fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Liam Neeson e seu filho estrelam juntos De Volta à Itália

Já faz tempo que a gente começou a ouvir falar de De Volta à Itália. Aqui mesmo, eu já tinha feito uma matéria sobre o assunto – veja aqui. Tudo porque o filme reúne pela primeira vez num mesmo filme Liam Neeson e seu filho Micheal Richardson. Depois de uma boa espera, De Volta à Itália vai estrear nessa quinta (28) nos cinemas. E tem seus prós e contras.

Primeiro, vamos falar da história. Jack (Micheal Richardson) é um jovem recém-separado, e que quer comprar a galeria de sua ex-mulher. O problema é que ele não tem dinheiro. A alternativa é vender uma casa que a família tem na Itália, num lindo ponto da Toscana – Itália. Só que desde a morte da mãe, ele e o pai (Liam Neeson) estão afastados, e nesse momento tem que se reconectar para vender a casa.  Os dois rumam então para o local. Chegando lá, tudo começa a dar errado quanto tentam começar uma reforma. A relação entre os dois fica ainda mais abalada. Enquanto isso, o rapaz se apaixona por uma jovem chef (Valeria Bilello), cujo ex-marido tem fama de violento.

O que achei de De Volta à Itália?

É impossível não fazer comparações com a vida real. Afinal, a esposa de Liam, e mãe de Micheal, a atriz Natacha Richardson também morreu de um acidente. Na vida real foi de esqui, e no filme, de carro. Com esse paralelo que todo mundo conhece, o filme tem uma certa tristeza inerente. Mesmo com a tentativa de fazer um pouco de romance, e até um rabicho de comédia. Entretanto, o filme tem altos e baixos, e só não se perde totalmente por duas razões claras. A linda fotografia, que mostra o charme de uma pequena cidade italiana, ao som de músicas deliciosas. As filmagens aconteceram em Montalcino. Mas o filme nãos e perde mesmo principalmente por Liam Neeson. Ele segura as pontas e funciona na parte divertida e dramática.

Infelizmente, Micheal não tem o mesmo talento e empatia do pai. É bonitinho, e em alguns momentos até funciona. Mas, no geral, parece meio perdido, como se não se soltasse totalmente, e deixasse o personagem tomar conta. Talvez seja um problema da direção. É a estreia do ator James D’Arcy (The Hot Zone, Homeland) por trás das câmeras. O roteiro também é dele. No final, pode não ser um grande filme, mas proporciona alguns bons momentos. Mesmo com o final mais do que previsível, rsrs. Com Liam Neeson, e a Toscana como pano de fundo, está tudo certo!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Uncategorized

Você também estava esperando muito para ver Casa Gucci? Bom, ele é o grande lançamento da semana no cinema. E vai mostar os bastidores...

Cinema

Já faz muito tempo que o Brasil tenta, tenta, e não chega lá entre os finalistas do Oscar. A última vez foi no século...

Cinema

Wes Anderson tem um estilo todo especial. Tem pelo menos uma grande obra-prima, Ilha dos Cachorros (disponível no Star Plus) . Também tem outros...

Cinema

Muita coisa boa chegando no streaming e no cinema. Começando pelo cinema, eu já aviso que sou mega fã dos dois filmes dos Caça-Fantasmas...

Cinema

Os dois filmes de Caça-Fantasmas, produzidos nos anos 80, são divertidos e deliciosos companheiros de tardes de toda uma geração. Atualmente estão disponíveis no...

Cinema

Eu não li coisa alguma sobre Noite Passada em Soho antes de assistir. Sugiro que faça a mesma coisa. Rsrs, mesmo com o risco...

Cinema

Tenho uma certa dificuldade de lidar com gente que fala demais. Daquele tipo que adora ouvir sua própria voz, sabe como é? Então para...

Cinema

Para mim, Downton Abbey é uma das melhores séries já feitas. É um novelão, com um refinamento inglês, e ainda um aspecto histórico interessantíssimo....