fbpx

Uma Viagem Extraordinária é lindo, divertido e emocionante!

Para mim, este já é um dos finalistas ao melhor filme do ano. Não foi muito badalado, mas é um trabalho de mestre. Delicioso, divertido, inteligente e, principalmente, estrelado por um ator maravilhoso. Com certeza, Uma Viagem Extraordinária, que estreia este fim de semana nos cinemas, será admirado por várias idades, menos as crianças menores. Afinal, é bom deixar claro que o filme não é para elas.

Ao lidar com situações que envolvem morte, culpa, solidão, o filme traz uma densidade fora do comum neste tipo de aventura. Mas também fala sobre felicidade, descoberta e reconhecimento, o que faz com que você se sinta profundamente envolvido com o caminho percorrido por estes personagens. Baseado no livro best-seller de Reif Larsen, o filme conta a história do menino T.S. Spivet, um gênio da ciência, com grande poder de observação. Após receber um telefonema avisando que ganhou um importante prêmio (mas todos pensam que ele é um adulto), o garoto de 10 anos foge de casa, que fica no meio do nad,a e atravessa o país num trem cargueiro para chegar a Washington.

A aventura de T.S.  é cheia de belos momentos, graças também à direção de  Jean Pierre  Jeunet, que já havia feito um novo clássico popular, O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, grande sucesso de 2002. Como naquele filme, a fotografia e a direção de arte são uma atração à parte. Tudo é tão bonito!!

Como T.S., Kyle Cattlet é uma revelação. Eu já tinha percebido que ele era muito bom quando fez a primeira temporada da série The Following, como o filho de Joe Carrol (James Purefoy). Mas aqui ele se supera. Impossível tirar os olhos dele.  Como os pais do menino, estão Helena Boham- Carter e Callum Keith Rennie,  que esteve recentemente na série The Killing. Ambos estão bem. A única um pouco destoante é Judy Davis, como G.H. Gibsen. Parece um personagem de desenho animado dos anos 30, bem diferente do resto do elenco.

Mas ela não atrapalha o resultado final. Bonito, emocionante, imperdível!

Eliane Munhoz

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *