fbpx

Reconhecendo Leonardo DiCaprio

 data-srcset

Não sou grande fã de Leonardo DiCaprio. Não sou daquelas que sempre reclamam quando ele não é indicado ao Oscar. Penso que muitas vezes, ele é um ator limitado apenas com meia dúzia de expressões. Mas preciso reconhecer que nos últimos tempos, ele vem melhorando. E atingiu um nível de excelência admirável em O Lobo de Wall Street, que estreia neste final de semana nos cinemas.

Apesar de achar o filme longo demais e repetitivo demais, o ator trouxe um brilho especial ao papel de Jordan Belfort, um gênio financeiro de Wall Street, envolvido com drogas, mulheres, corrupção e crime. Desde 2007, quando leu a biografia dele, Leonardo  ficou obcecado em interpretar o personagem. E valeu a espera. Ele conseguiu uma indicação ao Oscar de melhor ator na cerimônia do próximo dia 2 de março e venceu o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards. Além disso, esteve entre os finalistas de praticamente todos os prêmios de cinema do ano. Merecidamente!

Leonardo em O Lobo de Wall Street

Leonardo seguiu um longo caminho desde sua estreia no cinema ainda menino em Criaturas 3 (o começo é sempre difícil…). Já trabalhou com os maiores diretores de sua geração como Steven Spielberg (Prenda-me se for capaz), Baz Lurhmann (Romeu e Julieta e O Grande Gatsby), Ridley Scott (Rede de Mentiras), Quentin Tarantino (Django Livre), Sam Raimi (o ótimo e esquecido Rápida e Mortal), Sam Mendes (Foi apenas um sonho), Woody Allen (Celebridades), James Cameron (Titanic) além, é claro, de Martin Scorsese. Uma parceria de vários filmes célebres, que incluem Gangues de Nova York, O Aviador, Os Infiltrados, Ilha do Medo, J.Edgar (o melhor deles, em minha opinião) além de O Lobo de Wall Street.

Leonardo e seu diretor favorito, Martin Scorsese

Mas o mais divertido é saber quais os filmes para os quais ele fez teste, foi considerado ou quase estrelou.

– Chegou a fazer teste de câmera para Batman Eternamente. Já imaginaram Leonardo com a roupinha de Robin? Chris O’Donnel ficou com o papel.

– Chegou a entrar em negociações para fazer Psicopata Americano. O papel acabou indo para Christian Bale, que arrasou!

– Foi oferecido a ele o papel de Dirk Diggler em Boogie Nights – Prazer sem Limites. Ele preferiu fazer Titanic. Menino esperto. Pena para nós que até hoje temos que aguentar Mark Whalberg, que fez o filme.

– Foi considerado para ser Peter Parker/ Homem Aranha em Homem- Aranha(2002). O papel acabou ficando com seu grande amigo na vida real, Tobey Maguire.

– Era para ter sido Anakin Skywalker em Star Wars Episódio 2 – O Ataque dos Clones. Mas, para nosso sofrimento, o papel foi para um dos piores atores de sua geração, Hayden Christensen.

– Recusou o papel que acabou indo para Michael Pitt em Os Sonhadores, de Bernardo Bertolucci porque se julgava muito velho para fazer um rapaz de 20 anos (ele tinha 29 na época).

– Fez campanha para ser John Dillinger em Inimigos Públicos. Mas Johnny Depp foi o escolhido.

_ Quentin Tarantino chegou a considerar Leonardo para ser o Coronel Hans Landa em Bastardos Inglórios mas acabou preferindo Christoph Waltz, que acabou ganhando o Oscar!

– Foi considerado para o papel de Roark Jr. /Bastardo Amarelo em Sin City – Cidade do Pecado, que acabou indo para Elijah Wood.

 

 

 

 

Existem 1 comentários

  1. O filme me pareceu divertidíssimo, inteligente, ágil, ácido e bem forte. Mas Leonardo Di Caprio é o que mais se destaca, de fato! Acho que ninguém sabia que ele era tão bom assim. Sei que Matthew ainda é o favorito, mas todas as premiações já o reconheceram e o oscar ainda não, então ele pode ser, sim, um azarão. E não seria injustiça, embora Mathew tbm esteja excelente.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *