fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Séries

Reckoning é outra série de serial killer da Netflix

Gosto bastante de buscar filmes e séries pouco badalados na Netflix e na Amazon. Algumas são boas, tipo O Assassino de Valhalla, mas em geral são apenas ok, logo depois esquecíveis. Esse é o caso de Reckoning, mais uma das séries sobre serial killers disponíveis na Netflix. Os nomes de Sam Trammell (de True Blood) e de Aden Young (de Rectify) me atraíram para essa produção de 10 episódios.

A história

A história mostra dois homens que vivem em uma pequena cidade na Califórnia. Mike Serrato é um detetive de homicídios casado e pai de três filhos. Ele é obcecado para capturar o serial killer conhecido como Russian River Killer. Já Leo Doyle, é um conselheiro e treinador de luta livre. No entanto, sua vida parece ser mais complicada que isso já que precisa lidar com um pai doente, uma mulher carente e um filho adolescente perturbado. Os dois estão envolvidos na história do Russian River Killer que, nos últimos 14 anos, matou oito mulheres, mas já está sem cometer um crime há cinco anos. Só que então a jovem Gretchen McGrath é encontrada morta. A partir daí, ambos os homens lutam contra seus próprios demônios escondidos.

https://www.youtube.com/watch?v=ur5tWPd2ORE

A crítica

Reckoning começa de forma bem interessante. Têm algumas reviravoltas, mas me incomodou um pouco o fato que não há um personagem com que se possa ter empatia. Todos são estranhos, muito estranhos, capazes das ações mais improváveis. Também a série é vendida como um suspense policial, e realmente é um pouco, só que há muito drama – familiar e pessoal. Com isso não é uma série fácil de maratonar, ela cansa um pouco, especialmente como os sonhos e pensamentos. Estes colocam um freio a todo o momento na continuidade da história.

Também algumas ações de personagens são tão absurdas que você começa a dar risada. Do tipo uma escavação no meio de uma tempestade sem a menor proteção, o que destruiria todas as possíveis provas. E quando a série termina, ficam várias questões, sobre as quais não vou falar aqui para não estragar o suspense – #semspoilers. Talvez a ideia fosse inicialmente ter uma segunda temporada. Só que a Netflix a descreve como minissérie, portanto é bem provável que o plano tenha sido mudado depois de analisar o conteúdo total.

Apesar de se passar na Califórnia, tudo foi feito na Austrália (Reckoning é uma co-produção EUA/Austrália). Com exceção dos dois atores principais, que estão bem eficientes, o resto do elenco é todo australiano. Alguns rostos conhecidos são Ed Oxenbould (Paxton), de A Visita, e Simone Kessell (Paige), da série The Crossing.

5 Comentários

1 Comentário

  1. Joelma

    12 de julho de 2020 às 9:38 pm

    Serie muito chats

  2. Sueli Alves

    16 de julho de 2020 às 7:24 pm

    Concordo com a crítica. A série tem um enredo interessante, mas o excesso de dramas familiares e pessoais, com muitos devaneios e DRs, acabam cansando um pouco. Há outras séries policiais muito mais interessantes na Netflix (A louva-a-deus, O assassino de Valhalla, Case, Bordertown, Lillyhammer, entre muitas outras).

    • Rodrigo

      24 de dezembro de 2020 às 7:24 pm

      A melhor é “Entre Muitas Outras”, série pra maratonar em 1 dia;

  3. Janete Martins

    20 de julho de 2020 às 11:13 pm

    Achei a série boa, apesar de ser um pouco pesada. Mostra as várias faces que o ser humano pode assumir e, com isso, suas prováveis “justificativas” ou “motivos” aos quais levaram cada personagem a agir de determinado jeito. Para quem quer observar o comportamento humano, sadio ou não, é uma boa série.

  4. Gisele Costa Paulon

    3 de novembro de 2021 às 12:11 pm

    Gostei. A série me segurou, mas ainda minha preferida é the blacklist..ainda nao achei uma no mesmo nipe?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

Streaming

O Festival de Cannes é o mais renomado e importante de todos os festivais. Foi criado em 1946, e o prêmio principal na época...

Streaming

Sei que muita gente não gosta de Jennifer Lopez por motivos variados. Não sou um delas. Acho que ela é um boa atriz, admiro...

Streaming

A Netflix vive colocando e tirando filmes de seu serviço. Então eu separei aqui seis deles, que sairão em breve do serviço, mas valem...

Cinema

Há certos tipos de humor que, sinceramente, não consigo entender. Por exemplo, lembro-me de uma época em que Orange is the New Black era...

Cinema

Mad Max: Estrada da Fúria foi um grande sucesso de público e crítica quando foi lançado em 2015. Na época, escrevi o seguinte na...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Provavelmente você já ouviu falar da minissérie inglesa Bebê Rena, que está na Netflix. Muita gente tem me perguntado sobre ela nas redes sociais...

Streaming

Sabe aquela situação em que você acompanha filmes e séries que tem uma certa similaridade? Pois foi o que aconteceu com meu amigo José...

Streaming

Há muito tempo, eu assisti o filme clássico francês O Salário do Medo. Dirigido por Henri Georges Clouzot, tinha Yves Montand no papel principal....

Streaming

Um tipo de história que sempre mexe comigo é a de reencontros com amores do passado. Daquele tipo o que poderia ter sido, mas...

Streaming

Eu estava em busca de um filme curtinho, desses de 1h30. E achei Capitã Nova, uma produção holandesa de ficção-científica, disponível na Netflix. Esses...

Streaming

Na época de minha adolescência, como muita gente mais, eu achava Rob Lowe um dos atores mais lindos da época. O primeiro ano do...

Streaming

Um amigo já tinha me avisado sobre esse filme. Mas eu não me lembrava se ele havia falado se era ruim ou bom, rs....

Cinema

M. Night Shyamalan fez obras sensacionais como O Sexto Sentido, Corpo Fechado, e Sinais. Mas também fez coisas horrorosas como O Último Mestre do...