fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

As histórias paralelas de Onde quer que você esteja

A história por trás da história de Onde quer que você esteja é muito interessante. Ele foi um curta, feito há 15 anos atrás, pelos diretores Bel Bechara e Sandro Serpa. Na época, conquistou diversos prêmios internacionais. Agora ele teve o roteiro retrabalhado e deu origem ao longa homônimo, que estreou hoje nos cinemas. Débora Duboc e Leonardo Medeiros voltam a interpretar Lúcia e Waldir, como no curta. Só que dessa vez  a história não é só deles, foram envolvidos outros personagens.

A história

O ponto central é a Rádio Cidade Aberta, que transmite semanalmente o programa Onde Quer Que Você Esteja. Nele, as pessoas tentam se comunicar com parentes e amigos desaparecidos.  Já nos bastidores, diversas histórias de vida cruzam-se e transformam-se. Entre elas, há Lucia (Débora Duboc), veterana frequentadora da Rádio, que há meses procura seu marido que saiu de casa e nunca mais voltou, e Waldir (Leonardo Medeiros), que busca notícias sobre sua esposa, que sumiu há poucos dias . Mas há mais! Ana Maria (Gilda Nommace) tenta contato com sua filha Aurora (Samya Pascotto), que fugiu de casa pela terceira vez. Já Jussara (Brenda Ligia) e Afonso (Rafael Maia) buscam seu filho perdido de 7 anos.  Também há a pequena Karina (Luiza Mesquita), que convence a mãe, Laís (Juliana Mesquita), a tentar ajuda na rádio para que seu pai volte pra casa.

A crítica

O filme envolve o espectador na história. Algumas delas são resolvidas, de maneira trágica ou feliz, ou simplesmente inesperada. Algumas são mais interessantes que outras. Por exemplo, o acompanhamento da história de Zélia (Sabrina Greve), que decide ir em busca de sua babá, que foi como sua segunda mãe é um tanto alongado demais, apesar da ótima atuação da atriz. Por outro lado, a história de Ana Maria, é reveladora, e que é importante seguir a vida em determinadas situações.

No geral, apesar de uma estranheza inicial, com a história paralela de Aurora, que fica meio perdida na estrutura do filme, Onde quer que você esteja, se desenvolve bem. Acompanha a jornada de pessoas tão solitárias, todas em busca de respostas que ninguém consegue lhes dar. Cada um vê sua experiência de falar na rádio de maneira diferente. E você como espectador acaba querendo saber mais sobre eles, e qual caminho seguiram depois na vida. Gostei!

Eu conversei com as atrizes Debora Duboc(Lucia) e Gilda Nomacce (Ana Maria) sobre seus personagens, o desafio de filmar essa história, e ainda sobre o drama de pessoas desaparecidas. Veja abaixo:

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Cinema

Filmes de fantasia, que pretendem atingir crianças e adultos, podem acertar no tom, ou não. Várias versões erraram no tom. É o caso de...

Streaming

Bridgerton é uma delícia. Gosto muito das duas primeiras temporadas. A primeira tem cenas bem quentes, a segunda é mais sensual, com um jogo...

Cinema

Admiro muito as canções de Amy Winehouse. E, como sempre, fico triste de ver gente com tanto talento que acaba não conseguindo suportar o...

Cinema

Há uma infinidade de filmes de terror sobre grupos de jovens que se juntam em algum lugar e resolvem mexer com coisas que não...

Cinema

Belo Desastre, atualmente disponível na Prime Vídeo, é divertidíssimo. E o melhor, é um romance teen que não se leva a sério. Até mesmo...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Há alguns anos, fui assistir O Mágico de Oz no Vivo Open Air. E antes do filme, foi exibido um curta-metragem chamado Dá Licença...

Streaming

Eu não assisti os dois primeiros filmes, com as duas versões da história do assassinato dos pais de Suzane Von Richthofen. Creio que foi...

Cinema

David O. Russell dirigiu um filme que eu adoro chamado Trapaça (está no Paramount Plus). Concorreu a 10 Oscars, mas acabou levando zero para...

Cinema

Duetto me chamou a atenção por ter boa parte de sua trama passada na Itália. Mais especificamente na região da Puglia, em Bari. Tive...

Cinema

Você com certeza já ouviu falar das fofocas de bastidores de Não se Preocupe, Querida. O filme, que estreia nessa quinta nos cinemas brasileiros,...

Cinema

Eu não vejo boa parte dos filmes nacionais que estreiam no cinema e no streaming. Afinal, o Blog  é de Hollywood! Mas, ocasionalmente, vejo...

Cinema

Talvez os mais jovens não saibam, mas nos anos 50, Celly Campello e seu irmão Tony, foram alguns dos primeiros talentos a popularizar o...

Cinema

Morbius era para ter chegado nos cinemas em 2020. Mas, como vários outros casos, a pandemia acabou adiando, e adiando, e adiando. O filme,...