fbpx

Por que Kevin Hart não será mais o apresentador do Oscar?

A notícia que o comediante Kevin Hart seria o apresentador do Oscar 2019 nem tinha chegado a todo mundo, quando o problema começou. Provavelmente, foi a situação mais vexatória pela qual a Academia passou desde o erro de La La Land. Entenda em detalhes o que aconteceu.

Kevin Hart – visto este ano em Jumanji – Bem_Vindo à Selva –  foi anunciado como o apresentador do Oscar 2019 há dois dias. Na ocasião, ele usou as redes sociais para dizer que esse era um trabalho com o qual ele havia sempre sonhado. Só que logo começaram a vir à tona posts homofóbicos que ele fez no Twitter há cerca de 10 anos (alguns sites americanos dizem sete anos).  Coisas do tipo ” quando meu filho chega em casa e tenta brincar com a casa de bonecas de minha filha, eu posso quebrá-la na cabeça dele, dizendo que é muito gay”. E tudo acabou se tornando viral.

Kevin Hart apresentou um prêmio no Oscar 2016. Foto_ Getty images

Teria sido tão facilmente resolvido se ele pedisse desculpas, dissesse que era muito jovem e idiota, mas não. Kevin deu uma de gostoso, e disse que não iria se desculpar. Que ele não deixaria que a trollagem vencesse. Ele chegou mesmo a dizer que se a Academia  não aceitasse sua posição, poderia substituí-lo, que seria o caso de “Se não há dano , não há problema”, como diz o ditado –  sem camisa.

Enquanto isso, petições começaram a ser enviadas para a Academia pedindo que eles rescindissem o convite. Uma organização chamada Care2, ainda ressaltava que “brigas com sua ex-mulher necessitaram de uma intervenção policial, e o colocaram na cadeia”.  Ou seja, sem um pedido oficial de desculpas, não restou muita alternativa.

Kevin Hart com a esposa atual e a ex. Foto- Getty

Hoje (7), Kevin postou o seguinte em seu Twitter:

“Eu escolhi não apresentar o Oscar desse ano… isso porque eu escolhi não ser uma distração em uma noite que deve ser celebrada por tantos talentos incríveis”

E finalmente se desculpou. “Eu sinceramente peço desculpas à comunidade LGBTQ por minhas palavras insensíveis do passado”.  Só que aí era muito tarde. E, seja lá de quem for que tenha sido a decisão, a Academia tem uma batata quente nas mãos. Faltam somente 11 semanas para o Oscar, com vários feriados no meio. Será que a segunda opção- seja lá quem for – terá interesse agora? Por que eles não chamam Tina Fey e Amy Poehler? Ou ainda o maravilhoso Hugh Jackman?

Enquanto isso, Kevin Hart pode ter a certeza que, depois disso,  pelo menos esse sonho, ele nunca mais irá realizar. Pena!

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *