fbpx

As séries que nem seus astros conseguiram fazer dar certo este ano

Quando uma série com seu artista preferido é cancelada, você fica obviamente triste. Mas já imaginou se você nem tivesse a oportunidade de assisti-la? Todos os anos, vários pilotos de possíveis séries são simplesmente descartados pelos executivos dos estúdios, e você nem vai ter a oportunidade de vê-los. E muitos deles tem gente bem famosa. O site TVLine fez um levantamento que dizia que 44 pilotos não verão a luz da TV. Alguns para sempre, outros com chances para uma próxima oportunidade. Veja quem ficou de fora:

Peter Facinelli (que não tem mesmo muito o que fazer em Supergirl)  e Kim Raver (24 Horas) no drama médico Zoobiquity.

Jason Lee (de My Name is Earl) e Alyssa Milano (Charmed) na comédia What goes around comes around

Judy Greer,  que não anda acertando uma,  em uma comédia ainda sem título.

Lena Olin num drama familiar tipo Dallas chamado Spark.

Tony Danza, e seu retorno não acontecido com a comédia Sebastian

Felicity Huffman aparecia no piloto do drama Presence, mas não adiantou.

Elizabeth Perkins estava em Dumb prince, uma ideia de misturar comedia com Once upon a time

Wilmer Valderrama e Bruce Greenwood juntos parecia uma boa ideia, mas Four Stars não foi para a frente.

A comédia Furst Born (com u mesmo), estrelada pela ótima Katey Sagal também não conseguiu conquistar ninguém.

Katey Sagal CBS Pilot

A veterana Stockard Channing, depois de sua divertidas participações  em The Good Wife, tentou emplacar a comédia Me & Mean Margaret mas infelizmente foi descartada.

A derivada de Marvel’s Agents of S.H.I.E.L.D., Marvel’s Most Wanted aproveitou dois atores da série mãe, Adrienne Palicki e Nick Blood. mas nem a força da marca ajudou.

Lembra quando Justin Long era o queridinho da hora no cinema? Pois bem, agora não conseguiu nem  fazer uma série de comédia emplacar na ABC. O tempo é terrível.

Andie MacDowell fazia uma matriarca da indústria da moda na série baseada em um livro conhecido, Model Woman: Eileen Ford and the Business of Beauty. Não funcionou!

Nem todo o sucesso de Friends conseguiu fazer com que a nova comédia de Courteney Cox, Charity case, fosse escolhida para essa temporada (ou qualquer outra).

Courteney Cox no set de Charity Case

Adam Rodriguez (CSI Miami) e Anna Gunn (Breaking Bad) não foram suficiente  para fazer a comédia Chuck and Bean ser aprovada.

Gina Torres (de Firefly e Suits) e  Eric Close (Nashville) tentaram fazer uma série de drama para o público latino, The Death of Eva Sofia Valdez. Não foi dessa vez (também com esse nome!)

– Outras voltaram para a sala de produção e estão sendo refeitas. Quem sabe no futuro…

O drama paranormal ainda sem título com Jessica Szohr (Gossip Girl) e Matt Passmore (o lindo de The Glades)

O drama The Jury com Archie Panjabi e Jeremy Sisto está sendo refeito para tentar volta r na temporada que vem.

Candice Bergen tinha tudo programado para retornar à TV com Pearl, mas não deu. Pelo menos por enquanto.

– Ainda com chances  para essa temporada, pois está sendo oferecida para outros canais:

– Fiquei muito triste com a situação da sequência de Segundas Intenções , com Sarah Michelle Gellar. Não foi escolhida, mas também ainda não foi recusada. Está num limbo, “ainda em consideração”.

Foto de divulgação de Cruel Intentions

-Eu anunciei aqui o piloto da nova série de Anna Paquin, Broken, mas a história não pareceu forte o suficiente para a ABC. Ela está sendo  disponibilizada para outros canais.

-Drew, um drama sobre a detetive Nancy Drew , agora na casa dos 30 anos, tinha Sarah Shahi, de Person of Interest e Anthony Edwards, de E.R.. Só que não entrou na grade da CBS (foi considerada muito feminina) e está sendo oferecida a outros canais.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *