e o roteiro são da estreante Hallie Meyers-Shyer, que vem a ser filha da famosa diretora  e roteirista Nancy Meyers, de O Amor não tira Férias e Operação Cupido. Aliás, você com certeza se lembra da carinha de Hallie, que fez algumas participações quando menina nos filmes de sua mãe.

Imagem relacionadaImagem relacionada

De qualquer maneira, o filme pode agradar a alguns fãs inveterados de comédias românticas. Quem sabe, num dia mais carente, com um pote de sorvete na mão, pode até ser legal…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *