fbpx

O ataque a Jussie Smolett era pura encenação

Que coisa mais feia! O superintendente da polícia de Chicago estava visivelmente chateado em comunicar o fato em uma coletiva de imprensa. O ator da série Empire, que alegou ter sido atacado por dois homens num crime potencialmente racista e homofóbico, teria encenado toda a situação. E sabe por que? Porque estava renegociando seu contrato com os produtores de Empire, e queria receber mais dinheiro! Veja a matéria da época que eu fiz sobre o assunto aqui no Blog.

Terrence Howard, Trai Byers, Jussie Smollett e Bryshere Y. Gray num episódio da 6ª temporada de Empire. Foto de divulgação

O que realmente aconteceu, segundo a polícia de Chicago

Entenda a história:

Segundo o relatório da polícia de Chicago do dia em que tudo aconteceu no final de janeiro, Jussie teria saído durante a madrugada (aproximadamente duas da manhã) para comer um sanduíche. Foi quando dois desconhecidos se aproximaram, gritando insultos raciais e homofóbicos. Eles então atacaram a vítima, jogaram uma substância química desconhecida nele, e chegaram a amarrar um tipo de corda em volta do seu pescoço. Mas logo acabaram fugindo da cena do crime. Jussie foi  então até o Northwestern Hospital, medicado e liberado em seguida. Também segundo o TMZ, o ator teria recebido cartas com ameaças cerca de uma semana antes. Toda a Hollywood saiu em sua defesa, mencionando que era mais um caso de intolerância. A foto que abre essa matéria, onde o ator está chorando, foi tirada quando ele esteve no Good Morning America, contando o “ataque”.

Em 2016, Jussie e Taraji P. Henson foram embaixadores da linha Viva Glam, da MAC. Foto de divulgação

Só que a polícia foi obviamente investigar. O comandante polícia de Chicago, Edward Wodnick, mostrou em detalhes a investigação de três semana durante a coletiva de imprensa desta manhã. Jussie está sendo acusado de contratar dois irmãos para “atuar” no ataque de 29 de janeir0, Olabinjo e Abimbola Osundairo . Os dois foram presos em 13 de fevereiro, e depois de interrogados, entregaram a história. Jussie  teria pago 3.500 dólares em cheque (!!) e prometido 500 dólares adicionais após o “ataque”.

Olabinjo e Abimbola Osundairo, que fizeram o “ataque” homofóbico e racista.

Detalhes e a razão do “ataque”

Já o Superintendente da Polícia, Eddie Johnson, disse que os irmãos teria usado luvas durante todo o “ataque”. Todos os arranhões e ferimentos no rosto, teria sido feitos por ele mesmo.  Logo após, os dois irmãos foram para a Nigéria. “Nós temos as gravações telefônicas que indicam que eles se falaram antes , depois e enquanto eles estavam fora do país”.  Quando eles retornaram para Chicago em 13 de fevereiro, foram imediatamente levados para questionamento. Somente após a chegada de um advogado, que eles concordaram em entregar a história. Jussie teria feito tudo isso porque estava insatisfeito com seu salário em Empire. E queria a visibilidade para conseguir um acordo melhor.

O Superintendente da Polícia de Chicago, Eddie Johnson, durante a coletiva. Foto: Associated Press

Jussie se entregou à polícia, e vai enfrentar uma acusação de conduta desordeira por alegadamente preencher um relatório falso sobre o ataque. Se condenado, ele poderá ficar preso por três anos. Jussie se diz inocente. Abaixo a foto divulgada pela polícia de Chicago, feita quando ele deu entrada na delegacia.

Com certeza, esse caso ainda terá mais capítulos. E resta saber o que a produção de Empire vai fazer, caso Jussie realmente fique preso…

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *