fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Será que História de um Casamento é tudo isso?

História de um Casamento é um dos filmes que com certeza estará em todos os eventos da temporada de premiações. Não só como filme, mas também com seus dois astros, Scarlett Johansson e Adam Driver(que venceu hoje o prêmio dos Críticos de Toronto). Isso sem contar a coadjuvante Laura Dern (a melhor de todos na minha opinião). Foi indicado ao Critics Choice, ao Globo de Ouro, e também deve estar na lista do SAG’s, que será anunciada amanhã. O filme está disponível na Netflix. Por causa do envolvimento com a CCXP, só consegui assistir ontem à noite. Veja abaixo o que achei.

A história

Logo de início somos apresentados a Charlie (Adam Driver) e Nicole (Scarlett Johansson). Ele é um diretor de teatro em Nova York. Ela é uma atriz, que saiu de Los Angeles, para acompanhá-lo em uma carreira no teatro off-Broadway. Ouvimos a opinião que cada um tem sobre o outro, com todos os seus defeitos e virtudes. Quando Nicole recebe um convite para fazer um piloto de série em Los Angeles, eles resolvem se separar. Mas o que parecia ser uma coisa passageira, logo se torna definitiva. Os dois concordam em não contratar advogados para tratar do divórcio, mas Nicole muda de ideia após receber a indicação de Nora Fanshaw (Laura Dern), especialista no assunto. A partir daí será uma luta com muita emoção, choro, raiva, e roupa suja, enquanto eles lutam pela guarda do filho de ambos. Henry (Ahzy Robertson).

Nós já vimos vários filmes sobre o fim de um casamento, desde dramas como o premiado Kramer x Kramer, até comédias como Amor à toda Prova. Fiquei muito curiosa  para ver História de um Casamento especialmente por causa de todo o buzz das premiações. E ao final de suas 2 horas e 16 minutos, de gritos, injustiças, gente tonta, gastos absurdos, o que achei?

Os atores

Antes de começar a falar minha opinião sobre o filme , só queria deixar claro que acho que os atores estão muito bem. Scarlett  e Adam merecem suas indicações  (ainda é cedo para dizer se merecem ganhar). Laura Dern como a advogada está excepcional. E o filme ainda tem as participações de Julie Haggerty (lembra de Apertem os cintos, o piloto sumiu?) e Merrit Wever (de Inacreditável) como a família de Nicole. E ainda Ray Liotta e Alan Alda como os advogados de Charlie. Ah, e é claro, a participação deliciosa e divertida de Wallace Shawn como um dos atores.

A crítica

Eu já começo dizendo que detesto DR’s e gente que fala demais. Isso é algo pessoal, e com certeza influenciou minha opinião. Houve momentos em que realmente o filme só não me perdeu porque eu tinha a obrigação de terminar de vê-lo por sua importância na Temporada de Premiações. Dito isso, posso afirmar que , é claro que História de um Casamento têm bons momentos. Mas também têm outros chatíssimos.

O diretor Noah Baumbach, que realmente nunca me convenceu, admitiu que o roteiro foi muito inspirado no fim de seu casamento com a atriz Jennifer Jason Leigh. Isso pode explicar muita coisa. Na história, Charlie é o cara cordato, que acha que está tudo certo, mas que é arrastado para uma situação por uma mulher que, sem saber direito o que quer, resolve pedir o divórcio, E para isso contrata uma advogada (ou seja, outra mulher), que é uma vilã de assustar criancinhas. Acho interessante que nesses tempos onde se fala em feminismo a todo o momento, não se tenha mencionado o quão machista é o posicionamento do roteiro.  Isso me incomodou o filme inteiro. Sinceramente, senti que tinha sido teletransportada para os anos 70.

O uso da música também me incomodou. Ela está tão presente que distrai você da história. Adoro musicais, mas aqui há dois momentos (separados) em que Adam Driver e Scarlett Johansson interpretam músicas de Stephen Sondheim. A dele, Being Alive, do musical Company, é uma de minhas preferidas (que ele canta bem, aliás). Mas vamos combinar que cortou a história, e atrapalhou a narrativa?

De vez em quando os críticos escolhem um filme  do tipo DR para chamar de seu e enfiam goela abaixo nas premiações. Lembro-me em tempos recentes de Lady Bird e de Manchester à Beira-mar, para citar dois. História de um Casamento é a bola da vez.

 

1 Comentário

1 Comentário

  1. Suzana

    11 de dezembro de 2019 às 2:14 am

    Discordo de você. Talvez porque não tenha assistido o filme para cumprir uma agenda. Achei o filme lindo. Em relação ao machismo, definir a visão do filme a esse jargão só reduz sua análise. É sim uma visão do homem sobre o divórcio e, sobretudo, de como continuar a conviver com o seu filho. Entretanto, de forma alguma o filme demoniza a mulher.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Streaming

Quando você fala em filmes sobre professores, alguns logo vêm à mente. É o caso de Robin Williams em Sociedade dos Poetas Mortos. Ou...

Streaming

Hoje (15) tem o lançamento da terceira temporada de Você. É interessante ver que a série hoje é esse enorme sucesso na Netflix. Tanto...

Cinema

A produção de O Último Duelo, que estreou nessa semana nos cinemas, é maravilhosa. Isso sempre é um destaque na filmografia de Ridley Scott....

Cinema

Ridley Scott é quase sempre referência quando se fala em um espetáculo grandioso. Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, uma delas por Gladiador....

Streaming

Selena Gomez virou trending topics essa semana pelo rumor que estaria namorando Chris Evans. Os fãs só falavam nisso. Seria bom vê-la feliz depois...

Streaming

Você era fã de Fez, Kelso e Jackie? Para quem assistia That 70’s Show, esses nomes são mais do que conhecidos. A série, e...

Séries

O Mundo Sombrio de Sabrina terminou em 2020 após quatro temporadas na Netflix. A série contava a história de Sabrina Spellman (Kiernan Shipka). Ela...

Cinema

O final de semana está chegando e o grande acontecimento é a estreia de Venom: Tempo de Carnificina no cinemas. Ele é o destaque...