fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Baseado na HQ, O Doutrinador chega ao cinema!

É difícil falar sobre O Doutrinador, que vai estrear essa semana nos cinemas. Especialmente logo depois de uma eleição que teve todo mundo com os nervos a flor da pele. Isso porque o filme toca em assuntos espinhosos. Fala de violência, corrupção e sobre tomar a lei em suas próprias mãos. Antes de entrar no âmbito da história, e da mensagem do filme, é bom começar dizendo que o filme é uma boa produção. Funciona em transpor os quadrinhos para as telas, tem uma produção eficiente nas cenas de ação, onde normalmente as produções nacionais falham. É um bom filme do ponto de vista de entretenimento e estética. Dito isso, vamos lá…

Gostar ou não da mensagem do filme vai depender muito de sua opção política e de vida. Isso porque o personagem principal, o Doutrinador do título,  é um anti-herói no melhor estilo dos vigilantes dos quadrinhos. Ele é Miguel, um agente federal altamente treinado que vive num Brasil cujo governo foi sequestrado por uma quadrilha de políticos e empresários corruptos. Só que uma tragédia pessoal o leva a eleger esses corruptos como seus maiores inimigos. E o leva a se vingar da elite política brasileira em pleno período de eleições presidenciais, numa cruzada sem volta.

O personagem principal Miguel/Doutrinador é feito pelo ator Kiko Pissolato, visto em novelas como Avenida Brasil e Os Dez Mandamentos. É forte, sexy e interessante. Apesar de não ser um bom ator, funciona no papel. Ainda há as participações de atores conhecidos como Eduardo Moscovis, Natalia Rodrigues, Helena Ranaldi, Natalia Lage e Tuca Andrada.

 

Inspirado em personagem de HQ criado por Luciano Cunha, que conta que ele nasceu de sua indignação em relação à classe política brasileira. “O Doutrinador é minha revolta contra esses caras que são o atraso do país, ele simboliza de alguma maneira querer combater a corrupção”. Ele surgiu na internet pelas postagens de Cunha e ganhou repercussão nas redes sociais no período das manifestações de 2013, com a premissa de ser um vigilante determinado a dar um fim a corruptos que causam um mal irreparável às pessoas e ao país. Depois disso, teve resenhas em países como Estados Unidos, Inglaterra e Argentina e teve três edições impressas esgotadas no Brasil.

A mensagem é violenta e , se por uma lado, é condenada por alguns, é defendida por outros. Assim como o recente A Justiceira, com Jennifer Garner, o filme “compreende” o seu anti-herói e suas escolhas. Tanto que ao final, já se anuncia a série de O Doutrinador que será exibida no canal Space em 2019.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Cinema

É impossível não lembrar de John Wick ao assistir Fúria Primitiva. Afinal, trata-se de um filme sobre vingança , sobre alguém que  desafia os...

Streaming

A gente já viu essa história muitas vezes. O romance improvável entre estudantes ricos e pobres numa escola para milionários. Recentemente Elite fez muito...

Streaming

Houve um tempo em que Renny Harlin dirigiu grandes filmes de ação. É o caso de Risco Total e Duro de Matar 2, por...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Os dois filmes de Caça-Fantasmas, produzidos nos anos 80, são divertidos e deliciosos companheiros de tardes de toda uma geração. Atualmente estão disponíveis no...

Cinema

Guillermo Del Toro adora um terror. Está sempre envolvido em filmes e séries do gênero, seja como diretor ou como produtor.  Espíritos Obscuros, que...

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Cinema

O cinema de terror vem tendo cada vez mais visibilidade, mesmo em festivais e premiações. Em 2019, A Chorona, filme do gênero da Guatemala, ...

Cinema

M Night Shyamalan está entre meus diretores preferidos. Afinal, ele é o cara que fez O Sexto Sentido, Sinais, Corpo Fechado, A Vila, Fragmentado....

Cinema

No ano passado, eu assisti O Charlatão durante a Mostra de Cinema de São Paulo. Publiquei a crítica no Blog. Mas logo depois, hackers...

Cinema

Ninguém pode dizer que eu não tentei, rsrs. Quando é possível, eu tento assistir o maior número de filmes possível, independente de sua nacionalidade....

Cinema

Durante vários anos, Milla Jovovich e seu marido, o diretor Paul W. S. Anderson, tiveram um grande sucesso nas mãos. Era a série de...