fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Turma da Mônica: Lições estreia no cinema, e diverte e emociona

Em 2019, Turma da Mônica -Laços foi um grande sucesso. Trouxe o universo de Maurício de Sousa para o mundo do live action com os quatro atores perfeitos nos papéis de Mônica, Cebolinha, Magali e Cascão. Só que, é claro, eles cresceram. E esse é o tema do novo filme Turma da Mônica – Lições, que estreia nesse dia 30 nos cinemas.

O ponto de partida da trama é a fuga frustrada de Mônica (Giulia Benite), Magali (Laura Rauseo), Cebolinha (Kevin Vechiatto) e Cascão (Gabriel Moreira) da escola. Essa aventura acaba com a líder da turminha quebrando o braço. Por conta do acidente, os pais de Mônica decidem mudá-la de colégio. E pior, a proíbem de encontrar os amigos. Enquanto isso os pais  dos amigos decidem colocar seus filhos em atividades extracurriculares para que ocupem seu tempo longe uns dos outros. Porém, o que parece ser uma boa solução para os adultos, acaba afastando os amigos. Por conta disso, talvez a amizade deles nunca mais seja a mesma. Nessa jornada, os quatro personagens principais fazem novos amigos. E é quando entram figuras conhecidas das revistinhas.  Marina, Milena, Franjinha, Humberto, Dudu, Do Contra, Nimbus, Tina, Rolo, Zecão, Pipa e Quinzinho aparecem na história.

O que achei de Lições?

O filme tem um ar mais maduro do que o  anterior. Ele aborda a transição para o mundo jovem. E especialmente que é possível crescer sem deixar de ser criança. Para todo mundo que cresceu lendo os gibis da Turma da Mônica, o filme tem momentos de descoberta deliciosos. Como fã que era de Tina, adorei ver Isabelle Drummond no papel da adolescente meio hippie. Dá a entender inclusive que poderá ter um spinoff  de seu núcleo, com Rolo e Pipa.

Lições, entretanto, pode ter uma certa dificuldade em achar seu público. Talvez as crianças menores não embarquem nos dramas desses personagens que estão entrando na adolescência. Saíram as grandes aventuras – bem, ainda há algumas – e entra a tristeza da separação de seus amigos. Os pais tem presença mais proeminente. O filme, entretanto, ao enfrentar esse desafio, se sai muito bem. A produção é de primeira linha. Os atores estão ótimos. E a mensagem “é possível crescer sem deixar de ser criança” é adorável e perfeita.  Ele vai fazer você rir e se emocionar. E já aviso: tem uma cena pós-créditos muito legal. Garanto que você vai curtir.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Cinema

Deserto Particular, o candidato do Brasil, ficou de fora do pré- finalistas ao Oscar de filme estrangeiro. Mas O Homem Ideal, representante da Alemanha,...

Cinema

Goste ou não da trilogia de Matrix, é preciso reconhecer que ela foi revolucionária para o cinema. Fez um monte de fãs ardorosos em...

Cinema

Normalmente a gente espera que filmes de Natal sejam fofinhos e bobinhos, como Um Castelo para o Natal da Netflix, que assisti ontem. Tem...

Streaming

Muito bom voltar a fazer o vídeo da semana depois da viagem. Perdi alguns filmes como King Richard, mas deu tempo de chegar para...

Cinema

Na manhã de hoje, um pouco antes de ir para a sessão de imprensa de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, li rapidamente que o...

Cinema

Mesmo com seu 69 anos, Liam Neeson não para de trabalhar. Ele já anunciou que não quer fazer mais filmes de ação, porque realmente...

Premiações

A premiação do prêmio Gotham traz algumas considerações para a Temporada de Premiações. Afinal, o prêmio é a porta de entrada do bochicho de...

Cinema

Apesar de não assistir novelas há um bom tempo, eu adoro um bom novelão. Cheio de dramas, descabelamentos, e gente rica, rsrs. Quem não??...