fbpx

As primeiras cenas de Jungle Cruise, com Dwayne Johnson e Emily Blunt

Eu lembro bem quando a Disney anunciou que faria um filme baseado em uma de suas atrações de parques temáticos. Foi em 2003, com Piratas do Caribe: A Maldição do Pérola Negra, que deu início a uma franquia que já rendeu quase 1 bilhão e meio de dólares em seus cinco filmes. Eu sinceramente até acho que demorou para que o estúdio usasse outra de suas atrações como tema de filme. É claro que eles tentaram também com Mansão Mal Assombrada naquele mesmo ano, mas foi um desastre. Agora, mais de 15 anos depois, eles vão tentar de novo Jungle Cruise, uma  atração que pessoalmente acho até bem sem graça. E  para ter certeza que vai dar certo, chamaram o cara que mais trabalha em Hollywood, Dwayne Johnson. E como sua parceira, a super-respeitada Emily Blunt. O primeiro trailer foi lançado hoje.

A história e as influências

O trailer dá a entender que Jungle Cruise é uma mistura de ingredientes conhecidos de vários filmes. Assim, de primeira, consigo reconhecer um pouco de As Minas do Rei Salomão. Também uma pitada de Indiana Jones, algumas doses de  A Múmia ( o do Brendan Fraser), e é claro, também do  clássico Uma Aventura na África. A história é básica, com um elemento sobrenatural. Se passa no início do século 20, e mostra uma cientista (Emily Blunt) e seu irmão que embarcam em uma missão na floresta para descobrir a Árvore da Vida. Eles acreditam que ela possui poderes de cura. Juntamente com o capitão do navio (Dwayne Johnson) que os leva pelo rio, eles têm que lutar contra perigosos animais selvagens e uma expedição alemã rival.

Programado para estrear em julho de 2020, o filme tem ainda no elenco Paul Giamatti, Jesse Plemmons, Edgar Ramirez e Jake Whitehall ( de O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos) como o irmão de Emily.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *