fbpx

A chegada atrasada de Batwoman na HBO

Nessa sexta (17), logo depois da exibição da ótima Katy Keene (estou adorando essa série), a HBO vai finalmente estrear a série Batwoman, às 22 horas. É uma grande espera já que ela estreou em outubro nos Estados Unidos. O motivo da demora, que inclusive atrapalhou o mega-crossover Crise nas Infinitas Terras (veja mais no fim desse texto), é um mistério. De qualquer maneira, agora é tempo de conhecer essa nova heroína.

A história

Faz três anos que o bilionário Bruce Wayne (e por consequência seu vigilante alter-ego Batman) desapareceu. Sua prima Kate Kane (Ruby Rose) decide utilizar suas altas habilidades de combate na luta contra o crime em Gotham City. Armada apenas com sua paixão por justiça e falando sempre o que pensa, Kate ainda precisa superar seus próprios demônios antes de se tornar um símbolo de esperança para os cidadãos de Gotham.

Sobre Batwoman

Uma segunda temporada já foi assegurada, apesar das críticas não muito positivas. Kate Kane/ Batwoman foi apresentada pela primeira vez no crossover  do Arrowverse de 2018, Elseworlds. Logo de início em Batwoman, vão mostrar um pouco de sua história, e de sua relação com o pai (feito por Dougray Scott, bem diferente do príncipe de Para Sempre, Cinderela). E também como ela terá acesso à batcaverna.

Ruby Rose foi anunciada como Batwoman em 2018. Na ocasião, a atriz se referiu ao fato de ser o primeiro super-herói gay (de qualquer sexo) a  ser mostrada na TV. “Isso é algo que eu teria morrido para ver na TV quando eu era um jovem membro da comunidade LGBT, que nunca se sentiu representada, e que se sentia sozinha e diferente.”

Também no elenco estão Rachel Skarsten, que já foi Dinah Lance na série Mulher-Gato, como Alice, a grande inimiga da Batwoman; Meagan Tandy, de Teen Wolf, é a ex de Kate, Sophie;  e Camrus Johnson ( de Luke Cage) é Luke Fox, amigo da Batwoman.

Crise nas Infinitas Terras

Ser fã de séries tem os seus percalços. Por exemplo, para os fãs das séries da DC, exibidas na Warner – Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow – o crossover especial Crise nas Infinitas Terras teve várias decepções. Nada a ver com o conteúdo, que foi ótimo. Mas com a forma como foi exibida no Brasil, foi cheia de problemas. Primeiro foi o timing. Os  3 primeiros episódios foram exibidos nos Estados Unidos no início de dezembro de 2019. Os dois finais em janeiro. Por aqui, quatro chegaram em meados de janeiro. Segundo o Warner Channel, era porque os episódios seriam exibidos por aqui muito próximos às festas de Natal.

 

O outro fator foi muito mais problemático. Além de episódios de Arrow, The Flash, Supergirl e Legends of Tomorrow, também havia um de Batwoman como parte da história. Só que aqui no Brasil, como a Warner não tinha os direitos de exibição do episódio da série, ficou um buraco no crossover.

Isso ficou mais complicado por que o episódio de Batwoman era o segundo da história, logo após o de Supergirl, que abriu o crossover. A confusão fica muito mais estranha já que Warner Channel e HBO fazem parte do mesmo grupo, Time-Warner. Será que ninguém se conversa? Ou se importa com o público? Resposta óbvia: não! De qualquer maneira, com a estreia de Batwoman agora, é só esperar pelo 9º episódio da série Seria legal se na ocasião a Warner fizesse um repeteco de seus episódios de Crise nas Infinitas Terras, não é?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *