fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

A bela história de Fátima: História de um Milagre

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima: História de um Milagre vem sendo falado há muito tempo. Mas, como vários outros filmes, a pandemia atrasou o lançamento. O filme estreia nessa quinta nos cinemas. É uma óbvia sugestão para aqueles que creem na história das crianças. Mas também é uma surpreendente crítica aos poderes políticos e religiosos.

O filme começa com um escritor, vivido por Harvey Keitel chegando a um convento em Portugal para conversar com a Irmã Lucia (Sonia Braga). Ele quer saber detalhes sobre o famoso caso das três crianças que viram a Virgem Maria. A partir daí, a trama se transfere para a região onde tudo aconteceu em meio a Primeira Guerra Mundial. Três crianças de Portugal Jacinta, Francisco e Lucia testemunham seis visões da Virgem Maria entre os meses de maio e outubro de 1917. Inicialmente ninguém acredita na história. Nem os pais, nem os habitantes da vila, nem o político, e mesmo a igreja. Até que provas começam a aparecer.

O que achei do filme?

O filme é contado de uma maneira simples, mas emociona. Mostra bem a revolução que a visão das crianças causou na vida delas, de suas famílias, e também da comunidade local. O que me conquistou no filme é que os personagens são bem estruturados e multidimensionais. O prefeito (Goran Visnjic, de Plantão Médico) poderia ser um vilão, assim como a mãe de Lucia (Lucia Moniz, a paixão portuguesa de Colin Firth em Simplesmente Amor). Mas é palpável o desespero e a pressão que movem seus atos. Isso também acontece com o padre local (Joaquim de Almeida). Inicialmente, ele pressiona as crianças a revelar que a história é uma invenção, mas depois é um dos que as defende.

As cenas de 1917 são intercaladas por conversas entre o escritor e Irmã Lucia. Também são uma delícia de ver, o contraponto entre o cético e aquela que crê. Em especial porque há um respeito mútuo entre pessoas que pensam de forma diferente. Mas que tem a inteligência de ouvir em conversar sobre suas opiniões. É uma aula para os dias que vivemos.

Quem é religioso provavelmente vai se emocionar. Quem não é, como é o meu caso, vai gostar da humanidade revelada na história e na forma de contar de Marco Pontecorvo. Isso sem contar a fantástica atuação das crianças, especialmente Stephanie Gil, que faz o papel de Lucia. Sua inocência e crença dão o tom a esse filme  tão bonito.

Ao final, o filme mostra as fotos de todos. E também cenas gravadas na época. É uma bela aula de história. Eu já estive duas vezes no Santuário de Fátima, em Portugal. E, mais de 100 anos depois, é impressionante ver como a história dessas crianças continua a emocionar milhares e milhares de pessoas. Vale conhecer!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Faz tempo que ouço falar sobre Abe. O filme, dirigido por Fernando Grostein , se passa em Nova York. E tem Noah Schnapp ,...

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Em 2018, o filme Halloween deu um “refresh” na franquia de mais de 40 anos. Quebrou vários recordes, e fez muito dinheiro. Já deixou...

Streaming

É muito bom ver o cinema  de volta com força total. Só essa semana tem três estreias importantes. O Último Duelo tem direção de...

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....

Cinema

Lembro que quando Venom  estreou em 2018, todo mundo esperava pelo pior. Mas o filme tinha um bom ritmo, e ainda os diálogos divertidos...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...

Streaming

Quando Madame foi exibido nos cinemas, eu acabei perdendo. Foi um daqueles que entrou e saiu rapidamente. Agora, resolvi isso assistindo na Amazon Prime...