fbpx

A última parte da Era do Gelo

A franquia Era do gelo sempre teve um apelo emocional por aqui pelo fato de seu diretor de animação, Carlos Saldanha, ser brasileiro. E, além disso, o primeiro filme era realmente uma graça. Depois vieram outras sequências, mais três na verdade, o que vai totalizar cinco filmes , contando com A Era do Gelo: O Big Bang, que estreia esta semana no Brasil, antes de seu lançamento nos Estados Unidos. Já foi anunciado que este será o último da franquia. Isso é bom, porque ele já dá nítidos sinais de cansaço.

É claro que você ainda vai dar algumas risadas com o contínuo desespero de Scrat para pegar sua noz (ou bolota, como é traduzido em alguns lugares). Mas dessa vez a história vai um pouco longe, como colocá-lo em uma nave espacial (meio parecida até com a de Perdidos no Espaço, lembram?), e por consequência fazer com que ele seja responsável por eventos cósmicos que podem destruir a Terra. E, é claro, os personagens clássicos, Manny, Sid e Diego, levam suas famílias e amigos em uma jornada para impedir que isso aconteça

Acredito que o grande problema é o fato que a história é muito longa e cheia de “problemas de família” para possibilitar que as crianças pequenas realmente gostem. E é muito bobinho para os adultos embarcarem. De qualquer maneira, a força da franquia é enorme, todo mundo vai querer os bonequinhos do McLanche feliz, e todo o poder dos produtos licenciados deve garantir o sucesso de bilheteria ao filme nesse período de férias escolares. Ou seja, mesmo tendo perdido a magia dos primeiros filmes, é uma opção para assistir depois de Procurando Dory, que levou cerca de 1,48 milhões de espectadores aos cinemas se tornando o melhor resultado de abertura de um filme de animação no país.

As vozes clássicas dos dubladores em português estão de volta. Diogo Vilela dubla Manny, Marcio Garcia é Diego enquanto Tadeu Mello faz Sid. E tem as novidades de Whindersson Nunes, como Roger, um pequeno dinossauro, e Ingrid Guimarães,  que assume a voz da nova namorada de Sid, Brooke, que no original é dublada pela cantora Jessie J. Aliás, é dela a voz que interpreta a música final, que até é bem dançante, My Superstar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *