fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Depois de 365 dias, chega Desejo Proibido

365 dias, da Netflix, foi um grande sucesso na Netflix. O primeiro filme até tinha um certo atrativo, com cenas calientes, mas os outros dois, suas sequências, foram um grande desastre. Desejo Proibido, que chega nessa quinta aos cinemas, é vendido como se fosse um novo 365 Dias (o diretor é o mesmo). É uma produção polonesa, que tem até o ator Simone Susinna, que completava o triângulo amoroso de 365 dias: Hoje. Desejo Proibido não é tão ruim como seu antecessor – mas isso também não é uma grande vantagem, né?

Olga (Magdalena Boczarska) é uma juíza bem sucedida e viúva. Num belo dia ela conhece Maks (Simone Susinna),  um homem que aproveita a vida como pode e como der, sempre vivendo o momento e sem consequências. Os dois tem uma diferença de idade de 15 anos, mas mesmo pessoas muito distantes e diferentes, o destino os põe perto do outro. Ambos acabam se conhecendo e engatam um relacionamento, algo que logo será interrompido pela filha de Olga, Maja. O que ela não sabe é que sua filha e seu namorado já tiveram um romance no passado. E que Maja não está disposta a deixar que sua mãe fique com o seu ex.

O que achei?

Ou seja, é um novelão, rsrs. O começo é extremamente confuso. Você não entende direito que é Maja e quem é Olga, se é um flashback, ou coisa do gênero. Só depois de um tempo vai entender que se trata de mãe e filha. A fotografia é linda, os atores, idem. Mas o roteiro é aquele desastre esperado, rsrs. Os diálogos são artificiais, e Maja é uma personagem irritante. Só que  Magdalena Boczarska convence como Olga – é uma das poucas coisas que efetivamente funcionam bem no filme.

Há cenas de sexo e nudez, mas nada naquele estilo porno chic (ou brega) de 365 dias. Há também aquelas cenas intermináveis de um personagem andando na praia , ou pensando – tudo sem objetivo algum na narrativa. Mas, fica a dica, se você gostou de 365 Dias, vai achar que Desejo Proibido é uma obra de arte…

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Antes da pandemia, em 2019, todo mundo estava falando sobre um “jogo” chamado Baleia Azul. Ele era um conjunto de 50 desafios diários e...

Cinema

Não tenho grande conhecimento sobre animações japonesas. Nem mesmo as super elogiadas do Studio Ghibli e o diretor premiado Hayao Miyazaki. E confesso que...

Cinema

Michael Mann é um aficionado por corrida de carros. Já tinha produzido o ótimo Ford vs Ferrari ( disponível no Star Plus) . E...

Streaming

Eu tinha muita vontade de gostar da 4ª temporada de True Detective, com o subtítulo de Terra Noturna. Com Jodie Foster no papel principal,...

Premiações

Depois de ver tantas premiações, onde todo mundo escolhe a mesma coisa, é bom ver a opinião do público. neste domingo aconteceu o People’s...

Você também pode gostar de ler

Streaming

O filme nacional O Lado Bom de Ser Traída foi um campeão de audiência da Netflix. Eu demorei um pouquinho para ver, mesmo gostando...

Cinema

O Superbowl é um acontecimento nos Estados Unidos. É como se fosse uma final de Copa do Mundo, quando as pessoas se juntam para...

Cinema

Já foram feitos vários filmes sobre Elizabeth da Baviera, conhecida pelos fãs de cinema como Sissi. A primeira versão chamada  Kaiserin Elisabeth von Österreich...

Cinema

David O. Russell dirigiu um filme que eu adoro chamado Trapaça (está no Paramount Plus). Concorreu a 10 Oscars, mas acabou levando zero para...

Cinema

Pensei duas vezes antes de assistir A Queda, que estreia nessa quinta nos cinemas. Afinal , tenho um considerável medo de altura. E nunca,...

Cinema

Sorria é um pequeno filme de terror que incialmente iria direto para o streaming. Mas aí a Paramount teve excelentes reações nas sessões de...

Cinema

Você com certeza já ouviu falar das fofocas de bastidores de Não se Preocupe, Querida. O filme, que estreia nessa quinta nos cinemas brasileiros,...

Cinema

Nos anos 40, Alfred Hitchcock fez história quando fez um filme inteiro com apenas três cortes, Festim Diabólico. Em 2019, Sam Mendes fez 1917....