fbpx

Para conhecer As Vidas de Gloria

É claro que me lembro de ouvir falar de Gloria Steinem quando era criança . Ela era aquela que todo mundo cochichava que era “feminista”, como se fosse algo errado. Há pouco tempo, assisti a série Mrs. America (excelente) no Fox Premium. Gloria era uma das personagens , vivida com louvor por Rose Byrne . E agora está disponível nas plataformas digitais para aluguel ou compra As Vidas de Gloria, que conta a história dessa mulher tão importante para a lutas dos direitos civis. É imperdível!

Ele é baseado no best-seller autobiográfico de Gloria, My Life on the Road. Começa com a sua infância com o pai sonhador e a mãe doente. Passa por sua adolescência e os primeiros passos rompendo paradigmas. Depois , concentra-se em sua juventude. Sua viagem para a Índia, que iria marcá-la para sempre. E seu começo e primeiros triunfos no jornalismo. A última fase compreende sua luta pelos direitos das mulheres, o mesmo período abordado em Mrs. America.

Em cada fase, Glória é interpretada por uma atriz diferente. As duas meninas, que fazem Gloria na infância e adolescência são ótimas e conhecidas do público. A pequena Ryan Kiera Armstrong era a Minnie Mae de Anne with an E. Já a jovem Lulu Wilson esteve em Annabelle 2: A Criação do Mal. As duas servem de base para as criações das vencedoras do Oscar Alicia Vikander e Julianne Moore.

A crítica

Toda a história de Gloria é contada pela diretora Julie Taymor (Frida) alternando colorido e preto e branco nas cenas do ônibus. Essas são  a espinha dorsal da história, com as várias Glorias interagindo uma com a outra. Comentando as diversas escolhas feitas durante a vida. Há uma interessante continuidade nas atuações. Estão lá o penteado, a entonação da voz, o óculos, que se tornaram marcas registradas de Gloria. Mas cada uma delas tem uma diferença, um charme, que demonstra o crescimento da personagem. É uma escolha interessante do ponto de vista de narrativa, se diferenciando de outras biografias cinematográficas.

O roteiro é brilhante porque demonstra como cada pessoa que passou pela vida de Gloria ajudou a moldar sua ideologia e proposta de vida. Isso também proporciona a oportunidade de ver grandes atores fazendo participações especiais. Bette Midler é Bella Abzug, e Timothy Hutton faz o pai de Gloria. Ambos estão ótimos. Janelle Monae é Dorothy Pittman Hughes e Lorraine Toussaint está divertidíssima como Flo Kennedy.

E o filme termina com uma aparição de Gloria Steinem, aos 86 anos, e ainda lutando pelos direitos das mulheres. É uma bela e emocionante homenagem. Uma pena que , mesmo depois de 50 anos, ainda seja preciso/necessário lutar pelas mesmas coisas.

As quatro atrizes, com Gloria Steinem e a diretora Julie Taymor

As Vidas de Gloria está disponível para aluguel e compra na Apple TV (iTunes), Google Play, Microsoft Films &TV (Xbox) e PlayStation Store. E somente para aluguel na Looke, SKY, NOW, e Vivo Play.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *