fbpx

Todos os possíveis Homem-Aranha do Aranhaverso

No Globo de Ouro exibido no último domingo, muita gente esperava que o chatinho (na minha opinião) Os Incríveis 2 levaria o prêmio de melhor animação. Mas, a realidade é que nos últimos dias, a gente podia sentir um crescimento das chance de Homem-Aranha no Aranhaverso. E, no final, foi isso mesmo que aconteceu. O desenho do Aracnídeo levou para casa o prêmio de melhor animação. Ele concorre novamente nesse domingo no Critics Choice Awards, e provavelmente estará na lista do Oscar (as indicações serão anunciadas dia 22). E chega amanhã (10) aos cinemas brasileiros.

A história

O filme já começa mostrando como Miles Morales, que teve sua própria história contada nos quadrinhos. Ele é um jovem negro do Brooklyn, que se tornou o Homem-Aranha inspirado no legado de Peter Parker, já falecido. Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença do próprio Peter, vestindo o traje do herói aracnídeo sob um sobretudo. A surpresa fica ainda maior quando Miles descobre que ele veio de uma dimensão paralela. E, há mais, com outras diferentes (e variadas) versões do Homem-Aranha, também aparecendo para Miles.

Nos últimos 17 anos, a gente teve nada menos do que três atores diferentes fazendo o papel de Homem-Aranha – Tobey Maguire, Andrew Garfield e Tom Holland. Portanto, estamos todos acostumados com várias versões. A ideia de juntar vários Homens-Aranha – até mesmo um porquinho – funciona muito bem. Isso abre uma série de opções para outros caminhos para o personagem, que é um dos mais populares da Marvel.

O que achei?

Os fãs de quadrinhos vão adorar a linguagem rápida e divertida, que assimila muito bem os efeitos descritos nas revistinhas. Ponto para  os produtores Phil Lord e Christopher Miller, que podem não entender de Star Wars, mas já demonstraram com os filmes de Aventura Lego que são ótimos de animação. É claro que com suas quase duas horas, Aranhaverso poderia ter  cortado uns 10 minutinhos aqui e acolá. Mas, de qualquer maneira, deverá funcionar bem com seus público alvo.

O filme tem várias homenagens. A mais marcante delas é o desenho de Stan Lee, conversando com Miles Morales. É até uma participação um pouco maior do que ele normalmente faz. E por ter chegado depois de sua morte, junto a seu personagem preferido, ainda é mais emocionante.  Há também logo no início a referência –  com a voz de Cliff Robertson, do primeiro filme, com Tobey Maguire – que com grandes poderes, vem grandes responsabilidades. E também, não se pode esquecer a cena pós-crédito, com um Homem-Aranha das primeiras animações.

O futuro

O filme fez um enorme sucesso nos Estados Unidos, atingindo mais de 135 milhões de dólares de bilheteria. Mesmo antes disso, a Sony já havia anunciado que duas sequências já estão sendo produzidas. Uma estrelando o próprio Miles Morales, onde deverá também ser abordado um romance entre Miles e Gwen Stacy. E outro estrelado pela própria Gwen, e com outras heroínas, como Peni Parker (já apresentada neste filme), além de Silk e Mulher-Aranha. Ou seja, tem muito universo novo vindo por aí!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *