fbpx

A posição das estrelas nas eleições americanas

O mundo inteiro hoje vai manter os olhos grudados nos resultados da eleição norte-americana. Afinal, seja quem for o vencedor nas urnas, a influência de sua gestão na economia e na política será definitiva para os rumos de todos os países do mundo, especialmente no caso do Brasil, que vive um momento tão difícil em sua própria economia. E o mundo do entretenimento não poderia ficar de fora, se posicionando muito claramente.

Nunca antes, em outras eleições americanas, testemunhei um desespero tão absoluto por parte de emissoras de TV, sites especializados e especialmente artistas, contra Donald Trump. São vídeos, comunicados, declarações, que realmente chocam pela forma direta que nunca havia visto antes.  Todos implorando que as pessoas votem e que não votem em Trump.

Veja o vídeo abaixo, idealizado por Joss Whedon:

A revista/site Variety, a chamada bíblia do entretenimento, pela primeira vez em sua história de 111 anos, declarou que apoia Clinton. Segundo o editorial, essa posição foi tomada pois a publicação acredita que Clinton não é só a melhor candidata, mas a única. Como uma publicação da área, ressaltou entre outros temas, seu suporte de figuras-chaves da indústria, e com experiência para negociações internacionais. Em comparação “Donald Trump não tem experiência, conhecimento e diplomacia para o cargo. Sua candidatura pode ser vista como nada mais do que um plano para conseguir outro contrato de TV, ou para lançar um novo canal a cabo para que ele possa continuar a disseminar suas visões racistas e sexistas”.

Os vídeos de artistas com suas opiniões também são destaque. Você provavelmente deve ter visto um com o depoimento de Robert De Niro, xingando e dando um panorama completo sobre as razões para que o público não deve votar em Trump (veja trecho abaixo). Na semana passada, Julia Louis-Dreyfus, que faz a política Selina Meyer em Veep, a série da HBO, assumiu sua personagem para pedir que as pessoas votem (lá o voto não é obrigatório).

https://www.youtube.com/watch?v=1FJ1jB1WIzo

Segundo ela, quando você não vota, você está dando o poder à outra pessoa. Alguém provavelmente menos informado e mais motivado. Então, por favor, vote, isso importa”. No último fim de semana antes das eleições, Kate McKinnon e Alec Baldwin deixaram de lado seus personagens, que satirizam Clinton e Trump, e também pediram que as pessoas votem.

Resultado de imagem para kate mckinnon and alec baldwin

No final do mês passado, o site The Wrap publicou ema lista de 167 nomes que apoiam Clinton. Entre eles, liberais conhecidos como George Clooney, Steven Spielberg, Tom Hanks e Leonardo DiCaprio. Também a indústria da música se manifestou ao seu favor, com Beyoncé, Elton John, Ariana Grande, Katy Perry, Cher, Barbra Streisand, Lady Gaga e Britney Spears, só para citar as principais.

Do cinema, Sean Penn, Morgan Freeman, Dustin Hoffman, Michael Douglas, Will Ferrell, Kate Hudson, Richard Gere, Ben Affleck, Jennifer Garner, Reese Whiterspoon entre outros grandes nomes

Os astros de TV que também anunciaram seu apoio em alto e bom som foram Ellen Pompeo, Kerry Washington, o presidente Fitz Tony Goldwin, Ted Danson, Debra Messing, Johnny Galecki, Uzo Aduba, Jesse Tyler Fergunson, Bryan Cranston e muitos mais… (até Kim Kardashian!!)

Enquanto isso do lado de Trump, pelo mesmo levantamento do The Wrap, entre as poucas “celebridades” que o apoiam estão Jon Voight, Stephen Baldwin, Dennis Rodman, Scott Baio, Lou Ferrigno e Gene Simmons.

É, certas coisas não surpreendem! Mas a torcida por Hillary, pelo menos de minha parte (e de George, Reese, Leo, Tom, Ben, Barbra…) continua!

Resultado de imagem para celebrities pro clinton

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *