fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Claire Foy arrasa como A Garota na Teia de Aranha

Os filmes baseados nos livro de Stieg Larsson, mostraram ao mundo a anti-heroína Lisbeth Salander. Foram três filmes suecos, com Noomi Rapace no papel principal, e um americano, com Rooney Mara. Agora, essa nova aventura de Lisbeth, Millenium: A Garota na Teia de Aranha,  que chegou hoje aos cinemas, tem várias diferenças. A primeira é que é baseada não num livro de Larsson, mas sim de David Lagercrantz, contratado pela família para dar continuidade às histórias da saga Millenium. Também há uma nova intérprete para Lisbeth, Claire Foy. Ela demonstra mais uma vez que é uma camaleoa, depois de papeis tão diversos como The Crown e O Primeiro Homem.

O filme já começa diferente, apresentando Lisbeth como uma vingadora com jeito de Batman.  Mas a história principal mostra Lisbeth sendo contratada para recuperar um programa de computador chamado Firefall. Este dará ao usuário acesso ao imenso arsenal bélico mundial. O programa foi criado por Frans Balder (Stephen Merchant) para o governo dos Estados Unidos, mas agora eles quer que Lisbeth o recupere para que ele possa deletá-lo por considerar perigoso demais. Conseguir o programa é a parte mais fácil para uma hacker tão famosa como Lisbeth. O problema é que depois ela terá que enfrentar a máfia russa, agentes do governo corruptos (sempre eles), e também fantasmas do seu passado.

Eu confesso que não sou grande fã dos filmes anteriores baseados nas obras de Larsson. Provavelmente porque acho as duas atrizes anteriores, Noomi Rapace e Rooney Mara muito fracas. Mas aqui, com Claire Foy, Lisbeth Salander finalmente ganha uma intérprete de respeito. É possível ver em seu rosto toda a dualidade com relação à mais diversas situações, seja na forma como lida com seu trabalho , com as pessoas, e mesmo no seu relacionamento com o jornalista Mikael Blomkvist (Sverrir Gudnason , de Borg  vs. McEnroe). Aliás, como é bonito e charmoso, hein?

O diretor Fede Alvarez, que fez o ótimo O Homem nas Trevas, consegue dar ritmo num filme visualmente bonito e eficiente. Gosto muito da opção da quase falta de cores na fotografia, o que dá mais destaque ao visual da grande vilã. Ou seja, no final, A Garota na Teia de Aranha é um filme bem diferente dos demais da série Millenium. E, por isso mesmo, me agradou muito!

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Premiações

O 39º Independent Spirit Awards aconteceu hoje (25) em Santa Monica, na Califórnia. Para quem não conhece, o evento premia os melhores entre as...

Premiações

Acredito que todos esses eventos da Temporada de Premiações precisam se reinventar. O politicamente correto acaba se tornando mais importante do que a melhor...

Moda

Normalmente, eu acho que é no SAG Awards que as atrizes estão mais elegantes. Não foi diferente dessa vez. Claro, há sempre os “erros...

Streaming

Eu tentei ver o primeiro episódio de Glamorous, que está na Netflix, mas achei tudo muito chato. Assim, desisti. Mas o meu amigo José...

Premiações

Neste sábado, dia 24, vai acontecer o SAG Awards 2024. Para quem não sabe, o SAG Awards é o prêmio do Sindicato dos Atores,...

Você também pode gostar de ler

Séries

Foram tantas séries que estrearam em 2023, e eu vi tão poucas… Dá até frustração. Mas entre as que vi, fiz aqui a minha...

Séries

É sempre difícil quando uma série que você acompanha há muito tempo termina. Fica uma sensação de vazio de não poder esperar mais por...

Streaming

A Netflix tem algumas coisas imperdíveis nesse mês de dezembro. Tem filme de Oscar, Julia Roberts, o fim de The Crown, e o novo...

Streaming

Pois é,  novembro chegou – já começou a comprar panetone, rsrs? E a Netflix melhorou o número de lançamentos interessantes para o mês. Tem...

Streaming

Com a estreia da última temporada de Succession hoje ( a crítica está aqui), fiquei pensando sobre diversas séries sobre famílias bem poderosas –...

Streaming

Há um monte de séries com mulheres poderosas em seus papéis principais. Foi difícil escolher essas oito . Tentei escolher mulheres muito diferentes, que...

Moda

O Spirit Awards é sempre o prêmio mais despojado da Temporada de Premiações. Mas nem por isso, as atrizes deixam de se produzir com...

Cinema

Entre Mulheres é a última produção que concorre ao Oscar de melhor filme a estrear por aqui. É um filme pequeno, difícil, teatral. Se...