fbpx

Taylor Lautner vai voltar ao cinema após 5 anos!

Lembra quando Taylor Lautner estava em todos os lugares na época de Crepúsculo? Ele chegou a namorar Taylor Swift,  e as meninas o adoravam. Mas, aí alguma coisa deu errado. De repente, seus filmes começaram a dar errado. A super-produção Sem Saída fracassou. Traces – No Limite, idem. Seu projeto do coração, Os Irmãos, nem se fala. Alguns nem foram lançados, como Stretch Armstrong e um filme sobre Davi e Golias, que foram cancelados. Ele achou refúgio na TV, onde fez Scream Queens e a comédia Cuckoo, por exemplo. Mas agora, ele vai voltar

Após cinco anos, ele está no elenco do filme da Netflix, Home Team, segundo notícia do The Wrap. Home Team irá focar no treinador do New Orleans Saints, Sean Payton (feito por Kevin James). Especialmente após o momento em que ele foi suspenso pelo comissário da NFL Roger Goddell por toda a temporada de 2012. O motivo foi o alegado envolvimento dele no escândalo Bountygate. Nele, Payton foi acusado de tentar desenvolver um sistema de recompensas ou bonus por agressões a oponentes. Foi quando ele se tornou o treinador do time de futebol americanno de seu filho de seis anos em Dallas durante o período da suspensão.

Kevin James, Taylor Lautner e Rob Schneider no elenco de Home Team

Pequenos Grandes Heróis

A produção é da Happy Maddison, de Adam Sandler, que também fez Ridiculous 6, que tinha Taylor no elenco. O filme de 2015 é um faroeste que está na Netflix. É uma boa oportunidade para o ator retomar sua carreira. Só pra lembrar, ele acabou não participando de Pequenos Grandes Heróis, que chegou na Netflix neste ano. Muita gente reclamou que o personagem Sharkboy, que aparecia no filme, não era feito por ele. Afinal, foi Taylor que o criou quando ainda era criança. Mas, segundo o diretor Robert Rodriguez, a culpa disse é dele. Foi Robert que não o convidou.

“Não havia papel grande o suficiente para ele. Não era sobre esses personagens. Ele se tornou um grande astro depois de Crepúsculo, e ele teria uma expectativa. Você pode imaginar se ele estivesse lá e quando o vissem … As pessoas diriam ‘Espere! o rosto dele está coberto todo o tempo. Hey, ele não tinha nenhum diálogo!’ Certamente iria parecer um demérito para ele, e eu não queria isso. “

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *