fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Streaming

Vingança e Castigo, da Netflix, é para os amantes de faroeste!

A gente sabe que faroeste não é um gênero muito popular, especialmente nos dias de hoje. Eu gosto. Desde os clássicos de John Wayne – Rastros de Ódio é imperdível – , até Django Livre. Este último é um de meus dois preferidos de Quentin Tarantino – o outro é Era uma Vez em Hollywood. Mas, de vez em quando Hollywood aposta suas fichas no gênero. Dessa vez foi a Netflix, que reuniu um elenco de primeira para Vingança e Castigo, que estreou essa semana no serviço.

A história é simples. O fora da lei Nat Love (Jonathan Majors) descobre que seu maior inimigo, Rufus Buck (Idris Elba), será libertado da prisão.  Ele reúne então seu bando em uma busca incessante por vingança. Aqueles que cavalgam com ele incluem o seu antigo amor Stagecoach Mary (Zazie Beets), seus homens de temperamento forte Bill Pickett (Edi Gathegi) e Jim Beckworth (RJ Cyler). Mas Rufus também tem o seu bando. Nele estão a  “Traiçoeira” Trudy Smith (Regina King) e Cherokee Bill (LaKeith Stanfield). Os dois grupos irão se encontrar num duelo fatal numa pequena cidade do velho Oeste.

O que achei de Vingança e Castigo?

O filme é uma grande homenagem aos Spaghetti Westerns dos anos 60. E também tem muito de Django Livre. Portanto, fica a dica! Se você não gosta do gênero passe longe. Se gosta, vai se divertir. O diretor Jeymes Samuel já tinha feito um filme do gênero, They Die by Dawn, com Michael K. Williams. Aqui ele tem a grife de produção de Jay Z como um dos produtores. Para os cinéfilos que gostam de faroeste, é uma delícia encontrar todas as referências. Cada cena é feita com grande beleza e magnetismo. É óbvio que o diretor fez bem sua lição de casa de estudo do gênero. E ainda, tem um plus, já que boa parte dos personagens realmente existiu no velho Oeste, mas a história em questão é totalmente inventada. Jeymes Samuel é um óbvio fã de Tarantino.

Há entretanto um sinal dos tempos. Pelo menos três personagens relatam situações de abuso. Um outro tem o gênero indefinido. As mulheres são poderosas, e tem uma bela cena de briga. Há muita violência, e sangue jorrando para todos os lados.

O elenco é todo de atores negros, com exceção de uma sequência, que vira até piada. E que elenco! Idris Elba arrasa como sempre. A gente demora para ver seu rosto. E a espera vale a pena, com toda sua majestade e carisma. Jonathan Majors, como já demonstrou em Lovecraft Country, tem jeito para ser herói – ou um anti-herói. E, claro, tem Regina King. Ela tem uma presença monumental como a vilã sádica. As cenas dela com Zazie Beets, tem um eco de Johnny Guitar, de 1954. E tem mais: LaKeith Stanfield, Delroy Lindo, Danielle Deadwyler, Zazie Beets…

E no final…

Apesar de longo – 2h10 – Vingança e Castigo acaba envolvendo o tempo inteiro com seus personagens tão bem construídos, e uma fotografia primorosa. Isso sem contar a brilhante trilha sonora, que acompanha e é parte integrante da ação. Eu daria até uma indicação ao Oscar para ela. E, se prepare, o final dá a entender que uma sequência virá por aí!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Moda

Nesse dia da Consciência Negra, resolvi fazer uma homenagem para essas maravilhosas e poderosas estrelas negras que sempre arrasam no red carpet. Algumas delas,...

Gossip

Todo ano a revista People escolhe a mulher mais linda e o homem mais sexy do mundo. É sempre um momento de discussão. O...

Streaming

Eu adoro filmes bobinhos de Natal. Afinal, é bom demais embarcar nessas histórias românticas onde o bem sempre vence, e tudo dá certo. Vejo...

Streaming

Mike Vogel, o marido de Sex Life, já anda por aí há um bom tempo. Estava em Quatro garotas e um Jean Viajante, de...

Gossip

Em 2016, Daniel Craig deu uma entrevista falando que não voltaria a ser James Bond de jeito algum. E eu citei alguns possíveis substitutos...

Moda

O Museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas levou um bom tempo para ficar pronto. Para o público em geral, a abertura será...

Cinema

O primeiro filme de Esquadrão Suicida ficou bem aquém do esperado. Tanto em termos de bilheteria como de crítica. O diretor David Ayer chegou...

Moda

Que saudade de um red carpet com nos velhos tempos, né? O Festival de Cannes 2021, que terminou neste sábado (17), reviveu um pouco...