fbpx

A força dos fãs com a estreia do #SnyderCut

A gente tem visto  vários momentos de união de fãs nos últimos tempos. Séries acabam sendo salvas depois de canceladas. É só ver exemplos como Lúcifer ou Brooklyn 99. Mas, na minha opinião, nenhuma outra união  foi tão forte como aquela que pedia que a Warner liberasse a versão de Zack Snyder de Liga da Justiça, o #Snydercut.

O pedido foi atendido e Liga da Justiça de Zack Snyder (#Snydercut), de quatro horas de duração, poderá ser visto nesse dia 18 nas plataformas digitais. O longa estará disponível no Brasil até 7 de abril como um vídeo premium sob demanda em lojas digitais do país. Isso inclui Apple TV, Claro, Google Play, Looke, Microsoft, Playstation, Sky, Uol Play, Vivo e WatchBr. Nos Estados Unidos, o filme estará disponível também a partir de amanhã no streaming da Warner, HBO Max.  A partir de junho de 2021, Liga da Justiça de Zack Snyder estará disponível exclusivamente para streaming na HBO Max, após o lançamento da plataforma no país.

A história

Para quem não sabe o que aconteceu, aqui vai a história. Em 2017, Zack Snyder era o diretor do filme da Liga da Justiça, e sua esposa, Deborah Snyder, era a produtora. Entretanto, a filha de ambos, Autumn, se suicidou, e eles resolveram deixar o filme que tinha praticamente terminado de ser filmado. Joss Whedon, responsável pelo filme dos Vingadores, e estava programado para dirigir Batgirl, assumiu o posto. A ideia era que Joss filmasse algumas cenas adicionais e mantivesse o espírito da versão de Zack Snyder. Só que as coisas não funcionaram bem assim. Já de início, ele demitiu o compositor da trilha sonora, Junkie XL, e chamou Danny Elfman em seu lugar.

O filme teve um resultado bem abaixo do esperado nas bilheterias. Já na época, muitos fãs se revoltaram com Joss Whedon, que teria “estragado” a visão de Snyder. Foi então que começou a circular com força pelas redes sociais o hashtag #ReleasetheSnyderCut. Os próprios atores como Gal Gadot e Jason Momoa ajudaram, colocando também em suas redes o hashtag. Foi então que em maio de 2020, Zack Snyder fez o anúncio oficial que Liga da Justiça de Zack Snyder seria finalmente finalizado e mostrado para o público. Vitória do #Snydercut

A sinopse

Bruce Wayne (Ben Affleck) está determinado a garantir que o sacrifício final do Superman (Henry Cavill) não seja em vão. Para tanto ele alinha forças com Diana Prince (Gal Gadot). O plano é recrutar uma equipe de metahumanos para proteger o mundo de um ameaça de proporções catastróficas. A tarefa se mostra mais difícil do que Bruce imaginava. Afinal, cada um dos recrutas deve enfrentar seus próprios demônios do passado antes que possam finalmente formar uma liga de heróis sem precedentes. Será que Batman, Mulher Maravilha, Aquaman (Jason Momoa), Cyborg (Ray Fisher) e The Flash (Ezra Miller) conseguirão salvar o planeta dos vilões Steppenwolf, DeSaad e Darkseid e seus planos malignos?

O que já sabemos sobre a história do #Snydercut?

  • Jared Leto volta a interpretar o Coringa (ele não entrou no filme original). As fotos e cenas dão conta que ele simplesmente arrasa com novo visual e cabelos longos.

  • Joe Manganiello, que aparecia somente na cena pós-crédito do Liga original, aqui tem mais importância como o Exterminador/ Deathstroke.

  • O passado de Aquaman, Flash e Cyborg também terão maior visibilidade. Assim personagens secundários importantes vão aparecer. É o caso de Iris West, a mãe de Cyborg e John Jones, o Caçador de Marte. Também se sabe que Cyborg  terá muito mais espaço  no filme , abordando sua vida antes da transformação. Só lembrando que Ray Fisher, o intérprete de Cyborg, foi uma das vozes mais eloquentes contra Joss Whedon, sua versão, e o tratamento que ele dava a todos no set. Segundo Deborah Snyder, Cyborg é o coração do filme.
  • Sim, também tem o Lanterna Verde!
  • O vilão Darkseid está no filme.
  • Várias das cenas adicionadas por Whedon também foram cortadas, especialmente a do “bigode apagado” de Henry Cavill.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *