fbpx
Conecte com a gente

Olá, o que você está procurando?

Cinema

Vale procurar conhecer Mundos Opostos

Com toda a correria do fim de semana com a Comic Com, acabei não conseguindo escrever sobre esse ótimo filme que estreou na última quinta nos cinemas. Mundos Opostos começa de uma forma que parece que é algo que você já viu inúmeras vezes no cinema: a de um refugiado e uma jovem de classe média local, que se apaixonam e resolvem lutar contra tudo e contra todos pelo seu amor. Só que Mundos Opostos é muito mais do que isso e vale a pena conhecer.

Resultado de imagem para Enas Allos Kosmos poster

Na verdade, são três histórias que parecem paralelas entre um grego e um “estrangeiro”, mas que estão interligadas. A primeira é a da jovem com um imigrante sírio, que não tem nem onde morar. O segundo é o de uma executiva sueca que se envolve com um desconhecido. Só que ela está na Grécia para demitir vários funcionários de uma empresa da qual o homem é um dos diretores. E no final, uma dona de casa grega começa a se encontrar com um aposentado alemão todas as semanas na porta de um supermercado. O filme aborda o romance tendo como pano de fundo o momento atual da crise socioeconômica que a Europa, e especialmente a Grécia, está vivendo já há alguns anos.

Mas não pense que o filme foca no discurso político. O que importa realmente são as relações entre as pessoas. O episódio mais fraco é o primeiro, o segundo é o mais bonito, afinal, os dois atores, a húngara Andrea Osvart (muito parecida com Margot Robbie) e Christopher Papakaliatis (que também é o diretor do filme) são lindos e tem enorme química. Já o mais emocionante, é o terceiro, com a descoberta do amor na terceira idade por J.K. Simmons e Maria Kavogianni. É uma aula de delicadeza.  Também a forma como o roteiro consegue ligar todas as histórias ao final também é feita de forma surpreendente e eficaz.

Imagem relacionada

Mundos Opostos foi o maior sucesso de bilheteria do cinema grego, superando inclusive Avatar e é fácil de perceber a razão. Além de sua qualidade como cinema, como entretenimento, mostra o povo grego abatido pelo momento difícil, mas sempre pronto para receber alguém. No final, a verdade é que a história conta belas histórias de amor, inclusive a dos gregos pelo seu país. E como diz o personagem de JK Simmons (maravilhoso no papel), “eu amo histórias de amor!”

Resultado de imagem para Enas Allos Kosmos

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimas Notícias

Premiações

O Emmy, grande festa de premiação da TV, acontece só daqui a pouco menos de um mês. Mas nesse sábado, aconteceu em Los Angeles...

Gossip

Nos Estados Unidos, o dia dos Pais foi comemorado este ano no dia 19 de junho. Foi a data em que os atores de...

Streaming

Jamie Foxx está fazendo um esforço para criar uma franquia para chamar de sua na Netflix. Em 2020, ele lançou Power, que deixava bem...

Cinema

Confesso que essa me pegou de surpresa. Emily Blunt foi confirmada no novo filme de Duro na Queda, ao lado de Ryan Gosling. É...

Streaming

Anne Heche teve uma vida complicada, cheio de altos e baixos. Teve problemas com drogas, deu escândalos públicos. Mas teve uma carreira consideravelmente interessante...

Você também pode gostar de ler

Streaming

Talvez muita gente hoje não saiba quem são Lucille Ball e Desi Arnaz. Mas Being the Ricardos/ Apresentando os Ricardos , que estreou nessa...

Cinema

Os dois filmes de Caça-Fantasmas, produzidos nos anos 80, são divertidos e deliciosos companheiros de tardes de toda uma geração. Atualmente estão disponíveis no...

Cinema

Guillermo Del Toro adora um terror. Está sempre envolvido em filmes e séries do gênero, seja como diretor ou como produtor.  Espíritos Obscuros, que...

Cinema

O feriado de Nossa Senhora de Aparecida me parece um bom dia para escrever a crítica do filme de Nossa Senhora de Fátima. Fátima:...

Cinema

O cinema de terror vem tendo cada vez mais visibilidade, mesmo em festivais e premiações. Em 2019, A Chorona, filme do gênero da Guatemala, ...

Cinema

M Night Shyamalan está entre meus diretores preferidos. Afinal, ele é o cara que fez O Sexto Sentido, Sinais, Corpo Fechado, A Vila, Fragmentado....

Cinema

No ano passado, eu assisti O Charlatão durante a Mostra de Cinema de São Paulo. Publiquei a crítica no Blog. Mas logo depois, hackers...

Cinema

Ninguém pode dizer que eu não tentei, rsrs. Quando é possível, eu tento assistir o maior número de filmes possível, independente de sua nacionalidade....