fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Seis filmes românticos para suspirar com Hugh Grant

Hugh Grant já fez várias comédias românticas. E era sempre apaixonante com seu jeito um tanto atrapalhado. Por isso mesmo, boa parte delas fez grande sucesso. Mal dá pra acreditar que ele está completando hoje (9) 60 anos. Agora, passado seu tempo de galã fofo, ele vem se firmando como um ator capaz dos mais diversos papéis. Por exemplo, foi indicado ao Globo de Ouro, Emmy e BAFTA por sua atuação em A Very English Scandal, minissérie disponível na Globoplay. E promete vir por aí num papel bem misterioso em The Undoing, onde faz o papel do marido de Nicole Kidman. A minissérie de seis episódios vai estrear na HBO em 25 de outubro.

Mas, nossa memória afetiva ama mesmo é o galã gracinha das comédias românticas da sessão da tarde, não é? Então aqui estão 6 filmes para você relembrar e ainda comemorar o aniversário do ator.

Um Lugar Chamado Notting Hill –  Telecine

Pode haver uma história mais fofa (e improvável)? Enorme sucesso de bilheteria,  traz Hugh como William Thacker, dono de uma pequena livraria em Londres. A monotonia de sua existência é tumultuada romanticamente quando a famosa atriz  Anna Scott (Julia Roberts) aparece em sua loja.  Só que conforme ele e a glamourosa estrela de cinema se aproximam cada vez mais, eles lutam para conciliar seus estilos de vida radicalmente diferentes em nome do amor. Como esquecer “eu sou só uma garota na frente de um garoto pedindo que a ame”? Oooohhh!

Razão e Sensibilidade – HBO Go

Eu simplesmente adoro as histórias de Jane Austen! E este filme maravilhoso que ganhou o Oscar de roteiro, escrito por Emma Thompson, é um deslumbre. Tudo começa quando o pai de Elinor Dashwood (Emma Thompson) morre. As finanças de sua família vão mal das pernas. Após a mudança dos Dashwood para um chalé em Devonshire, a irmã de Elinor, Marianne (Kate Winslet, em seu primeiro grande papel), fica dividida entre o belo John Willoughby (Greg Wise) e um coronel mais velho, Brandon (Alan Rickman). Enquanto isso, as esperanças românticas de Elinor com Edward Ferrars (Hugh Grant) são prejudicadas devido ao seu compromisso. Repare na cena final entre Elinor e Edward. Emma Thompson sempre me faz chorar nessa.

Simplesmente Amor – Amazon

Nove histórias se entrelaçam mostrando as complexidades da emoção que nos conecta a todos: o amor. Entre os personagens, o belo recém-eleito primeiro-ministro britânico, David (Hugh Grant), que se apaixona por uma jovem funcionária (Martine McCutcheon). Há também a desenhista gráfica, Sarah (Laura Linney), cuja devoção a seu irmão, doente mental, complica sua vida amorosa. Harry (Alan Rickman), um homem casado tentado por sua atraente nova secretária. São vidas e amores que se misturam na romântica Londres, e atingem o seu clímax na noite de Natal. O filme ainda tem Liam Neeson, Keira Knightley, Emma Thompson, Andrew Lincoln e Chiwetel Ejiofor. Para ver e rever: a chegada de Jamie (Colin Firth) a Portugal.

Letra e Música – Netflix e Globoplay

Hugh Grant está ótimo como um astro da música pop dos anos 80 que está tentando ressuscitar sua carreira. Um belo dia, ele conhece a moça que vem colocar água em suas plantas (rs), Sophie (Drew Barrymore). E ela se revela uma parceira talentosa para compor uma música para seu retorno ao sucesso. A trilha sonora é ótima!

Amor à Segunda Vista – Netflix e Globoplay

A dedicada advogada Lucy Kelson (Sandra Bullock) vai trabalhar para o bilionário George Wade (Hugh Grant) como parte de um acordo para preservar um centro comunitário. Muito indeciso, George fica dependente da orientação de Lucy para tudo, desde assuntos jurídicos até que roupa usar. Irritada, Lucy pede as contas, e contrata June Carter (Alicia Witt) como sua substituta. Quando seus últimos dias na empresa começam a se aproximar, Lucy fica com ciúmes e começa a pensar se tomou a decisão certa.  Tem até uma participação de Donald Trump na história.

Inicialmente o filme deveria ser rodado em Toronto, se passando por Nova York. Mas Sandra Bullock insistiu que fossem para Nova York. E, com isso, o filme acabou revitalizando a economia da cidade, atraindo turistas. Por isso, sua data de estreia, 11 de dezembro de 2002 foi declarado como o Dia de Amor à Segunda Vista pelo prefeito da cidade.

Quatro casamentos e um Funeral – Aluguel ou compra na Apple TV

É claro que esse não poderia faltar, né? Durante anos foi o filme britânico de maior bilheteria da história. No casamento de um amigo, Charles (Hugh Grant), um solteirão que tem dificuldade em assumir relacionamentos, conhece Carrie (Andie MacDowell), uma jovem americana, por quem se apaixona. Após uma noite mágica, ela retorna aos EUA acabando com as esperanças de Charles. No entanto, a situação deles acaba se esclarecendo três casamentos e um funeral depois. No ano passado, foi produzida uma série de 10 episódios, mas não fez grande sucesso.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

A gente ouve tanta notícia ruim que na hora de escolher um filme pra ver tenho dado prioridade a dois gêneros. O primeiro é...

Streaming

Comédia romântica é um de meus gêneros preferidos. Sempre busco alguma perdida no streaming. E, por várias vezes, passei por Te quiero, Imbecil na...

Streaming

São tantas opções para quem tem Netflix, HBO Max, Paramount Plus, Apple TV Plus, Disney Plus, e agora  Star Plus. E a Amazon Prime ...

Cinema

Eu amo os livros de Jane Austen. Como boa romântica que sou, sou fã de seus romances fofos e finais felizes. Já li todos....

Cinema

A Netflix está cheia de romances bobinhos. Daqueles para você não prestar muita atenção na qualidade. Muito menos na história, rsrs. É só embarcar...

Streaming

O papel da fofa Lara Jean nos filmes  da franquia Para Todos os Garotos rendeu muito para a atriz Lana Condor. Ela tem vários...

Cinema

Há alguns diretores que tem um estilo todo o pessoal. Ou seja, mesmo sem ver os créditos, você sabe que um filme foi dirigido...

Cinema

Ontem, ao assistir Trem Noturno para Lisboa, me deu uma saudade ainda maior de viajar. Especialmente porque adoro Lisboa. E o filme mostra vários...