fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

Mais um filme para se apaixonar por Jeffrey Dean Morgan!

Quem me conhece, sabe que acho Jeffrey Dean Morgan o máximo! É um dos meus Top 3. Eu o conheci – como muita gente – como Denny Duquette em Grey’s Anatomy. Foi amor à primeira vista. Rsrs! Desde então, venho acompanhando sua carreira com muuuuitaaa (rs) atenção. Mas, tinha deixado passar Paz, Amor e Muito Mais. O filme é dirigido por Bruce Beresford. Além de Jeffrey, o elenco tem Jane Fonda, Catherine Keener, Elizabeth Olsen, e mais. Assisti só agora o filme, que está disponível na Amazon Prime.

A história começa mostrando Diane , uma advogada conservadora que mora em Nova York. Ela perdeu o contato com a mãe Grace há mais de 20 anos. Quando seu marido Mark resolve pedir o divórcio, ela acredita que chegou a hora do reencontro com suas raízes. Assim, leva os filhos para ver a avó durante um fim de semana. Só que Grace vive em Woodstock e segue os mandamentos da época de ouro do local. Os conflitos começam logo que eles chegam. Mas suas histórias de vida e um bom humor constante parecem ser suficientes para mudar a rotina de todos.

O que achei do filme?

O filme mistura comédia e drama. Segue a relação das três gerações de uma família de mulheres fortes muito diferentes. Jane está ótima, como sempre, como a mulher que ainda vive nos anos 60. Comercializa maconha, transa com todo mundo , e deixa as galinhas livres em casa. Catherine Keener, como a filha Diana/Diane, é seu oposto. Republicana, controladora, que nunca se deu com a mãe. E ainda, a filha dela, Zoe , feita por Elizabeth Olsen, que já demonstrava há quase 10 anos, o enorme talento que conhecemos hoje bem a fundo. Zoe é vegetariana e tem problemas de relacionamento com a mãe. Junto com as três está Nat Wolff, como o irmão de Zoe, Jake. Tímido, ele filma tudo que está à sua volta.

Todos os três recém- chegados vão descobrir uma paixão na cidade. Jake encontra uma menina local, Zoe se interessa pelo açougueiro (Chace Crawford) . E Diana desperta o interesse de Jude (Jeffrey Dean Morgan) . Ele é um designer de móveis , e também guitarrista. É impossível para ela resistir a ele. Perfeitamente compreensível. Na hora que ele canta olhando para ela, é impossível não se apaixonar. Só por ele o filme já valeria a pena. Mas, eu gostei muito de acompanhar essa história doce e simples. Vale a pena conhecer. Ah, e repare na cantora na festa. É Katharine McPhee, de Scorpion e Smash.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Na semana passada, falei aqui sobre um filme com Jeffrey Dean Morgan onde ele mais uma vez está apaixonante. Era Paz, Amor e Muito...

Streaming

Nem dá pra acreditar que entramos no último trimestre do ano. Mas a coisa boa disso, é que boa parte dos grandes lançamentos do...

Streaming

Quando Madame foi exibido nos cinemas, eu acabei perdendo. Foi um daqueles que entrou e saiu rapidamente. Agora, resolvi isso assistindo na Amazon Prime...

Streaming

Quando anunciaram a minissérie Nove Desconhecidos, fiquei entusiasmada. Produção de David E. Kelley, baseado num livro de Liane Moriarty, a mesma de Big Little...

Cinema

O cinema de terror vem tendo cada vez mais visibilidade, mesmo em festivais e premiações. Em 2019, A Chorona, filme do gênero da Guatemala, ...

Streaming

The Voyeurs / Observadores estreou há um tempinho na Amazon Prime. E desde o início esteve entre os filmes mais assistidos do serviço. A...

Moda

O red carpet dos Emmys 2021 teve um pouco de tudo. Mas a maioria até que estava bem contida – com exceção de Billy...

Streaming

Já faz tempo que as séries do streaming/TV são o paraíso para as estrelas 40+. São conteúdos  com papéis de mulheres fortes, daqueles que...