fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

As histórias paralelas de Onde quer que você esteja

A história por trás da história de Onde quer que você esteja é muito interessante. Ele foi um curta, feito há 15 anos atrás, pelos diretores Bel Bechara e Sandro Serpa. Na época, conquistou diversos prêmios internacionais. Agora ele teve o roteiro retrabalhado e deu origem ao longa homônimo, que estreou hoje nos cinemas. Débora Duboc e Leonardo Medeiros voltam a interpretar Lúcia e Waldir, como no curta. Só que dessa vez  a história não é só deles, foram envolvidos outros personagens.

A história

O ponto central é a Rádio Cidade Aberta, que transmite semanalmente o programa Onde Quer Que Você Esteja. Nele, as pessoas tentam se comunicar com parentes e amigos desaparecidos.  Já nos bastidores, diversas histórias de vida cruzam-se e transformam-se. Entre elas, há Lucia (Débora Duboc), veterana frequentadora da Rádio, que há meses procura seu marido que saiu de casa e nunca mais voltou, e Waldir (Leonardo Medeiros), que busca notícias sobre sua esposa, que sumiu há poucos dias . Mas há mais! Ana Maria (Gilda Nommace) tenta contato com sua filha Aurora (Samya Pascotto), que fugiu de casa pela terceira vez. Já Jussara (Brenda Ligia) e Afonso (Rafael Maia) buscam seu filho perdido de 7 anos.  Também há a pequena Karina (Luiza Mesquita), que convence a mãe, Laís (Juliana Mesquita), a tentar ajuda na rádio para que seu pai volte pra casa.

A crítica

O filme envolve o espectador na história. Algumas delas são resolvidas, de maneira trágica ou feliz, ou simplesmente inesperada. Algumas são mais interessantes que outras. Por exemplo, o acompanhamento da história de Zélia (Sabrina Greve), que decide ir em busca de sua babá, que foi como sua segunda mãe é um tanto alongado demais, apesar da ótima atuação da atriz. Por outro lado, a história de Ana Maria, é reveladora, e que é importante seguir a vida em determinadas situações.

No geral, apesar de uma estranheza inicial, com a história paralela de Aurora, que fica meio perdida na estrutura do filme, Onde quer que você esteja, se desenvolve bem. Acompanha a jornada de pessoas tão solitárias, todas em busca de respostas que ninguém consegue lhes dar. Cada um vê sua experiência de falar na rádio de maneira diferente. E você como espectador acaba querendo saber mais sobre eles, e qual caminho seguiram depois na vida. Gostei!

Eu conversei com as atrizes Debora Duboc(Lucia) e Gilda Nomacce (Ana Maria) sobre seus personagens, o desafio de filmar essa história, e ainda sobre o drama de pessoas desaparecidas. Veja abaixo:

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Cinema

Top Gun: Ases Indomáveis, de 1986, é um daqueles filmes que ficaram no coração das pessoas. Nem era tão bom, mas tinha muito estilo....

Cinema

Na semana de estreia de Top Gun: Maverick (ótimo por sinal, aguarde a crítica), vem mais Tom Cruise por aí. Saiu hoje o primeiro...

Streaming

Eu comecei a prestar mais atenção em Maggie Q depois de ver a série de Nikita, estrelada por ela. É ótima, pena que não...

Streaming

Quando li a sinopse de Toscana, que está na Netflix, logo me lembrei de Um Bom Ano. Pra quem nunca viu, o filme traz...

Streaming

Escrevi ontem uma matéria sobre as cinquentonas maravilhosas.  E, em seguida, várias pessoas me lembraram de outras que tinha esquecido. Então resolvi fazer uma...

Você também pode gostar de ler

Cinema

Morbius era para ter chegado nos cinemas em 2020. Mas, como vários outros casos, a pandemia acabou adiando, e adiando, e adiando. O filme,...

Cinema

Outro dia, conversando com um gamer, perguntei se ele tinha vontade de ver o filme Uncharted: Fora do Mapa. O filme é baseado num...

Cinema

Todos os anos a Temporada de Premiações escolhe suas “modinhas”. Alguns filmes que eu confesso que não entendo o que estão fazendo ali. Com...

Cinema

Tem muita gente que eu conheço que odeia terror. Eu gosto muito. Mas, quando já se viu tantos filmes do gênero como é o...

Cinema

Sou fã dos livros de Agatha Christie, especialmente aqueles com o detetive Hercule Poirot. Sempre gostei de sua ironia, da perceber a forma como...

Cinema

Eu gosto muito de filmes catástrofe – ou disaster movies. Talvez porque cresci vendo produções muito boas como Inferno na Torre ou Terremoto. Mas,...

Cinema

Em 2019, Turma da Mônica -Laços foi um grande sucesso. Trouxe o universo de Maurício de Sousa para o mundo do live action com...

Cinema

Deserto Particular, o candidato do Brasil, ficou de fora do pré- finalistas ao Oscar de filme estrangeiro. Mas O Homem Ideal, representante da Alemanha,...