fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

Mais um filme para se apaixonar por Jeffrey Dean Morgan!

Quem me conhece, sabe que acho Jeffrey Dean Morgan o máximo! É um dos meus Top 3. Eu o conheci – como muita gente – como Denny Duquette em Grey’s Anatomy. Foi amor à primeira vista. Rsrs! Desde então, venho acompanhando sua carreira com muuuuitaaa (rs) atenção. Mas, tinha deixado passar Paz, Amor e Muito Mais. O filme é dirigido por Bruce Beresford. Além de Jeffrey, o elenco tem Jane Fonda, Catherine Keener, Elizabeth Olsen, e mais. Assisti só agora o filme, que está disponível na Amazon Prime.

A história começa mostrando Diane , uma advogada conservadora que mora em Nova York. Ela perdeu o contato com a mãe Grace há mais de 20 anos. Quando seu marido Mark resolve pedir o divórcio, ela acredita que chegou a hora do reencontro com suas raízes. Assim, leva os filhos para ver a avó durante um fim de semana. Só que Grace vive em Woodstock e segue os mandamentos da época de ouro do local. Os conflitos começam logo que eles chegam. Mas suas histórias de vida e um bom humor constante parecem ser suficientes para mudar a rotina de todos.

O que achei do filme?

O filme mistura comédia e drama. Segue a relação das três gerações de uma família de mulheres fortes muito diferentes. Jane está ótima, como sempre, como a mulher que ainda vive nos anos 60. Comercializa maconha, transa com todo mundo , e deixa as galinhas livres em casa. Catherine Keener, como a filha Diana/Diane, é seu oposto. Republicana, controladora, que nunca se deu com a mãe. E ainda, a filha dela, Zoe , feita por Elizabeth Olsen, que já demonstrava há quase 10 anos, o enorme talento que conhecemos hoje bem a fundo. Zoe é vegetariana e tem problemas de relacionamento com a mãe. Junto com as três está Nat Wolff, como o irmão de Zoe, Jake. Tímido, ele filma tudo que está à sua volta.

Todos os três recém- chegados vão descobrir uma paixão na cidade. Jake encontra uma menina local, Zoe se interessa pelo açougueiro (Chace Crawford) . E Diana desperta o interesse de Jude (Jeffrey Dean Morgan) . Ele é um designer de móveis , e também guitarrista. É impossível para ela resistir a ele. Perfeitamente compreensível. Na hora que ele canta olhando para ela, é impossível não se apaixonar. Só por ele o filme já valeria a pena. Mas, eu gostei muito de acompanhar essa história doce e simples. Vale a pena conhecer. Ah, e repare na cantora na festa. É Katharine McPhee, de Scorpion e Smash.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Streaming

Eu não conhecia o romance Um Cavalheiro em Moscou. Mas me interessei pela adaptação na série do mesmo nome, que estreou ontem (17) no...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Quando The Walking Dead terminou após 11 temporadas, deixou várias situações em suspense. Era já uma estratégia dos produtores para levar para o público...

Streaming

Eu admiro muito Jennifer Lopez. Como atriz, como mulher, e especialmente como alguém determinada a conseguir aquilo que quer. É só pensar que ela...

Streaming

Em 2018, Do Jeito que Elas Querem  fez um considerável sucesso -mais de 100 milhões de dólares no mundo. Um grande feito especialmente para...

Streaming

Andrew Garfield é um cara que eu adoro. Não só porque é um grande ator, já indicado ao Oscar (e que merecia já ter...

Streaming

Na semana passada assisti a minissérie documental Arnold, da Netflix. Em geral, assisto poucos documentários – mais por falta de tempo do que por...

Cinema

365 dias, da Netflix, foi um grande sucesso na Netflix. O primeiro filme até tinha um certo atrativo, com cenas calientes, mas os outros...

Streaming

Pois é, tanto Netflix como Prime Vídeo estão bem fraquinhas nesse mês de fevereiro. Mas é claro que na Prime vai ter a super...

Streaming

Eu sou aquela pessoa que nunca parou de acompanhar The Walking Dead, rsrs. Com todas as idas e vindas, os altos e baixos, eu...