fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Feliz aniversário, Divina Miss M!

Neste dia 1 de dezembro, um de meus cineastas preferidos, Woody Allen, faz 80 anos. Seria lógico fazer uma homenagem aqui. Mas imaginei que muitos outras publicações se encarregariam disso. Então fica aqui a minha lembrança. Só que hoje também a Divina Miss M, como Bette Midler é conhecida, também faz aniversário. Ela chega aos 70 cheia de energia, fazendo show em Las Vegas, sendo muito ativa na s redes sociais (falando mal de Deuses do Egito e Justin Bieber), além de comentar os rumores de uma possível sequência de Hocus Pocus/Abracadabra, de 1983.

Como sua mãe era grande fã de Bette Davis, ela foi batizada como Bette Davis Midler, ou seja, desde aquele momento já estava escrito que ela acabaria sendo também uma diva no cinema. Sua carreira começou quando ela passou a fazer shows em saunas gays, acompanhada do também então novato Barry Manilow. Logo gravou seu primeiro disco, justamente com o apelido que a acompanha até hoje, The Divine Miss M. No cinema, a coisa demorou um pouco mais para acontecer. Mas quando aconteceu…Após alguns pequenos e pouco vistos papéis no cinema e na TV, ela surpreendeu a todos em A Rosa em 1979, uma biografia de uma cantora ligeiramente baseada em Janis Joplin. Ganhou vários prêmios e foi indicada ao Oscar de melhor atriz. Para mim, até hoje, é sua melhor interpretação. Com essa música, The Rose, ela também ganhou o Grammy e foi votada como a melhor artista do ano.

É interessante que depois de ter estourado com uma papel tão dramático, ela tenha se voltado para as comédias.  Foram várias seguidas, e todas muuuuito divertidas, com Bette dominando , e sempre engraçadíssima. Desse época são  Um Vagabundo na Alta Roda e Por Favor, Matem minha Mulher ( ambos de 1986), Que Sorte Danada (1987), e Cuidado com as Gêmeas (1988)

Bette Midler e Lily Tomlyn em Cuidado com as Gêmeas

Só que seu outro sucesso enorme foi também para chorar (e como!!): Amigas para Sempre (1988). O típico “chick flick”, como chamavam antigamente, sobre a amizade de duas mulheres desde sua infância até a idade adulta. Bette e Barbara Hershey emocionaram a todos. E como curiosidade, sabe quem fez o papel de Bette quando criança no filme? Ninguém menos do que Amy Farrah Fowler. Isso mesmo, Mayim Byalik, de The Big Bang Theory.

Mas foi outro drama que lhe trouxe uma nova indicação para o Oscar. Para Eles, com Muito Amor  (1991), sobre um apresentador( James Caan) e uma cantora que vão entreter as tropas na época da segunda guerra. Bette venceu o Globo de Ouro naquele ano. Mas ela logo voltou às comédias, com Abracadabra, o ótimo O Clube  das Desquitadas,  de 1996 (adoro a cena final abaixo) e Guerra dos Sexos (1997).

Nessa época, mais precisamente em 1993, ela ganhou um outro Globo de Ouro como atriz de minissérie ou filme de TV por A Trajetória do Sucesso, a versão do musical Gypsy . Quem poderia ser melhor do que ela para o icônico papel de Mama Rose? Afinal, que é melhor do que Bette quando ela faz uma Rose? Abaixo está a sua apresentação cantando “Rose’s Turn”  de Gypsy na abertura do 46° Emmy. Incrível!

Depois, sua carreira no cinema não teve mais o mesmo sucesso. Ela tentou uma série de TV, Bette, que durou uma única temporada. Alguns papéis menores em filmes como Mulheres Perfeitas (2004), Quando me Apaixono (2007) e Mulheres: O Sexo Forte (2008). Em 2012, ainda teve uma boa oportunidade no cinema em Uma Família em Apuros, ao lado de Billy Cristal. Ela continua a ter bom humor com relação a isso. Em uma entrevista, Bette disse: ” Eu espero que Meryl Streep tenha o bom gosto de ficar de lado e deixar que o resto de nós tenha uma chance…mas eu sei que ela não fará isso. Ela tem um bom agente. Ela é ótima, mas eu sei que há algumas senhoras atrás dela dizendo: ‘Meryl, por Deus, você tem que dizer sim para tudo?” Rs.

Mas no palco não tem para Meryl Streep. É lá que Bette reina absoluta, continuando a fazer shows e a ter o seu momento. Aliás, para quem estiver em Los Angeles no próximo dia 14, ela fará um show na cidade, cantando e brilhando como sempre.

01/12/2015

1 Comentário

1 Comentário

  1. alfie

    2 de dezembro de 2015 às 4:00 pm

    Miss M arrasou, principalmente no show do Emmy que é incrível., Mas você também arrasou com a matéria, Eliane. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar de ler

Premiações

É tempo de Emmy’s novamente. As indicações saíram hoje (13) e The Crown e The Mandalorian saíram na frente. Cada um deles teve 24...

Cinema

É claro que me lembro de ouvir falar de Gloria Steinem quando era criança . Ela era aquela que todo mundo cochichava que era...

Cinema

A pandemia fechou os cinemas, e até agora não se sabe bem o que irá acontecer daqui pra frente. As grandes produções como Mulher...

Séries

Eu já tinha passado várias vezes pela minissérie Nada Ortodoxa na lista de sugestões da Netflix. Só que acabei nunca vendo porque achava que...

Premiações

Além da adaptação à situação da pandemia, o Emmy desse ano já havia anunciado algumas mudanças. Uma delas foi expandir o número de indicados...

Streaming

A primeira temporada de The Politician não fez um barulho tão grande como era de se esperar. Talvez o problema é que o humor...

Streaming

A cada dia, vários apresentações musicais são feitas ao vivo pelo YouTube ou por outras plataformas. E para quem gosta dos musicais da Broadway,...

Séries

Quem me conhece sabe como sou fã de Ryan Murphy. Afinal, foi o cara que fez Glee, uma de minhas séries preferidas da vida....