fbpx

O Gotham Awards também consagra Nomadland

Desde o início do anúncio das premiações de críticos americanos, Nomadland tem se mostrado o grande favorito. Tudo começou com o festival de Veneza, e até agora o filme já faturou também os prêmio dos Críticos de Boston, Chicago e até do National Society. Na história, após o colapso econômico de uma cidade na zona rural, Fern ( Frances McDormand), uma mulher de 60 anos, entra em sua van e parte para a estrada. Começa então a viver uma vida fora da sociedade convencional como uma nômade moderna. O filme foi também o escolhido como o melhor do ano no Gotham Awards, que aconteceu ontem (11).

Os especiais e as chances para o Oscar

A gente já sabia que Viola Davis e Chadwick Boseman receberiam o tradicional prêmio especial, o Gotham Awards Tribute., por sua atuação em A Voz Suprema do Blues. Normalmente esse prêmio quase que garante pelo menos uma indicação para os Oscars, como foi o caso dos elencos de História de um Casamento e A Favorita em anos anteriores. O Gotham não é um prêmio que espelha as escolhas do Oscar no geral. Mas dá uma boa visibilidade para certos títulos e atuações. É um caso similar com o que acontece com os escolhidos dos críticos de Nova York e os de Los Angeles.  Outros prêmios especiais da noite foram para Steve McQueen (Director Tribute) e Ryan Murphy (Industry Tribute).

Com isso, Nomadland e Riz Ahmed (melhor ator) provavelmente estarão na lista dos indicados. É bom ressaltar, entretanto, que vários filmes que estão entre os possíveis candidatos este ano, eram inelegíveis no Gotham. É o caso de vários da Netflix, como Mank, Era uma vez um sonho, e Destacamento Blood. Também a atuação de Sophia Loren em Uma Vida à sua Frente, também da Netflix, não foi considerada pois o filme foi inscrito como uma produção internacional.

Os vencedores

Filme – Nomadland

Ator – Riz Ahmed – O Som do Silêncio

Atriz – Nicole Beharie – Miss Juneteenth

Documentário – (empate) – Time (Netflix) e A Thousand Cuts

Filme estrangeiro – Sin Señas Particulares (México/Espanha)

Prêmio Bingham Ray de Diretor Revelação –  Andrew Patterson – A Vastidão da Noite (Amazon)

Roteiro – (empate) – The Forty-Year-Old Version (Netflix) e Fourteen (Looke, Apple TV e Google Play)

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *